Expedição 54

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Expedição 54
Insígnia da missão
Informações da missão
Espaçonave Soyuz MS-06
Soyuz MS-07
Número de tripulantes 6[1]
Início 17 de dezembro de 2017[2]
Término 27 de fevereiro de 2018[3]
Imagem da tripulação
Da esquerda para a direita: Acaba, Vande Hei, Misurkin, Shkaplerov, Tingle, e Kanai
Da esquerda para a direita:
Acaba, Vande Hei, Misurkin, Shkaplerov, Tingle, e Kanai
Navegação
ISS Expedition 53 Patch.png Expedição 53
Expedição 55 ISS Expedition 55 Patch.svg

Expedição 54 foi a 54ª expedição à Estação Espacial Internacional, realizada entre 17 de dezembro de 2017 e 27 de fevereiro de 2018. Ela contou com seis integrantes, três norte-americanos, dois russos e um japonês. Iniciou-se com a desacoplagem da Soyuz MS-05, deixando três astronautas a bordo, e foi completada com a chegada de mais três integrantes na Soyuz MS-07 dois dias depois. Encerrou-se com a partida da Soyuz MS-06. [4]

Tripulação[editar | editar código-fonte]

Insígnia[editar | editar código-fonte]

Orbitando a Terra continuamente desde 1998, a Estação Espacial Internacional é um dos nossos grandes feitos de engenharia. Ela é desenhada em ouro, símbolo de constância e excelência. Seu voo em direção ao nascer do sol representa suas contribuições para um futuro brilhante. As cores da alvorada são vermelho, azul e branco, as cores combinadas das bandeiras nacionais dos Estados Unidos, da Rússia e do Japão, a nacionalidade de seus integrantes e sua coesão. Seus nomes são escritos em azul, representando a lealdade e a devoção. A borda dourada representa a constante presença humana no espaço a bordo do laboratório espacial. Seu formato em forma de cápsula remete às novas espaçonaves russas e americanas que proporcionarão avanços na exploração humana. O número da missão, 54, no fundo negro, indica um caminho eventualmente levando a Marte e as estrelas os valores da liderança, confiança, trabalho em equipe e excelência vividos pelas equipes de controle de missão através da história dos programas espaciais tripulados, assim como a vigilância global destas equipes durante as operações na estação.[4]

Missão[editar | editar código-fonte]

Entre as centenas de experiências científicas realizadas durante a missão, a tripulação fez um grande estudo sobre bactérias, manufaturamento de fibras óticas na microgravidade, medição do total de luz solar que a Terra recebe, colecionaram dados sobre a quantidade de detritos na órbita terrestre baixa e fizeram investigações sobre materiais autorreplicantes.[4] Os astronautas realizaram três caminhadas espaciais para manutenção e troca de equipamentos; entre outras atividades nas mais de 21 horas acumuladas fora da estação, o braço robótico Canadarm2 foi lubrificado, uma caixa de eletrônicos para uma antena de alto ganho no módulo Zvezda foi removida e substituída e suportes e soquetes diversos foram reajustados. A expedição recebeu a visita de duas nave não-tripuladas trazendo mantimentos e eletrônica, a SpaceX Dragon CRS-13 e a Progress MS-08 ISS 69P.[5]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Astronauts Just Watched 'Star Wars: The Last Jedi' in Space!» 
  2. Garcia, Mark. «Dragon Attached to Station for Month of Cargo Transfers». NASA. Consultado em 1 de Março de 2018 
  3. Garcia, Mark. «Expedition 54 Trio Undocks from Station, Begins Ride Home». NASA. Consultado em 1 de Março de 2018 
  4. a b c «Mission Summary» (PDF). NASA. Consultado em 17 abril 2019 
  5. «ISS: Expedition 54». Spacefacts. Consultado em 17 abril 2019