Estreito de Tiran

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Mapa do estreito de Tiran.

O estreito de Tiran fica entre a Arábia Saudita e o Egito. Ele banha a parte mais ocidental da Arábia Saudita e o sudeste da península de Sinai (Egito). No estreito, as terras são baixas, mas alguns quilômetros da costa começa a aparecer grandes montanhas. O estreito é uma das principais vias marítimas entre a Arábia Saudita e o Egito. A distância, em média, do estreito de Tiran é de apenas 10 km de largura. O estreito de Tiran é a única ligação de Israel com o Mar Vermelho, através do golfo de Aqaba, sendo então muito importante geoestrategicamente.

Documentos internacionais inconsistentemente referem-se ao "Estreito de Tiran" e aos "Estreitos de Tiran". São várias passagens formadas pelas ilhas entre os territórios egípcio e saudita. O estreito mais a oeste, entre o Egito e a ilha de Tiran, dominado pela cidade egípcia Sharm el-Sheikh, tem 5 ou 6 km de largura. Possui duas passagens profundas o suficiente para serem navegáveis por grandes navios. A passagem Enterprise, com 290 metro de profundidade, é adjacente ao lado egípcio, enquanto a passagem Grafton de 73 metros de profundidade, cercada por baixios, fica a leste, mais perto da ilha de Tiran. A leste de Tiran, entre ele e a Arábia Saudita, o outro estreito tem recifes e baixios com um único canal de 16 metros de profundidade.[1]

Referências

  1. Carl F. Salans (Dezembro de 1968). «Gulf of Aqaba and Strait of Tiran: Troubled Waters». United States Naval Institute. Proceedings. 94 (56) 
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia do Egito, integrado ao Projeto África é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.