Estudo Op. 10, nº. 3 (Chopin)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O início do Estudo Op. 10, nº. 3, de Chopin

O Estudo Opus 10, nº. 3 em mi maior, apelidada de "Tristesse" ("Tristeza"), é um estudo para piano solo, composto por Frédéric Chopin em 1832. Foi primeiramente publicado em 1833 na França,[1] Alemanha[2] e Inglaterra[3] como a terceira peça de seus Estudos Opus 10. A respeito deste vagaroso estudo cantabile de caráter polifônico e legato, o próprio Chopin acreditava ser o de mais bela melodia que já havia criado. A peça se tornou famosa por entre inúmeros arranjos populares. Tanto "Tristesse" quanto "Farewell" (Adeus) são nomes dados à obra por Chopin.

Estrutura e traços estilísticos[editar | editar código-fonte]

Como a maioria dos outros estudos de Chopin, este trabalho é de forma ternária (A – B – A). A seção A é de notável construção melódica. O musicólogo Hugo Leichtentritt (1874-1951) acredita que sua estrutura assimétrica, (5 + 3) + (5 + 7) compassos, é altamente relevante para o impacto da melodia.[4][5]

Executado por Martha Goldstein em um Erard (1851)

Problemas para escutar este arquivo? Veja a ajuda.

Veja também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. ("French edition"). Paris: M. Schlesinger, June 1833.
  2. ("German edition"). Leipzig: Fr. Kistner, August 1833 .
  3. ("English edition"). London: Wessel & Co, August 1833.
  4. Leichtentritt, Hugo (1921). Analyse der Chopin'schen klavierwerke. [S.l.]: Berlin, M. Hesse 
  5. See also: Temperley, Nicholas. "Chopin, Fryderik Franciszek. § 8: Pianistic style". In The New Grove Dictionary of Music and Musicians, 6th ed., 20 vols., edited by Stanley Sadie. Vol. 4. London: Macmillan Publishers Ltd., 1980, p. 302.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o
Portal da Música Erudita