Eugene Goostman

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Eugene Goostman é um chatterbot (software que tenta simular um ser humano em conversações) desenvolvido na Rússia. Em 2014, se tornou o primeiro chatterbot a ser aprovado no Teste de Turing.

História[editar | editar código-fonte]

Criação[editar | editar código-fonte]

O chatterbot foi criado em 2001, na cidade de São Petersburgo, Rússia, pelos programadores Vladimir Veselov, Eugene Demchenko e Sergey Ulasen.[1] Eugene Goostman foi retratado como sendo um menino de 13 anos de idade, de Odessa, na Ucrânia, tem um animal de estimação e um pai que é ginecologista. A escolha da idade foi uma estratégia para a finalidade do teste. [2]

Aprovação no Teste de Turing[editar | editar código-fonte]

Em 7 de junho de 2014, em uma competição de Teste de Turing na Royal Society, organizado por Kevin Warwick, da Universidade de Reading, evento comemorativo do 60 º aniversário da morte de Alan Turing, onde 33% (10 dos 30) juízes participantes se convencerem de que Eugene Goostman era um humano, mais que os 30% suficientes para a aprovação no teste. [3][4]

Referências

  1. «Computer chatbot 'Eugene Goostman' passes the Turing test | ZDNet». ZDNet. Consultado em 2015-11-04. 
  2. «Bot with boyish personality wins biggest Turing test». New Scientist. 25 June 2012. Consultado em 6 de Agosto de 2014. 
  3. «Computer allegedly passes Turing Test for first time by convincing judges it is a 13-year-old boy». The Verge. 8 June 2014. Consultado em 6 de Agosto de 2014. 
  4. «Turing Test success marks milestone in computing history». University of Reading. 8 June 2014. Consultado em 6 de Agosto de 2014. 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]