Eurípedes Malavolta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2015). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Eurípedes Malavolta
Nascimento 13 de agosto de 1926
Brasil Araraquara, SP
Morte 19 de janeiro de 2008 (81 anos)
Piracicaba, SP
Nacionalidade Brasileira
Ocupação Agrônomo, Pesquisador, Professor

Eurípedes Malavolta (Araraquara, 13 de Agosto de 1926Piracicaba, 19 de Janeiro de 2008) foi um agrônomo brasileiro, pesquisador e professor da Universidade de São Paulo na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz e no Centro de Energia Nuclear na Agricultura e membro da Academia Brasileira de Ciências.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Formou-se Engenheiro Agrônomo na ESALQ em 1948, onde iniciou carreira docente no mesmo ano como assistente do professor José de Mello Moraes na disciplina de Química Agrícola. Obteve livre-docência em 1951 e tornou-se titular da cátedra de Química Orgânica e Química Biológica em 1958.

Foi pesquisador associado na Universidade da Califórnia, Berkeley com bolsa da Fundação Rockefeller entre 1952 e 1953. Foi professor visitante na Kearney Foundation of Soil Science entre 1959 e 1960. Aposentou-se da ESALQ em 1984 e trabalhou como pesquisador permissionário no CENA até seu falecimento.

Foi diretor do Instituto de Física de São Carlos entre 1972 e 1975 e da ESALQ entre 1964 e 1970, quando implantou o primeiro programa de pós-graduação da USP, naquela unidade.

Desenvolveu pesquisas nas áreas de nutrição mineral de plantas, fertilidade do solo, adubação e aspectos ambientais do uso de fertilizantes e corretivos. Publicou 45 livros (em português, espanhol, inglês, hindi e chinês) e 823 trabalhos de pesquisas, no Brasil e no exterior. Era membro honorário da Sociedade Colombiana de Ciências do Solo desde 1993, da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo a partir de 1995 e da Sociedade Internacional de Ciência do Solo e da Academia de Ciências do Mundo em Desenvolvimento desde 1997.

Recebeu diversos prêmios, dentre os quais a de Comendador da Ordem Nacional do Mérito Científico, concedida pela Presidência da República em 1998 e a Medalha Antonio Carlos Moniz pela Sociedade Brasileira de Ciência do Solo em 2007.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.