Expedição 33

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Expedição 33
Insígnia da missão
Estatísticas da missão
Espaçonave Soyuz TMA-05M
Soyuz TMA-06M
Número de tripulantes 6
Início 16 de setembro de 2012
Término 18 de novembro de 2012
Imagem da tripulação
Da esq. p/ dir.Williams, Malenchenko, Hoshide, Tarelkin, Novitskiy e Ford.
Da esq. p/ dir.
Williams, Malenchenko, Hoshide, Tarelkin,
Novitskiy e Ford.
Navegação
ISS Expedition 32 Patch.svg Expedição 32
Expedição 34 ISS Expedition 34 Patch.svg

Expedição 33 foi uma missão de longa permanência na Estação Espacial Internacional, realizada entre 16 de setembro e 18 de novembro de 2012. Seu início se deu após a desacoplagem da nave Soyuz TMA-04M, levando de volta à Terra os integrantes da Expedição 32. Continuaram na ISS para esta missão os astronautas e cosmonautas Sunita Williams, Yuri Malenchenko e Akihiko Hoshide, aguardando a chegada do restante da tripulação, que foi lançada de Baikonur em 23 de outubro a bordo da Soyuz TMA-06M.[1]

Tripulação[editar | editar código-fonte]

Insígnia da missão[editar | editar código-fonte]

A insígnia mostra a ISS orbitando a Terra e se dirigindo ao futuro. As bandeiras nacionais da Rússia, dos Estados Unidos e do Japão representam a nacionalidade da tripulação da Expedição 33. As quatro estrelas brancas representam os parceiros que integram o programa da Estação Espacial Internacional: NASA, Agência Espacial Russa, Agência Espacial Canadense, Agência Espacial Japonesa e a ESA.[2]

Missão[editar | editar código-fonte]

Em 1 de novembro, a comandante Williams e o tripulante japonês Hoshide tiveram que fazer uma caminhada espacial não prevista, devido a um vazamento de amoníaco que podeira afetar o canal gerador de eletricidade da ISS. O procedimento consistiu em reparar um radiador na parte externa da estrutura, por onde vazava a substância, e levou cerca de seis horas e meia para ser realizado.[3]

Entre outras experiências realizadas, a tripulação conseguiu fazer experiências com um protocolo de uma delay-tolerant networking e operou do espaço, por controle remoto, um robô Lego na Terra.[4]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Russia orders Soyuz delays in wake of test mishap». SpaceflightNow. Consultado em 17 de setembro de 2012. 
  2. «Expedition 33 Mission Summary» (PDF). NASA. Consultado em 12 de março de 2013. 
  3. «Astronautas começam a fechar vazamento de amoníaco na ISS». Estadão. Consultado em 1 de novembro de 2012. 
  4. «NASA, ESA Use Experimental Interplanetary Internet to Test Robot From International Space Station». NASA. Consultado em 12 de março de 2013. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]