Estrada Diocleciana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fronteira romano-persa durante a Antiguidade Tardia. A estrada Diocleciana está situada a sudoeste, próximo a fronteira pontilhada

A estrada Diocleciana ou Estrada de Diocleciano (em latim: Strata Diocletiana) foi uma estrada militar fortificada construída ou grandemente reconstruída pelo imperador romano Diocleciano (r. 284–305) próximo ao limes Arábico do Império Romano tendo ela atuado como a principal linha de defesa da Síria-Fenícia. Sua linha principal percorreu a sudeste de Sura, no Eufrates, para Palmira e então junto de Jabal Rauaque (Rawaq) para Cã Abu Camate (Khan Abu Khamat), próximo de Thelsee (atual Dumeir). De lá continuou para Houran e juntou-se a uma estrada similar junto ao limes Arábico. Sabe-se que em alguns pontos, em sua seção arábica, a estrada Diocleciana percorreu paralela a via Nova Trajana.[1]

Ao longo da estrada foram construídos fortes em intervalos regulares (c. 30 milhas romanas) com estações de sinalização e atalaias intermediárias. Em junções chave ao longo da estrada, unidades pesadas foram estacionadas. Possivelmente foi feito uso de colinas baixas para possibilitar aos defensores ver melhor e porque o terreno mais elevado ajudou a atrair precipitação.[1]

Referências

  1. a b Dodgeon 2002, p. 322.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Dodgean, Michael H.; Lieu, Samuel N. C. (2002). The Roman Eastern Frontier and the Persian Wars (Part I, 226–363 AD). Londres: Routledge. ISBN 0-415-00342-3