Evaristo de Miranda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Evaristo Eduardo de Miranda
Evaristo Eduardo de Miranda.
Nascimento 17 de julho de 1952
São Paulo, SP
Nacionalidade brasileiro
Cônjuge Liana John
Ocupação Escritor e Pesquisador

Evaristo Eduardo de Miranda é um escritor e pesquisador brasileiro da Embrapa e atua nas áreas de ecologia, agricultura, meio ambiente e gestão territorial.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Iniciou sua carreira[1] como escritor sobre temas de humanidade com a publicação dos livros "Água, Sopro e Luz" (1995), "Agora e na Hora" (1996), "Corpo Território do Sagrado" (2000) e "Sábios Fariseus" (2001), traduzidos na Itália e na França. Mais recentemente publicou "O Íntimo e o Infinito", "300 razões para batizar", "Vai entender esses católicos", "Bíblia – história, curiosidades e contradições" e "O Senhor Bom Jesus de Monte Alegre do Sul". Dentre seus livros da área de ecologia e agricultura, destacam-se "Tons de Verde: a sustentabilidade da agricultura no Brasil (2018), "Agricultura no Brasil no Século XXI" (2013), "A Arte do Olhar - Mata Atlântica", "Jaguar" (2010), "Jardins Botânicos do Brasil" (2009), "O Descobrimento da Biodiversidade" (2004) e "Natureza, conservação e cultura" (2003).

Sua produção científica e literária é polivalente, aborda temas como a fauna selvagem[2] e doméstica;[3][4] os ecossistemas brasileiros[5][6] e sua história;[7][8] a cartografia[9][10] e o monitoramento da vegetação[11][12] e do meio ambiente por satélite,[13] voltados para a gestão territorial da agricultura.[14] Trata também de temas filosóficos[15] e de espiritualidade.[16][17] É diretor do Instituto Ciência e Fé de Curitiba.

Por oito anos apresentou um quadro no programa semanal Caminhos da Roça da EPTV-Globo e é comentarista de agrocultura na Rede Bandeirantes de Rádio e Televisão e no jornal da TV Século XXI. Publica regularmente em jornais e revistas como National Geographic, ECO 21, AgroDBO, Jornal da Universidade, A Tribuna, Agroanalysis e O Estado de S. Paulo.[18]

Após a eleição de 2018, se envolveu com o governo Jair Bolsonaro, tendo sido apontado como o "guru ambiental do governo".[19] Foi citado em março de 2021 na Revista Piauí como "o ideólogo da política ambiental de Bolsonaro".[20]

Publicações selecionadas[editar | editar código-fonte]

  • Jardins Botânicos do Brasil[21](2009)
  • Guia de Curiosidades Católicas[22](2007)
  • Natureza Brasileira em Detalhe[23](2006)

Prêmios e homenagens[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Entrevista: O perfil do cientista Evaristo de Miranda. TV Cultura, maio de 2010» 
  2. «Matéria: Rio de Livros (Jaguar). O Globo, maio de 2011» 
  3. «Matéria: Um velho companheiro. National Geographic, março de 2010». Consultado em 3 de abril de 2014. Arquivado do original em 2 de abril de 2014 
  4. «Matéria: O cavalo anfíbio do Pantanal é revelado por Evaristo, cientista e crente. IC News, abril de 2011». Consultado em 3 de abril de 2014. Arquivado do original em 7 de abril de 2014 
  5. «Matéria: Lançamento do Livro Quando o Amazonas corria para o Pacífico. Jornal Universidade, fevereiro de 2007». Consultado em 3 de abril de 2014. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  6. «Matéria: A Arte do Olhar – Mata Atlântica será lançado nesta quinta-feira, em São Paulo. National Geographic, outubro de 2012». Consultado em 3 de abril de 2014. Arquivado do original em 7 de abril de 2014 
  7. «Matéria: Quando plantas valiam ouro. Veja Rio, junho de 2011». Consultado em 3 de abril de 2014. Arquivado do original em 7 de abril de 2014 
  8. «Matéria: A invenção do Brasil. Planeta Sustentável, maio de 2007». Consultado em 3 de abril de 2014. Arquivado do original em 7 de abril de 2014 
  9. «Projeto: Brasil Visto do Espaço. Embrapa, junho de 2004» 
  10. «Projeto: Brasil em Relevo. Embrapa, junho de 2006» 
  11. Miranda, E. E. et al. Vegetation Map of South America. Luxemburgo: European Commission, 2002. 48p.
  12. «Projeto: Monitoramento Orbital de Queimadas. Embrapa, maio de 2010» 
  13. «Entrevista: Gestão Territorial. Canal LIvre, setembro de 2012» 
  14. «Entrevista: Gestão territorial orienta produtores para ocupação do espaço rural. Conexão Ciência, dezembro de 2014» 
  15. «Matéria: Livro ensina a reconhecer os animais que habitam cada pessoa. Folha de S. Paulo, junho de 2003» 
  16. «Matéria: As águas e a sede do humano pela sua humanidade e divindade. Revista do Instituto Humanitas Unisinos, abril de 2009» 
  17. «Matéria: O corpo na visão judaico-cristã.O Estadão, agosto de 2000» 
  18. «Matéria: Preservar é derrubar os mitos. Aliás, O Estado de S. Paulo, junho de 2006» 
  19. Fernanda Trisotto (23 de agosto de 2019). «Quem é o guru ambiental do governo de Jair Bolsonaro». Gazeta do Povo. Consultado em 10 de março de 2021 
  20. Esteves, Bernardo (março de 2021). «O fabulador oculto». Revista Piauí. Cópia arquivada em 20 de março de 2021. Evaristo Eduardo de Miranda, paulistano de 68 anos, juntou-se à equipe de transição do governo Bolsonaro a convite de Onyx Lorenzoni, futuro ministro da Casa Civil. Quando chegou a Brasília, já havia uma equipe ambiental montada com o apoio das Forças Armadas e encabeçada pelo biólogo Ismael Nobre. “Na rádio corredor circulava que o ministro seria o Ismael”, lembrou a advogada Suely Araújo, que então presidia o Ibama e participou de encontros com a equipe de transição. “De repente começamos a perceber que as reuniões estavam esfriando e começou a haver notícias do grupo liderado pelo Evaristo, que estava se reunindo paralelamente.” O grupo de Nobre foi dissolvido e oficialmente substituído pelo do agrônomo, que incluía Ricardo Salles e Eduardo Bim, o futuro presidente do Ibama, a autarquia que faz o papel de polícia ambiental. 
  21. «Matéria: Livro relata histórias e curiosidades dos Jardins Botânicos do Brasil. Repórter Eco, TV Cultura, maio de 2010» 
  22. «Entrevista: Pesquisador fala sobre o lançamento do livro "Guia de Curiosidades Católicas". Rede Globo - Programa do Jô, dezembro de 2007.» 
  23. Entrevista: Pesquisador fala sobre o lançamento do livro "Natureza, Conservação e Cultura". Rede Globo - Programa do Jô, agosto de 2003.
  24. «CNA entrega Prêmio Agro Brasil». CNA. 19 de novembro de 2018. Consultado em 10 de março de 2021 
  25. «Concorrida cerimônia homenageou grandes nomes do agronegócio com o Prêmio ABC 2017». Associação Brasileira de Criadores. 18 de dezembro de 2017. Consultado em 10 de março de 2021 
  26. Alan Alex (10 de dezembro de 2014). «Moreira entrega Prêmio Mérito Agropecuário a pesquisador e InpEV». Painel Político. Consultado em 10 de março de 2021 
  27. «Matéria: Divulgação feita por quem produz ciência. Com Ciência, julho de 2008» 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.