Eurico de Melo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Eurico de Melo
Eurico de Melo
Ministro(a) de Portugal Portugal
Período VI Governo Constitucional
  • Ministro da Administração Interna

X Governo Constitucional

  • Ministro de Estado
  • Ministro da Administração Interna

XI Governo Constitucional

  • Ministro da Defesa Nacional
  • Vice-primeiro-ministro
Dados pessoais
Nascimento 28 de setembro de 1925
Santo Tirso, Santo Tirso
Morte 1 de agosto de 2012 (86 anos)[1]
Porto
Partido Partido Social Democrata
Profissão Engenheiro Químico[1]

Eurico [da] Silva Teixeira de Melo GCCOIP (Santo Tirso, Santo Tirso, 28 de Setembro de 1925Porto, 1 de Agosto de 2012)[1] foi um engenheiro e político português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de Luís Maria Teixeira de Melo (6 de Março de 1888 - 5 de Fevereiro de 1931) e de sua mulher (24 de Fevereiro de 1923) Amélia Vieira da Silva (14 de Novembro de 1901 - ?).

Licenciou-se em Engenharia Química, na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, onde leccionou como assistente[2].

Após o 25 de Abril de 1974 iniciou uma intensa carreira política, tendo sido um dos mais destacados membros do Partido Social Democrata. Neste partido foi eleito para a Comissão Política Nacional, como vice-presidente, duas vezes, em 1983, sendo líder Francisco Pinto Balsemão, e em 1989, sendo líder Aníbal Cavaco Silva. Foi depois presidente do Conselho Nacional, de 1990 a 1992[3].

Exerceu diversos cargos de natureza governativa. Logo após o 25 de abril de 1974 foi governador civil do distrito de Braga (1975-1976).

Com Francisco Sá Carneiro (Aliança Democrática) foi Ministro da Administração Interna (VI Governo Constitucional) (1980-1981).

Estratega da liderança de Aníbal Cavaco Silva, participou nos dois primeiros governos chefiados por este: foi Ministro de Estado e da Administração Interna (X Governo) (1985-1987) e Vice-Primeiro-Ministro e Ministro da Defesa Nacional (XI Governo) (1987-1990).

A seguir foi eleito deputado ao Parlamento Europeu, onde cumpriu um mandato (1994-1999). Foi também membro da Assembleia Municipal de Santo Tirso (2001-2003).

Foi presidente do Conselho de Administração do Banco Santander.

Era conhecido como o «vice-rei do Norte»[4].

Condecorações[5][6][editar | editar código-fonte]

Família[editar | editar código-fonte]

Casou com Luísa da Veiga Gil da Fonseca Pinheiro (28 de Junho de 1928), da qual teve duas filhas e um filho. Era primo-tio de Nuno Melo.

Referências

  1. a b c «Morreu Eurico de Melo, militante "histórico" do PSD». Jornal de Notícias. 1 de agosto de 2012. Consultado em 1 de agosto de 2012 
  2. Expresso
  3. Expresso
  4. Expresso
  5. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Eurico Silva Teixeira de Melo". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 23 de fevereiro de 2015 
  6. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Estrangeiras». Resultado da busca de "Eurico Silva Teixeira de Melo". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 23 de fevereiro de 2015 
Precedido por
Rui Machete
Vice-Primeiro-Ministro
XI Governo Constitucional
Sucedido por
Paulo Portas
Precedido por
Carlos Brito
Ministro da Defesa Nacional
XI Governo Constitucional
Sucedido por
Fernando Nogueira
Precedido por
António Gonçalves Ribeiro
Ministro da Administração Interna
VI Governo Constitucional
Sucedido por
Fernando do Amaral
Precedido por
Eduardo Pereira
Ministro da Administração Interna
X Governo Constitucional
Sucedido por
José Silveira Godinho
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.