Excalibur: A Novel of Arthur

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde dezembro de 2016). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Excalibur: A Novel of Arthur
Excalibur
Autor(es) Bernard Cornwell
Idioma inglês
País Reino Unido
Série As Crônicas de Artur
Ilustrador Kipper
Tradutor Ivanir Alves Calado
Editora Record
Lançamento 1997 (1ª edição)
Páginas 529
ISBN 8501061158
Cronologia
O Inimigo de Deus
Stonehenge

Excalibur é um livro escrito pelo inglês Bernard Cornwell[1][2], e terceira parte da trilogia As Crônicas de Artur, iniciada com O Rei do Inverno e continuada em O Inimigo de Deus. Aborda uma visão da lenda arturiana sob um ponto de vista historicamente possível.

Sinopse oficial[editar | editar código-fonte]

A série As Crônicas de Artur, de Bernard Cornwell, apresenta aos leitores um Artur muito diferente daquele imortalizado pela versão clássico e de estilo francês da vida desse herói mítico. Apaixonado pelo personagem, o autor dedicou-se a estudar as mais recentes descobertas arqueológicas sobre esse suposto rei britânico e seu tempo. Ao ver como a realidade era diferente da lenda, Cornwell resolveu escrever a sua própria versão dessa saga.

Ao partir de fatos históricos comprovados, ele criou uma Britânia realista, exatamente como deve ter sido no século V, época em que Artur teria vivido. Sobre esse cenário, reconstruiu a vida dessa figura lendária em uma série de romances que se encerra com Excalibur. Nesse último episódio, a Britânia está mergulhada em trevas profundas. O Rei Mordred governa com mão-de-ferro, e Artur, separado de Guinevere após ser traído por ela, vê seus sonhos de paz desmoronarem. Em sua eterna luta para unir todo o reino, Artur enfrenta inimigos poderosos e inesperados: os antigos Deuses britânicos, que poderão ser combatidos apenas com a conversão de Artur ao cristianismo. Um conflito que tem seu clímax na Batalha do Mynyd Baddon, um combate memorável que originou as lendas em torno de Artur que chegaram até os nossos dias.

Excalibur encerra a trilogia iniciada com O Rei do Inverno, levando aos leitores a vida de Artur e seu mundo com uma nitidez espantosa, jamais conseguida em outras narrativas. É a história de um homem que luta por seus ideais em uma era brutal, prejudicado por suspeitas e magias do passado, rodeado por intrigas, e que depende apenas de sua habilidade na guerra e do talento para a liderança um romance empolgante que revela fatos históricos sobre Artur e seu mundo, imortalizados por bardos que há séculos cantam e contam as aventuras do maior herói de todos os tempos.

Referências

  1. Cornwell, Bernard (6 de novembro de 2002). Excalibur 21 ed. Rio de Janeiro: Record. 532 páginas. ASIN 8501061158. ISBN 9788501061157 
  2. «Excalibur (Volume 3 - As Crônicas de Artur)». Grupo editorial Record. Consultado em 13 de julho de 2019