Eta Trianguli Australis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
η Trianguli Australis
Dados observacionais (J2000)
Constelação Triangulum Australe
Asc. reta 16h 41m 23,1s[1]
Declinação -68° 17′ 46,0″[1]
Magnitude aparente 5,882[1]
Características
Tipo espectral B7 IVe[1]
Cor (U-B) -0,42[2]
Cor (B-V) -0,08[2]
Astrometria
Velocidade radial -10,0 km/s[1]
Mov. próprio (AR) -14,51 mas/a[1]
Mov. próprio (DEC) -11,23 mas/a[1]
Paralaxe 4,93 ± 0,37 mas[1]
Distância 660 ± 50 anos-luz
200 ± 20 pc
Magnitude absoluta −0,73
Detalhes
Massa 3,76 ± 0,12[3] M
Luminosidade 318[3] L
Temperatura 12 160[3] K
Rotação 234 km/s[3]
Outras denominações
CPD-68 2789, HR 6172, HD 149671, HIP 81710, SAO 253649.[1]
Eta Trianguli Australis
Triangulum Australe constellation map.png

Eta Trianguli Australis (η TrA, η Trianguli Australis) é uma estrela na constelação de Triangulum Australe. Tem uma magnitude aparente de 5,88, sendo visível a olho nu apenas em boas condições de visualização. Com base em medições de paralaxe, está localizada a aproximadamente 660 anos-luz (200 parsecs) da Terra.[1] É também designada de Eta1 Trianguli Australis, apesar de não haver outras estrelas com a mesma designação de Bayer.

Eta Trianguli Australis é uma estrela brilhante e massiva, tendo um tipo espectral de B7 IVe,[1] o que significa que é classificada com uma subgigante de classe B. Sua massa equivale a 3,76 vezes a massa solar.[3] Emite energia a uma taxa 318 vezes maior que a solar a uma temperatura efetiva de aproximadamente 12 160 K,[3] a qual lhe dá a coloração azul-branca típica de estrelas de classe B.[4] Nenhuma estrela companheira é conhecida.[5]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h i j k «SIMBAD query result - HR 6172». SIMBAD. Centre de Données astronomiques de Strasbourg. Consultado em 27 de dezembro de 2013 
  2. a b Johnson, H. L.; et al. (1966). «UBVRIJKL photometry of the bright stars». Communications of the Lunar and Planetary Laboratory. 4 (99). Bibcode:1966CoLPL...4...99J 
  3. a b c d e f Zorec, J.; Royer, F (janeiro de 2012). «Rotational velocities of A-type stars. IV. Evolution of rotational velocities». Astronomy & Astrophysics. 537. pp. A120, 22 pp. Bibcode:2012A&A...537A.120Z. doi:10.1051/0004-6361/201117691 
  4. «The Colour of Stars», Commonwealth Scientific and Industrial Research Organisation, Australia Telescope, Outreach and Education, 21 de dezembro de 2004, consultado em 25 de novembro de 2013 
  5. Eggleton, P. P.; Tokovinin, A. A. (setembro de 2008), «A catalogue of multiplicity among bright stellar systems», Monthly Notices of the Royal Astronomical Society, 389 (2): 869–879, arXiv:0806.2878Acessível livremente, Bibcode:2008MNRAS.389..869E, doi:10.1111/j.1365-2966.2008.13596.x. 
Ícone de esboço Este artigo sobre Estrelas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.