Expedição 35

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Expedição 35
Insígnia da missão
Estatísticas da missão
Espaçonave Soyuz TMA-07M
Soyuz TMA-08M
Número de tripulantes 6
Início 15 de março de 2013
Término 14 de maio de 2013
Imagem da tripulação
agachados: Vinogradov e Hadfieldem pé: Misurkin, Cassidy, Romanenko e Marshburn.
agachados: Vinogradov e Hadfield
em pé: Misurkin, Cassidy, Romanenko e Marshburn.
Navegação
ISS Expedition 34 Patch.svg Expedição 34
Expedição 36 ISS Expedition 36 Patch.png

Expedição 35 foi uma missão de longa permanência na Estação Espacial Internacional, realizada entre 15 de março e 14 de maio de 2013. Ela contou com seis astronautas, três russos, dois norte-americanos e um canadense.

Ela começou após a partida da Expedição 34 da ISS a bordo da Soyuz TMA-06M. Esta foi a segunda expedição comandada por um astronauta não-americano ou não-russo, desde que a Expedição 21, em 2009, foi comandada pelo astronauta belga Frank De Winne, da ESA. O canadense Chris Hadfield foi o comandante, a primeira vez que um canadense comandou uma expedição na estação. [1] Além de Hadfield, ela foi composta pelos astronautas Romanenko e Marshburn, transportados até a ISS na TMA-06M, e pelos astronautas Vinogradov, Cassidy e Misurkin, transportados em 28 de março na Soyuz TMA-08M. [2]

Tripulação[editar | editar código-fonte]

Missão[editar | editar código-fonte]

Duas das principais experiências feitas nesta missão foram o uso de uma célula mecânica sensora da JAXA japonesa e o uso do Microflow, da Agência Espacial Canadense, o primeiro mini-contador de células no sangue na microgravidade.[3]

Em maio, os tripulantes tiveram que lidar com novo vazamento de amoníaco na estação, o mesmo ocorrido durante a Expedição 33, que se imaginava reparado anteriormente. O amoníaco, que vazou novamente de um radiador na estrutura da ISS, é um componente essencial que circula através dos sistemas externos de controle térmico da estação para esfriar e manter na temperatura adequada a eletrônica e outros sistemas a bordo.[4]

O vazamento foi notado quando pequenos flocos de amônia congelada começaram a se acumular e flutuar ao redor da área do tanque no espaço. Em 11 de maio, os astronautas Marshburn e Cassidy realizaram uma caminhada espacial para consertar o vazamento. [5] Depois de cinco horas e meia de trabalho fora da nave, ele foi selado.[6] Um dos fatos mais populares da missão foi o vídeo transmitido à Terra do comandante Hadfield na ISS cantando a música Space Oddity, de David Bowie, com um violão e trocando mensagens no Twitter com William Shatner, o capitão Kirk da série original Jornada nas Estrelas.[7]

A missão foi encerrada em 14 de maio de 2013, com a transferência de comando de Chris Hadfield para o cosmonauta russo Pavel Vinogradov, que comandará a Expedição 36.[8] Hadfield, Tom Marshburn e Roman Romanenko retornaram à Terra a bordo da nave Soyuz TMA-07M, comandada pelo cosmonauta russo Roman Romanenko, pousando suavemente nas estepes do Casaquistão, às 02:31 GMT. [8]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Space: A (partly) Canadian frontier». thestar.com. Consultado em 12 de março de 2013 
  2. «Soyuz spacecraft docks at ISS after just six hours». BBC. Consultado em 30 de março de 2013 
  3. «Expedition 35 mission summary» (PDF). NASA. Consultado em 15 de maio de 2013 
  4. «Astronautas detectam vazamento em radiador da Estação Espacial Internacional». Yahoo News. Consultado em 10 de maio de 2013 
  5. Boyle, Alan. «Spacewalkers fix space station's coolant leak». NBC News Science. Consultado em 11 de maio de 2013 
  6. «Astronautas concluem conserto de vazamento em estação espacial». O Globo. Consultado em 13 de maio de 2013 
  7. «video». The Rachel Maddow Show. Consultado em 15 de maio de 2013 
  8. a b «Expedition 35 Crew Lands Safely in Kazakhstan». NASA. Consultado em 15 de maio de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]