Eugen Jochum

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Eugen Jochum
Nome nativo Eugen Jochum
Nascimento 1 de novembro de 1902
Morte 26 de março de 1987 (84 anos)
Munique
Cidadania Alemanha
Ocupação maestro
Prêmios Ordem do Mérito da Baviera, Grã-Cruz da Ordem do Mérito da República Federal da Alemanha, Cavaleiro da Ordem do Santo Sepulcro, Ordem Maximiliana da Baviera para Ciência e Arte

Eugen Jochum (1 de novembro de 1902 - 26 de março de 1987) foi um maestro alemão.

Jochum nasceu em Babenhausen, perto de Augsburg, Alemanha. Jochum estudou piano e órgão em Augsburg até 1922. Ele então estudou condução em Munique. Ele fez sua estréia como maestro com a Filarmônica de Munique em 1926, em um programa que incluíu a Sinfonia Nº7 de Bruckner. No mesmo ano ele foi apontado como maestro em Kiel, onde ele conduziu dezessete óperas em apenas uma temporada, incluindo The Flying Dutchman, Der Rosenkavalier e Turandot. Após Kiel ele foi para Mannheim. Nesse peródo ele conduziu vinte concertos com a Filarmônica de Nova Iorque (ele só voltou a aparecer nos Estados Unidos em 1958). Em 1930 ele foi apontado como diretor musical em Duisburg, permanecendo lá até 1932. Em 1932 ele tornou-se maestro chefe da Orquestra da Rádio de Berlim, também conduzindo dezesseis concertos com a Filarmônica de Berlim e na Ópera Alemã.

Em 1934 Jochum sucedeu Karl Böhm como diretor musical da Ópera Estatal de Hamburgo e com a Filarmônica de Hamburgo. Após a Segunda Guerra Mundial, Jochum tornou-se o primeiro maestro chefe da Orquestra Sinfônica da Rádio Bávara, em 1949. Jochum também apareceu como maestro convidado com a Orquestra Concertgebouw, de Amsterdã, e serviu como diretor musical da orquestra entre 1941 e 1943. De 1961 até 1963, Jochum foi o maestro chefe da Orquestra Concertgebouw ao lado de Bernard Haitink. Ele conduziu frequentemente em Londres, com a Filarmônica de Londres e com a Orquestra Sinfônica de Londres. Em 1975 a Sinfônica de Londres o apontou como maestro laureado.

Jochum é mais conhecido pelas suas interpretações de Anton Bruckner. Suas performances de Bach, Beethoven, Brahms, Mozart, Haydn, Schumann, Wagner e Carl Orff também são memoráveis.

Jochum faleceu em Munique, Alemanha aos oitenta e quatro anos.

Gravações Notáveis[editar | editar código-fonte]