Evolução dos uniformes do Clube de Regatas do Flamengo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Neste artigo consta, as evoluções dos uniformes do Clube de Regatas do Flamengo, além de constar os fabricantes de Material esportivos e patrocinadores.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1912, por exigência dos atletas do remo (que não permitiam o uso do mesmo uniforme pelos jogadores de futebol), foi criada uma camisa xadrez em vermelho e preto que ficou conhecida como Papagaio de Vintém. No entanto, a camisa virou sinônimo de azar e foi substituída, em 1913, por uma camisa com listras horizontais em vermelho e preto e frisos brancos, semelhante às cores de uma cobra coral. Como a camisa ficou muito parecida com a bandeira da Alemanha na época (país que virou inimigo mundial por causa da I Guerra), os frisos brancos acabaram sendo retirados para não causar polêmicas. Desta vez os remadores não se incomodaram e o Flamengo eternizou a camisa listrada rubro-negra, os calções brancos e as meias rubro-negras a partir de 1916.[1]

Em 1938, o então técnico flamenguista Dori Kruschner sugeriu a criação de um segundo uniforme, na cor branca, para “facilitar a visualização em partidas noturnas”. A nova vestimenta foi aprovada pelo clube, que se tornou pioneiro no Brasil a possuir um segundo uniforme. A camisa branca tinha duas listras rubro-negras no peito e assim permaneceu até 1979, mudando para a tradicional com listras apenas nas mangas – e que virou amuleto após o título mundial de 1981, conquistado exatamente com essa camisa.[1]

Com o passar dos anos, a camisa principal do clube sofreu poucas alterações e ora teve listras mais finas e ora mais grossas. Já a camisa número dois apenas variou com listras no peito, centralizadas ou nas mangas.[1]

O Flamengo passou a inovar mais a partir dos anos 90 principalmente em seus terceiros uniformes ou comemorativos, chegando a jogar toda de preto, com camisa preta e menos listras vermelhas, camisa vermelha e até com a camisa azul e dourada lá do começo do século XX, mas que não caiu no gosto dos torcedores e deu um ar de “tabajara” ao time.[1]

Em 2009, o time usou pela primeira vez em 25 anos um uniforme limpo e sem patrocínio.[1]

Evolução[editar | editar código-fonte]

Em 1912, a camisa era quadriculada. De 1914 a 1915, seu desenho era de listas finas, horizontais. A partir de então passou a ser tricolor, com faixas negras, vermelhas e brancas horizontais. foi somente em 1916 que adquiriu a forma mais tradicional: faixas horizontais vermelhas e negras.

Era Adidas e a conquista do Mundial Interclubes[editar | editar código-fonte]

Foi com o símbolo da empresa alemã Adidas no peito, no lado oposto ao CRF, que o Mais Querido viveu o período mais vitorioso de sua história.[2]

Desde o fim da década de 70, a Adidas já fornecia material de treino ao clube. A camisa de jogo, no entanto, era fabricada por marcas como as nacionais Athleta e Hering. O logotipo com as três listras tradicionais da marca alemã apareceria pela primeira vez no uniforme oficial do Flamengo no dia 3 de agosto de 1980, na partida contra o Vasco, válida pela última rodada da Taça Guanabara, que naquele ano foi disputada como um torneio à parte do Estadual.

A história deste uniforme remete à 1979, quando Elsa Braga (prima e esposa do então presidente do clube, Márcio Braga) que era formada em desenho industrial com especialização em roupas de trabalho, resolveu alargar as faixas e tornar as letras do emblema mais legíveis. Assim, na camisa número um as listras estavam mais largas, enquanto na dois, o modelo branco, elas haviam passado do peito para os ombros e mangas. E o calção ganhou listras laterais (rubro-negras no modelo branco e brancas na versão preta)[3].

Com a conquista do terceiro tricampeonato Estadual (1942,43,44; 1953,54,55; 1978,79, 79 especial) em 1979, façanha inédita para clubes do Rio, Elsa teve a ideia de deixar esta marca registrada com a inclusão de 3 estrelas ao lado direito do CRF, que também foi redesenhado.[4]

No começo de 1984 veio a primeira mudança: a camisa ganhou gola pólo, em lugar da em “V” do modelo anterior[3]. Além disso, foi incluído um scudeto, à moda italiana, abaixo do símbolo da adidas, identificando o clube como o atual detentor do título nacional. Esta inclusão do scudeto, entretanto, durou apenas algumas partidas.[3]

Em 8 de abril de 1984, veio o primeiro patrocínio de camisa (algo até então inédito no Brasil), da Petrobras, que expôs a marca “Lubrax” na frente, a partir do jogo em que o Fla derrotou o America por 3 a 0 pelo Campeonato Brasileiro. Na primeira versão desta camisa, a marca do lubrificante automotivo vinha escrita em preto dentro de um retângulo amarelo, que também durou apenas algumas partidas. O traje “definitivo” viria com letras brancas dentro de uma das faixas pretas da camisa.[3]

As três listras nos ombros, tradicionais nas camisas da fornecedora, só estreariam em 6 de julho de 1986, na vitória por 2 a 1 sobre o Olaria na Rua Bariri, em jogo pelo segundo turno (Taça Rio) do Estadual. Aquela camisa manteve a gola pólo e também trouxe por um curto período a inscrição “90 anos” nas mangas, em homenagem ao nonagésimo aniversário de fundação do clube, completado em novembro de 1985.[3]

A temporada de 1992 é a última em que a Adidas vestiu o rubro-negro. Em 9 de setembro, o Flamengo se despedia da Adidas vencendo o America por 3 a 1, em jogo pelo primeiro turno (Taça Guanabara) do Estadual de 1992. Após ter sido sondado pela italiana Kappa no começo do ano, o clube acabou fechando com a inglesa Umbro, que na época também era fornecedora oficial da Seleção Brasileira.[3]

Era Umbro: 1993 - 1999[editar | editar código-fonte]

Em 1993, o primeiro modelo de camisas da Umbro vinha com o logo da CBF na manga, em alusão a Conquista do Campeonato Brasileiro em 1992. A camisa tinha as listras um pouco mais finas do que de anos anteriores.

Em 1995, ano do Centenário do Flamengo, a camisa comemorativa seguiu o modelo de 1993, porém com as listras mais finas e o vermelho predominando. Na manga da camisa tinha a logo FLA100 em alusão aos 100 anos do Flamengo naquele ano.

Em 1996, a camisa tinha o escudo tradicional do clube e a palavra Flamengo como uma espécie de marca d’água. A blusa trazia também no peito a marca BR da Petrobrás.

Em 1998, a novidade ficou por conta do CRF dentro de um círculo e uma faixa branca abaixo da gola. As listras pretas eram finas e as vermelhas mais grossas.

No último modelo feito pela Umbro, usado em 1999 e no primeiro semestre do ano 2000, as listras eram mais largas, e o vermelho mais escuro.

Era Nike: 2000 - 2009[editar | editar código-fonte]

O primeiro modelo feito pela Nike foi usado no segundo semestre de 2000 a 2001. A novidade da camisa fica por conta da saída do CRF e a inclusão do escudo tradicional do Clube. A logo BR passa para as mangas da camisa.

Em 2002, o segundo modelo, a camisa trazia acima do escudo, quatro estrelas brancas em alusão ao Tetra tri Carioca e uma estrela dourada em alusão ao mundial de 1981.

Em 2005/2006, a camisa tinha o contorno preto. A novidade ficou por conta da volta do CRF ao invés do escudo de anos anteriores. No segundo semestre de 2006, as cores que foram invertidas. Já mais pro final do ano, pela primeira vez a camisa aparecia sem o patrocínio "Lubrax". agora estava estampado "Cartão Petrobrás".

A última camisa fornecida pela Nike veio sem nenhum patrocínio, após 24 anos. De camisa limpa, o Flamengo conquistou o Penta-tri e iniciou a campanha do Hexacampeonato Brasileiro com esse raridade.

Era Olympikus: 2009 - 2013[editar | editar código-fonte]

A história da Olypikus como fornecedora do Flamengo se iniciou em 31 de maio de 2008, quando, após meses de rumores, o clube confirmou que deixaria a Nike, maior fabricante de materiais esportivos do mundo, para fechar com a marca brasileira. A Nike, porém, entrou na Justiça, alegando que o contrato que tinha, válido até junho de 2009, teria de ser respeitado e ganhou. A Olympikus, então, teve de esperar até julho de 2009, um ano depois de anunciar que tinha fechado com o Flamengo, para assumir o fornecimento de materiais. Neste meio tempo, inovou. Impedida de colocar sua marca por questões jurídicas, inseriu três pontos de interrogação no espaço da camisa que receberia o logotipo.[5]

Segunda Era Adidas: 2013 - Atualmente[editar | editar código-fonte]

No dia 19 de dezembro de 2012, o Conselho Deliberativo do Flamengo aprovou, por unanimidade, o retorno da Adidas, depois de 21 anos, como fornecedora de material esportivo do clube.[6] O contrato com a empresa alemã, que foi assinado pela presidente Patricia Amorim no dia 20/12/2012[7], passou a valer no dia 01/05/2013, e terá validade até 01/05/2023.[8]

Passado 1 ano do acordo, o Flamengo foi incluído pela Adidas no seu "Clube Top Global", que nada mais são que os 5 clubes mais "importantes" e que terão maior publicidade junto a marca. O grupo é composto por: Real Madrid, Bayern, Milan, Chelsea e Flamengo. Isto significa que suas camisas e acessórios passarão a ser vendidos não somente no Brasil - como aconteceu no primeiro ano de contrato -, mas também em mercados como Alemanha, Espanha, México, entre outros. A distribuição internacional prevê ainda agasalhos e camisas casuais, demonstrando que a Adidas está buscando aumentar a visibilidade do clube internacionalmente.[9]

A camisa usada pelo clube no ano de 2017 foi eleita a 2a mais bonita da temporada do futebol mundial pelo jornal inglês ‘The Telegraph’. Conforme a publicação "as famosas listras vermelha e preta foram ajustadas e a gola redonda com botões deu um novo toque" na camisa.[10] Vale ressaltar ainda que o Flamengo foi o único clube brasileiro a figurar na lista, que tinha 15 equipes.[10] Em agosto do mesmo ano, a revista inglesa "Four Four Two", também fez seu ranking das camisas mais bonitas daquela temporada. Novamente a camisa do Flamengo apareceu na lista, que desta vez contava com 19 clubes. Justificando sua escolha, a revista escreveu que “os tradicionais vermelho e preto do Flamengo são complementados por alguns toques fantásticos, os dois botões brancos e as listras pretas no ombro. A camisa visitante, branca com a faixa vermelha e preta, é ainda melhor”.[11]

Também em 2017, a Adidas inovou ao trazer o 3o uniforme do clube com a cor predominantemente amarelo-ouro, com detalhes em azul.[12] A novidade do lançamento foi que a camisa foi desenhada por um torcedor, através da plataforma Adidas Creator Studio[13], e definida após um concurso cultural promovido pela própria Adidas. O uniforme faz referência à fundação do Flamengo, quando era apenas um clube de remo, em 1895, e também faz alusão às cadeiras do Maracanã, palco de grandes glórias rubro-negras.[14]

Utilização de uniformes fora de suas tradições[editar | editar código-fonte]

  • Em 1945, Flamengo e Vasco disputavam, no estádio da Gávea, a última rodada do Cariocão daquele ano (ambas equipes já estavam eliminadas). Com 26 minutos do segundo tempo (o placar já apontava 2x2), uma pancadaria generalizada toma conta das arquibancadas e obriga o árbitro a suspender a partida. Faltavam 19 minutos para o fim. Quatro dias depois, dessa vez no campo das Laranjeiras, novamente Flamengo e Vasco se encontram para disputa dos minutos finais. O Rubro Negro entrou vestido com o uniforme da Federação Carioca, camisas e meiões azuis, calções brancos. O fato é confirmado pelo "Jornal dos Sports", mas sem qualquer menção aos motivos para a inusitada situação.
  • Em 1974, Flamengo disputaria um amistoso contra a seleção chilena, no Chile. Pouco antes da partida, disputada no estádio Nacional, conclui-se que poderia haver confusão entre o tradicional uniforme da Seleção Chilena, camisa vermelha, com a tradicional camisa rubro-negra do Flamengo. Sem ter levado seu segundo uniforme para o amistoso, o Flamengo teve que atuar com camisas diferentes das habituais. O Flamengo atuou vestido com camisas azuis, emprestadas pela Federação Chilena de Futebol, e shorts brancos.

Retrospecto dos 3os Uniformes[editar | editar código-fonte]

  • Utilizando algum modelo de terceiro uniforme, o Flamengo entrou em campo 21 vezes, vencendo três partidas, empatando sete e sendo derrotado em dez jogos.
  • Se considerarmos apenas os confrontos oficias, o Rubro-negro venceu sua primeira partida com a terceira camisa em 22 de julho 2017 contra o Coritiba por um placar de 2 a 1.[15]

Temporada atual (2018-2019)[editar | editar código-fonte]

Uniformes dos jogadores[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro uniforme: Camisa com listras horizontais pretas e vermelhas, calção branco e meias com listras horizontais pretas e vermelhas;
  • Segundo uniforme: Camisa branca com detalhes vermelhos, calção preto e meias brancas;
  • Terceiro uniforme: Camisa azul, calção azul e meias azuis;
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro
  • Uniformes dos goleiros
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
1
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2
  • Uniformes dos treino
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Jogadores 1
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Jogadores 2
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
C. Técnica

Outras temporadas[editar | editar código-fonte]

2017[editar | editar código-fonte]

  • Uniformes de jogo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Combinação 2
  • Uniformes dos goleiros
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
1
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2
  • Uniformes dos treino
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Jogadores 1
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Jogadores 2
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
C. Técnica

2016[editar | editar código-fonte]

  • Uniformes de jogo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Quarto
  • Uniformes dos goleiros
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Goleiros 1
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Goleiros 2

2015[editar | editar código-fonte]

  • Uniformes de jogo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo Alt.
  • Uniformes dos goleiros
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Goleiros 1
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Goleiros 2

2014[editar | editar código-fonte]

  • Uniformes de jogo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro
  • Uniformes dos goleiros
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Goleiros 1
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Goleiros 2

=== 1991

  • Uniformes dos jogadores
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
título
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
título
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro
  • Uniformes dos goleiros
  • Cinza com detalhes vermelhos.
  • Dourado com detalhes pretos.
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo

2012[editar | editar código-fonte]

  • Uniformes dos jogadores
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro
  • Uniformes dos goleiros
  • Azul com detalhes brancos.
  • Laranja com detalhes pretos.
  • Preto com detalhes vermelhos.
  • Branco com detalhes vermelhos.
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
  • Uniformes de treino
  • Vermelho com detalhes vermelho escuro, calções e meias vermelhos;
  • Preto com detalhes preto claro, calções e meias pretos;
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'

2011[editar | editar código-fonte]

  • Uniformes dos jogadores
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro
  • Uniformes dos goleiros
  • Amarelo com detalhes cinzas.
  • Preto com detalhes vermelhos.
  • Azul com detalhes pretos.
  • Branco com detalhes vermelhos.
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
  • Uniformes de treino
  • Azul com detalhes verdes, calções e meias azuis;
  • Azul com detalhes azuis, calções e meias azuis;
  • Preto com detalhes vermelhos, calções e meias pretas.
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'

2010[editar | editar código-fonte]

  • Uniformes dos jogadores
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro
  • Uniformes dos goleiros
  • Azul com detalhes em verde-limão.
  • Preto com detalhes vermelhos.
  • Cinza com detalhes pretos.
  • Branco com detalhes vermelhos.
  • Dourado com detalhes azuis.
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
  • Uniformes de treino
  • Verde-limão com detalhes cinzas, calções e meias pretas;
  • Cinza com detalhes em verde-limão, calções e meias cinzas.
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'

2009[editar | editar código-fonte]

  • Uniformes dos jogadores
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
  • Uniformes dos goleiros
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
  • Uniformes de treino
  • Amarelo com detalhes pretos, calções e meias pretas;
  • Vermelho com detalhes pretos, calções e meias pretas;
  • Preto com detalhes amarelos, calções e meias pretas.
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'

2008[editar | editar código-fonte]

  • Uniformes dos jogadores
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro
  • Uniformes dos goleiros
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'

2007[editar | editar código-fonte]

  • Uniformes dos jogadores
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo

Uniforme do Centenário[editar | editar código-fonte]

O Uniforme comemorativo do centenário, foi utilizado pelo Flamengo quando comemorou o seu centenário, no ano de 1995. A camisa foi criada para ser utilizada em amistosos, mas não foi aprovada pelo conselho deliberativo, então não foi utilizada em nenhum jogo oficial. A camisa tinha era azul escura com listras pretas, vermelhas e amarelas em referência as quatro cores que o clube já possuiu (azul e amarelo- as cores iniciais- e vermelho e preto as cores atuais) e o escudo do clube e não do futebol, a esquerda e no alto.

Em 2010, um uniforme muito parecido com este foi utilizado como terceiro uniforme.[16] Ficou conhecido como "Tabajara" por ser idêntico ao do "Tabajara Futebol Clube".

Cobra Coral[editar | editar código-fonte]

Cobra Coral foi o segundo uniforme de futebol do Flamengo. Tinha esta alcunha por lembrar o animal de peçonha, a cobra coral. Mas, além de parecer com o animal havia outra semelhança. As cores eram iguais as da Alemanha que na época (final do ano de 1913) já era inimiga pública mundial. A Cobra Coral não tinha escudo, além de ter listras brancas entre as vermelhas e a pretas. Isto porque os remadores – esporte que deu origem ao clube – só aceitaram a criação do departamento de futebol com algumas condições: uma delas era que a camisa não poderia ser igual a que eles usavam[17].

Foi utilizada pela primeira vez no dia 10 de maio de 1914 (Flamengo 3 x 0 Rio Cricket) e em 28 de Maio de 1916, na derrota para o Bangu por 4x2, foi utilizada pela última vez.

Em 1916, o time de futebol do Flamengo tirou as listras brancas da Cobra Coral e passou a jogar só de rubro-negro por causa da Primeira Guerra Mundial, já que o Brasil se declarou inimigo da Alemanha naquele ano e a camisa tinha as mesmas cores da bandeira alemã da época.[17]

Relançamento[editar | editar código-fonte]

Em 2014, como comemoração ao centenário do primeiro título conquistado pelo futebol do clube, o Flamengo e a Braziline lançaram a camisa retrô Cobra Coral.[17]

Papagaio de vintém[editar | editar código-fonte]

Papagaio de vintém foi como ficou conhecido o primeiro uniforme da história do futebol do Flamengo.

Em 1912, por exigência dos atletas do remo (que não permitiam o uso do mesmo uniforme pelos jogadores de futebol), foi criada uma camisa xadrez em vermelho e preto. O uniforme ganhou esta alcunha pois lembravam os desenhos de pipas que poderiam ser comprados por qualquer vintém (moeda da época)[18]. Foi utilizado pela primeira vez no dia 3 de maio de 1912, pelo Campeonato Carioca, no jogo Flamengo 16 x 2 Mangueira (primeiro jogo oficial do Flamengo), e durou até o dia 18 de novembro de 1913, onde o Flamengo perdeu por 1x0 para o América-RJ.

Relançamentos[editar | editar código-fonte]

  • A camisa foi relançada em 1995, em comemoração ao centenário do clube
  • Em 2012, para comemorar o centenário do Fla-Flu e também do futebol do Rubro-Negro, ex-jogadores e artistas participaram da preliminar do clássico Fla-Flu, no Engenhão, vestindo a camisa.[18]
  • Em 2015, a camisa foi relançada como terceiro uniforme pela Adidas (fornecedora de material da equipe) como parte da comemoração pelos 450 anos da cidade do Rio de Janeiro.[19]

Sinonimo de "Azar"[editar | editar código-fonte]

Diz a lenda que Píndaro de Carvalho, zagueiro do time de 1912, criou o mito de que esta camisa dava azar. No calor de um debate após dois títulos perdidos, Píndaro teria afirmado que a camisa era a culpada pelos fracassos. O Flamengo decidiu mudar de camisa para o Carioca de 1914, passou a usar a Cobra Coral. E logo no primeiro ano com o novo uniforme, ganhou seu primeiro estadual.[19]

Em 1995, a camisa foi relançada para homenagear o centenário do clube. Foram 9 partidas com este uniforme, e nenhuma vitória (5 derrotas e 4 empates).

Lista de Jogos em Que a Camisa foi Usada (1995)[19]
  • Flamengo 1 x 1 Uruguai (27/01/1995) - Amistoso
  • Flamengo 2 x 3 Atlético-MG (08/02/1995) - Amistoso
  • Flamengo 0 x 0 América-RN (30/03/1995) - Amistoso
  • Flamengo 1 x 3 Combinado de Alagoas (28/06/1995) -
  • Flamengo 0 x 0 Combinado de Sergipe (02/07/1995) - Amistoso
  • Flamengo 0 x 2 Grêmio (04/07/1995) - Copa dos Campeões Mundiais
  • Flamengo 0 x 1 Santos (12/07/1995) - Copa dos Campeões Mundiais
  • Flamengo 1 x 2 São Paulo (19/07/1995) - Copa dos Campeões Mundiais
  • Flamengo 1 x 1 Guarani - Amistoso
  • Flamengo 0 x 1 Botafogo - Campeonato Carioca

Em 2015, a camisa foi relançada como terceiro uniforme pela Adidas (fornecedora de material da equipe) como parte da comemoração pelos 450 anos da cidade do Rio de Janeiro.[19] Foi usada no dia em que a cidade fez 450 anos, na partida contra o Botafogo (derrota por 1x0). Na partida seguinte, contra o Volta Redonda, a camisa foi utilizada no 1o tempo apenas (o Flamengo terminou este tempo perdendo por 1x0). Na volta do intervalo, já com o 1o uniforme, a equipe fez 2 gols e virou a partida.[19]

Patrocinadores[editar | editar código-fonte]

Período Material esportivo Patrocínio master Outros
19121969 nenhum nenhum nenhum
1970-1979 Brasil Athleta
19801984 Alemanha Adidas
19841992 Brasil Petrobras[20]
19922000 Reino Unido Umbro
20002005 Estados Unidos Nike
2006-2008 BrasilPetrobras (mangas)
2009 Brasil Olympikus[21][22] Brasil Olympikus Tube Brasil Bozzano[23] (mangas)
Brasil Ale[24]
2010 Brasil Batavo[25] Brasil Banco BMG[26] (mangas)
2011 Estados Unidos P&G[27][28] Brasil Banco BMG (mangas)
Brasil Brasil Brokers[29][30] (ombro)
Itália Tim[31] (número)
2012 Brasil Banco BMG (mangas)

BrasilBFG (ombro)
Estados Unidos Mobil[32] (costas inferior e short)
Itália Tim (número)

2013 Alemanha Adidas Brasil Caixa França Peugeot (costas)
Itália Tim (número)
2014 França Peugeot (costas)

Itália Tim (número)

Brasil Vitton 44 (mangas)

2015 Brasil Vitton 44 (costas e mangas)

ItáliaTim (número)

Estados UnidosJeep (costas inferior)

2016 BrasilMRV Engenharia (costas)

Brasil Movile (mangas)

ItáliaTim (número)

Brasil Yes! (costas inferior)

2017 BrasilMRV Engenharia (costas)

TailândiaCarabao (mangas)

ItáliaTim (número)

Brasil Yes! (costas inferior)

2018-2022 TailândiaCarabao

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e mantosdofutebol.com.br/ História da camisa do Flamengo
  2. guiadoboleiro.com.br/ Flamengo lança camisa retro que homenageia anos 80
  3. a b c d e f flamengoalternativo.wordpress.com/ Três listras rubro-negras
  4. Placar Magazine Nº 639 de 20 ago. 1982
  5. colunas.revistaepocanegocios.globo.com/ O adeus (e a história) da Olympikus ao Flamengo
  6. globoesporte.globo.com/ Flamengo aprova parceria com a Adidas. Veja detalhes do contrato
  7. globoesporte.globo.com/ Fla assina contrato com a Adidas e já começa a receber verba da empresa
  8. espn.uol.com.br/ 21 anos depois, Flamengo volta a se unir à Adidas e mira exposição internacional
  9. globoesporte.globo.com/ Blog "MANTO FC": Flamengo entra no catálogo internacional da Adidas
  10. a b globoesporte.globo.com/ Jornal inglês põe camisa do Flamengo entre as 15 mais bonitas do mundo
  11. globoesporte.globo.com/ Revista inglesa põe camisas de Palmeiras e Flamengo entre mais bonitas do mundo
  12. mg.superesportes.com.br/ Flamengo lança terceiro uniforme escolhido por torcedor
  13. zh.clicrbs.com.br/ Flamengo anuncia uniforme azul e amarelo e recebe críticas do torcedor
  14. gaveanews.com/ Amarela e azul, nova camisa 3 do Flamengo homenageia o Maracanã
  15. mg.superesportes.com.br/ Flamengo sofre em casa, mas vence Coritiba com gol de pênalti nos acréscimos
  16. globoesporte.globo.com/ FOTO: o novo terceiro uniforme do Fla
  17. a b c flamengo.com.br/ Cobra Coral comemora 100 anos do primeiro título do Flamengo
  18. a b globoesporte.globo.com/ Fla vai vestir camisa Papagaio de Vintém na preliminar dos 100 anos
  19. a b c d e lancenet.com.br/ Papagaio de Vintém ia dando azar de novo; Fla nega troca por superstição
  20. Veja.com (2 de abril de 2009). «Flamengo rompe com a Petrobras». Consultado em 12 de outubro de 2010. 
  21. «GloboEsporte.com - Olympikus e Flamengo até 2014». Globoesporte.com. 26 de maio de 2009. Consultado em 12 de outubro de 2010. 
  22. «Flamengo e Olympikus Nova era do Marketing Esportivo». Consultado em 12 de outubro de 2010. 
  23. «GloboEsporte.com - Flamengo acerta patrocínio com a Bozzano por sete meses para a manga da camisa» (em autor=Globoesporte.com). 25 de junho de 2009. Consultado em 12 de outubro de 2010. 
  24. Lance!Net (29 de setembro de 2009). «Flamengo confirma a estreia de novo patrocínio no clássico». Consultado em 29 de setembro de 2009. 
  25. GloboEsporte.com (31 de dezembro de 2009). «Flamengo tem novo patrocínio para 2010». Consultado em 31 de dezembro de 2009. 
  26. ESPN.estadao.com (11 de fevereiro de 2010). «Conselho deliberativo aprova BMG como novo patrocinador do Flamengo». Consultado em 22 de fevereiro de 2011. 
  27. Jornal do Brasil (29 de abril de 2011). «Flamengo não terá patrocinador pontual para final da Taça Rio». Consultado em 1 de maio de 2011. 
  28. GloboEsporte.com. «Novo patrocinador master do Flamengo estampado no centro da camisa». Consultado em 11 de agosto de 2011. 
  29. GloboEsporte.com (26 de agosto de 2011). «Patrocínio para o ombro da camisa Rubro-Negra Carioca». Consultado em 27 de agosto de 2011. 
  30. GloboEsporte.com (26 de agosto de 2011). «Novo Patrocínio para o ombro da camisa». Consultado em 27 de agosto de 2011. 
  31. FLAMENGO.com.br (16 de março de 2011). «Conselheiros aprovam contrato de patrocínio com a TIM». Consultado em 16 de março de 2011. 
  32. EXAME.com (9 de fevereiro de 2012). «Mobil investe no esporte e patrocina o Flamengo». Consultado em 9 de fevereiro de 2012.