Euryale de Jesus Zerbini

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Euryale de Jesus Zerbini (1908-1982) foi um general-de-brigada do Exército Brasileiro, irmão do médico Euríclides de Jesus Zerbini. Era casado com Teresinha de Godoi, uma das líderes do movimento pela anistia, com quem teve dois filhos - a advogada Eugênia Cristina e o engenheiro Euryale Jorge.[1][2]

Foi comandante em Caçapava, Quitaúna, e da divisionária de Lorena.

No Golpe Militar de 1964, o general Zerbini assumiu uma posição legalista. Enveredou pelo Vale do Paraíba rumo ao Rio de Janeiro. Pretendia confrontar as tropas favoráveis ao golpe dos generais Olímpio Mourão Filho e Carlos Luís Guedes, que tinham partido de Minas Gerais também em direção ao Rio de Janeiro. Porém, na medida em que Zerbini foi caminhando, a adesão ao golpe por parte dos generais foi se multiplicando. De modo que Zerbini se encontrou isolado no meio do Vale do Paraíba e como resultado teve de entregar-se, não tinha mais como resistir.[carece de fontes?]

Foi preso e logo reformado.[3]

A estrada SP-66 antiga Rio-São Paulo recebe em um dos seus trechos, o nome de Rodovia General Euryale de Jesus Zerbini. Guaratinguetá, sua terra natal, também lembrou o militar dando o seu nome a uma das ruas da cidade. Os municípios de São Paulo e Jacareí também homenagearam o general Zerbini.

Referências