Eurico Ribeiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Eurico Ribeiro
Deputado estadual  Maranhão
Período 1955-1959
Governador  Maranhão
Período 1956-1957
Antecessor Alderico Machado
Sucessor José de Matos Carvalho
Deputado federal  Maranhão
Período 1963-1979
1983-1987
1989-1991
1994-1995
Dados pessoais
Nascimento 1 de agosto de 1928
Pedreiras, MA
Morte 29 de dezembro de 1996 (68 anos)
Brasília, DF
Alma mater Universidade Federal do Maranhão
Cônjuge Maria Celeste Sousa Ribeiro
Partido PST (1948–1953)
PSD (1953–1965)
ARENA (1965–1980)
PDS (1980–1993)
PRN (1989–1993)
PPR (1993–1995)
PPB (1995–1996)
Profissão advogado, promotor de justiça

Eurico Bartolomeu Ribeiro (Pedreiras, 1º de agosto de 1928Brasília, 29 de dezembro de 1996) foi um advogado, promotor de justiça e político brasileiro que foi governador do Maranhão.[1]

Dados biográficos[editar | editar código-fonte]

Filho de Francisco Franco Ribeiro e Ana Amélia Arruda Ribeiro. Em 1950 obteve o Bacharelado em Direito na Universidade Federal do Maranhão[1] trabalhando como advogado e promotor de justiça, neste último caso atuando em Coroatá, Grajaú, Pedreiras e São Luís. Suplente de vereador em 1950 pelo PST em São Luís, foi eleito deputado estadual pelo PSD em 1954 chegando a ocupar interinamente o governo do estado. Secretário de Viação e Obras Públicas e procurador-geral do Maranhão no governo José de Matos Carvalho, foi eleito suplente de deputado federal em 1958 chegando a ser convocado.[1] Eleito em 1962 ingressou na ARENA após a vitória do Regime Militar de 1964 sendo reeleito em 1966, 1970 e 1974.[2]

Derrotado ao buscar um novo mandato em 1978, filiou-se ao PDS e obteve um novo mandato em 1982 e ao longo do qual votou contra a Emenda Dante de Oliveira em 1984 e votou em Paulo Maluf no Colégio Eleitoral em 1985. De novo suplente em 1986, foi efetivado com a eleição de Davi Alves Silva para a prefeitura de Imperatriz em 1988, repetiu a suplência pelo PRN em 1990 sendo efetivado após a renúncia de Cid Carvalho em 23 de março de 1994 quando já estava no PPR e por esta legenda ficou novamente na suplência nas eleições daquele ano.

No Palácio dos Leões[editar | editar código-fonte]

Após sua vitória foi eleito primeiro vice-presidente da Assembleia Legislativa em 1955, ano onde aconteceram as eleições à sucessão de Eugênio de Barros, no entanto como as apurações seguiam em ritmo lento este passou o poder ao deputado Alderico Machado que renunciou e passou o cargo a Eurico Ribeiro em 26 de março de 1956 e este permaneceu no Palácio dos Leões até 9 de julho de 1957 quando o Judiciário deu posse ao governador José de Matos Carvalho e ao vice-governador Alexandre Costa.

Referências