Estiva (Minas Gerais)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Estiva
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Estiva
Bandeira
Brasão de armas de Estiva
Brasão de armas
Hino
Gentílico estivense
Localização
Localização de Estiva em Minas Gerais
Localização de Estiva em Minas Gerais
Estiva está localizado em: Brasil
Estiva
Localização de Estiva no Brasil
Mapa de Estiva
Coordenadas 22° 27' 46" S 46° 01' 01" O
País Brasil
Unidade federativa Minas Gerais
Municípios limítrofes Pouso Alegre, Cambuí, Consolação, Tocos do Moji, Bom Repouso, Cachoeira de Minas
Distância até a capital 404 km
História
Fundação 27 de dezembro de 1948
Administração
Prefeito(a) Agenício de Oliveira (DEM, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [2] 245,295 km²
População total (Estimativa IBGE/2017[3]) 11 449 hab.
Densidade 46,67 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
CEP 37542-000 a 37544-999[1]
Indicadores
IDH (PNUD/2010[4]) 0,691 médio
PIB (IBGE/2008[5]) R$ 90 024,581 mil
PIB per capita (IBGE/2008[5]) R$ 7 940,78
Outras informações
Padroeiro(a) Nossa Senhora Aparecida[6]
www.estiva.mg.gov.br (Prefeitura)
www.estiva.mg.leg.br (Câmara)

Estiva é um município do estado de Minas Gerais.

História[editar | editar código-fonte]

Na primeira metade do século XVIII (por volta de 1720) havia um caminho que ligava a região das Minas Gerais ao estado de São Paulo, nas proximidades de um ribeirão, afluente do rio Três Irmãos. Tal território era considerado, no relato dos antigos, como o trecho de maior dificuldade para os viajantes devido às características pantanosas do terreno, o que causava a perda freqüente de burros de carga nos atoleiros ali existentes. Para evitar as constantes perdas materiais, autoridades e particulares se uniram na construção de um estivado de madeira roliça no local, com 210 metros de extensão. Primeiramente este trecho da estrada recebeu o nome de Brejo da Estiva, e posteriormente Estiva; esse último nome passou a ser designado para os viajantes como o próprio ribeirão e o povoado que gradativamente se formou na localidade. Esse ponto, de vital importância histórica à cidade, é ainda lembrado pelos munícipes mediante o obelisco comemorativo, que demarca o local do nascimento do município, a través do seguinte texto:

Até ano de 1810, não havia um povoado, mas só alguns moradores eqüidistantes.

Em 1853, 14 hectares de terra foram doados para a formação do patrimônio de Nossa Senhora da Estiva, construindo assim uma terceira capela de maior dimensão.

O povoado foi elevado a distrito pela Lei Provincial n.° 1654, de 14 de setembro de 1870, pertencendo ao Município de Pouso Alegre. A criação do Município de Estiva ocorreu em 1948, em 27 de Dezembro, sob lei Estadual n.° 336.

Hoje, Estiva é conhecida na região também pela tradicional festa do morango, que ocorre todo ano com cantores e bandas famosas. É considerada a terra do morango pois a maior parte da agricultura é destinada ao cultivo dessa fruta.

Cultivo de Morango na Zona Rural do município.

Um de seus principais bairros se chama Pantano Dos Rosas ("Pantano", paroxítona, na pronúncia que se vulgarizou localmente). Uma festa em junho e outra em setembro movimentam o bairro, sendo a de setembro entre os dias 13 e 20. Hoje existem três escolas em Estiva, a maior delas é a Cônego Francisco Stella, o popular ginásio.

Referências

  1. Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. «Busca Faixa CEP». Consultado em 1 de fevereiro de 2019 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Estimativas da população residente no Brasil e unidades da federação com data de referência em 1º de julho de 2017» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 30 de agosto de 2017. Consultado em 2 de fevereiro de 2018 
  4. «Ranking IDHM Municípios 2010». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2013. Consultado em 15 de junho de 2015 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC). «Lista por santos padroeiros» (PDF). Descubra Minas. p. 10. Consultado em 14 de setembro de 2017. Cópia arquivada (PDF) em 14 de setembro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.