Estorvo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura o filme baseado neste livro, veja Estorvo (filme).
Estorvo
Autor(es) Chico Buarque
Idioma português
País  Brasil
Assunto Conflitos existenciais
Género romance
Editora Companhia das Letras
Lançamento 2 de agosto de 1991 (23 anos)
Páginas 160
ISBN 9788535905151
Cronologia
Fazenda Modelo
Benjamim

Estorvo é o primeiro romance de Chico Buarque, foi escrito no Rio de Janeiro, finalizado em Paris em 1990 e publicado em novembro de 1991 pela editora Companhia das Letras.

No livro, o autor narra a história de um personagem atormentado por acontecimentos estranhos. Ao mesmo tempo, mergulha em situações reais e familiares.

O romance recebeu o Prêmio Jabuti de melhor romance em 1992.

Sobre Estorvo[editar | editar código-fonte]

"Este romance de Chico Buarque, logo à primeira leitura, afirma-se como uma demonstração exemplar disso mesmo. Estorvo é, quanto a mim, uma peregrinação alucinada em demanda das raízes perdidas, através dum percurso existencial povoado de assombro e de solidão. Aqui todas as funções de equilíbrio das estruturas sociais - família, amizade, poder - perdem a sua consistência formal logo ao primeiro embate e entram em ruptura quando o olhar do protagonista (e do escritor) se prolonga sobre elas." — José Cardoso Pires, Folha de S. Paulo, 9 de janeiro de 1994

"Estorvo é um livro brilhante, escrito com engenho e mão leve. [...] Esta disposição absurda de continuar igual em circunstâncias impossíveis é a forte metáfora que Chico Buarque inventou para o Brasil contemporâneo, cujo livro talvez tenha escrito."

— Roberto Schwarz, Veja

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.