Eugène Ysaÿe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Eugène Ysaÿe
Nome nativo Eugène Ysaÿe
Nascimento 16 de julho de 1858
Liège
Morte 12 de maio de 1931 (72 anos)
Cidade de Bruxelas
Cidadania Bélgica
Ocupação compositor, maestro, violinista, professor de música, professor universitário, spalla
Prêmios Medalha de ouro da Royal Philharmonic Society
Causa da morte diabetes mellitus
Eugène Ysaÿe

Eugène Ysaÿe (Liège, 16 de julho de 1858Bruxelas, 12 de maio de 1931), foi um violinista, compositor e chefe de orquestra belga. Descrito como "O Rei do Violino" ou, como mencionado por Nathan Milstein, "tzar".

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ysaÿe começou a estudar violino quando tinha cinco anos com seu pai, maestro. Aos sete anos, ele entrou para o Conservatório de Liège na classe de Desire Heynberg, onde ele foi expulso após quatro anos de críticas por causa do pai sobre o curso. Henri Vieuxtemps, em seguida, toma o menino no cargo, e volta ao conservatório na classe de Rodolphe Massart. Com a idade de quinze anos, obteve o diploma.

Obras[editar | editar código-fonte]

Violino solo[editar | editar código-fonte]

  • Six sonates pour violon, op. 27 dedicadas a grandes violinistas e compositores:
    • Sonate 1 : Joseph Szigeti
    • Sonate 2 : Jacques Thibaud
    • Sonate 3 : Georges Enesco
    • Sonate 4 : Fritz Kreisler
    • Sonate 5 : Mathieu Crickboom (seu aluno preferido)
    • Sonate 6 : Manuel Quiroga
  • 10 préludes (études) pour violon seul, op. posth.
  • Etude Posthume
  • 10 Preludes, Op. 35

Poemas para violino[editar | editar código-fonte]

Era especialmente afeiçoado à forma poema em suas composições para o violino, deixando várias delas:

  • Poème élégiaque, op. 12 (Roméo & Juliette) para violino e orquestra (que serviu de modelo a Chausson para seu próprio poema dedicado a Ysaÿe).
  • Scène au rouet, op. 13 para violino e orquestra
  • Chant d'hiver, op. 15 para violino e orquestra
  • Poème de l'Extase, op. 21 para violino e orquestra
  • Poème de l'amitié, op. 26 para 2 violinos e orquestra
  • Poème Nocturne, op. 29 para violino, violoncelo e orquestra
  • Harmonie du soir, op. 31 para quarteto solo e orquestra de cordas
  • Exil!, op. 25 para orquestra de cordas sem contrabaixos

Violino e Piano[editar | editar código-fonte]

  • 2 Célebres Árias
  • 2 Mazurkas de Salão
  • Capricho sobre o Estudo em forma de Valsa composto por Camille Saint-Saëns, arranjado por Ysaÿe.

Violoncelo solo[editar | editar código-fonte]

  • Meditation, Op. 16
  • Sonate à violoncelle seul, op. 28

Ópera[editar | editar código-fonte]

  • "Pier li Houyeû" 1931 (Original em língua valona, possivelmente a única a ser composta nesse idioma)
  • "L’avièrge di pièr" - incompleta

Outras obras[editar | editar código-fonte]

  • Fantaisie pour violon et orchestre, op. 43
  • Sonate à 2 violons (dedicada à Rainha Elisabeth)
  • Divertimento, op. 24
  • Dois trios de cordas
  • Rêve d'enfant, op. 14
  • Berceuse de l'enfant pauvre, op. 20
  • Les Neiges d'antan, op. 23

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Eugène Ysaÿe