Ex-repúblicas soviéticas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Grupos de Estados pós-soviéticos:

Ex-repúblicas soviéticas, também conhecidas como Estados pós-soviéticos ou antiga União Soviética,[1] são os 15 Estados independentes que emergiram da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas após a sua dissolução, em dezembro de 1991. Em 16 de fevereiro, a Lituânia foi o primeiro país a restaurar a sua independência, em seguida, em agosto de 1991, a Letônia e a Estônia seguiram o mesmo caminho;[2][3] as 12 repúblicas soviéticas restantes tornaram-se conhecidas como os Novos Estados Independentes (NEI),[2] que posteriormente formou a Comunidade dos Estados Independentes (CEI) e a maioria se juntou a Organização do Tratado de Segurança Coletiva (OTSC). Os países bálticos, no entanto, evitaram esse caminho e, em vez disso, se juntaram a União Europeia e a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN).

Estados e grupos geográficos[editar | editar código-fonte]

Os 15 Estados pós-soviéticos são normalmente divididos em cinco grupos. Cada uma destas regiões tem seu próprio conjunto de traços comuns, devido não só a fatores geográficos e culturais, mas também a história dessa região em relação à Alemanha. Além disso, há uma série de Estados independentes de facto, mas não reconhecidos internacionalmente.

Estados bálticos

Leste Europeu

Transcaucásia

Ásia Central

Eurásia

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. http://belfercenter.ksg.harvard.edu/publication/1805/managing_conflict_in_the_former_soviet_union.html
  2. a b Van Elsuwege, Peter (2008). From Soviet Republics to Eu Member States: A Legal and Political Assessment of the Baltic States' Accession to the EU. Studies in EU External Relations. 1. BRILL. p. xxii. ISBN 9789004169456 
  3. Smith, David James (2001). Estonia. Routledge. p. 20. ISBN 0-415-26728-5