Estenose papilar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A estenose papilar é um distúrbio do esfíncter de Oddi, uma válvula muscular, que previne a abertura e a liberação da bílis ou de fluidos pancreáticos no duodeno em resposta à entrada de comida no duodeno.

A obstrução da válvula pode causar:

  • Dor pancreática;
  • Icterícia - vazamento da bílis de volta para a corrente sanguínea;
  • Ataque de pancreatite.

Causas[editar | editar código-fonte]

Diagnóstico e tratamento[editar | editar código-fonte]

  • Exame endoscópico;[3]
  • Geralmente tratada cirurgicamente, frequentemente envolvendo papilotomia, isto é, uma incisão no esfíncter.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Patel RS, Johlin FC, Murray JA (1999). «Celiac disease and recurrent pancreatitis». Gastrointest. Endosc. 50 (6): 823–827. PMID 10570344. doi:10.1016/S0016-5107(99)70166-5 
  2. Löhr JM (2007). «What are the useful biological and functional markers of early-stage chronic pancreatitis?». J. Gastroenterol. 42. Suppl 17 (S17): 66–71. PMID 17238031. doi:10.1007/s00535-006-1932-9 
  3. Koch H, Classen M, Schaffner O, Demling L (1975). «Endoscopic papillotomy. Experimental studies and initial clinical experience». Scand. J. Gastroenterol. 10 (4): 441–4. PMID 1153938