Exercício aeróbico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

O aeróbico é aquele que usa o oxigênio no processo de geração de energia nos músculos. Esse tipo de exercício trabalha uma grande quantidade de grupos musculares de forma rítmica. Andar, correr, nadar, pedalar, dançar, são alguns dos principais exemplos de exercícios aeróbicos.

Nos exercícios físicos prolongados, com duração superior a 10 minutos, realizados em ambientes com condições de temperatura e de umidade estáveis e taxas de esforço não muito elevadas, o organismo usa predominantemente o metabolismo aeróbico para a obtenção de energia.[1] A oxidação aeróbica é quem realiza o fornecimento e o uso adequado de oxigênio para a manutenção do trabalho por longos períodos.[2]

O fortalecimento e aumento do músculo cardíaco é um dos benefícios deste tipo de exercícios para a saúde.[3] Além de serem indicados como medida de prevenção para uma ampla variedade de doenças cardiovasculares.[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Powers, Scott K., Howley, Edward T. (2005). Fisiologia do exercício : Teoria e aplicação ao condicionamento e ao desempenho. Barueri: Manole. p. 55 
  2. ACSM, American College of Sports Medicine (2011). Recursos do ACSM para o Personal Trainer. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan. p. 126. 125-126 páginas 
  3. Publishing, Harvard Health. «Interval training for a stronger heart - Harvard Health». Harvard Health (em inglês) 
  4. Sociedade Brasileira de Cardiologia (Janeiro de 2013). «Arquivos Brasileiros de Cardiologia» (PDF). Diretriz em Cardiologia do Esporte e do Exercício da Sociedade Brasileira de Cardiologia e da Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]