Expedição 64

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Expedição 64
Insígnia da missão
Informações da missão
Estação espacial Estação Espacial Internacional
Espaçonave Soyuz MS-17
Crew-1
Soyuz MS-18
Número de tripulantes 7
Início 21 de outubro de 2020
23h32m09s[1]
Término 17 de abril de 2021
01h34m04s[1]
Duração 177d 2h 1m
Imagem da tripulação
Expedition 64 crew portrait.jpg
Navegação
ISS Expedition 63 Patch.png Expedição 63
Expedição 65 ISS Expedition 65 Patch.png

Expedição 64 é a 64ª missão de longa duração para a Estação Espacial Internacional, com início ocorrido dia 12 de outubro de 2020 com o desacomplamento da Soyuz MS-16. A Expedição consistiu em três tripulantes lançados a bordo do Soyuz MS-17, com o restante da tripulação lançada a bordo do voo da Crew-1[2], o primeiro voo operacional da espaçonave Crew Dragon da SpaceX e do Programa de Tripulações Comerciais.[3][4]

Tripulação[editar | editar código-fonte]

Posição Outubro-Novembro de 2020 Novembro de 2020-Abril de 2021 Abril de 2021
Comandante Rússia Sergei Ryjikov
Engenheira de voo 1 Estados Unidos Kathleen Rubins
Engenheiro de voo 2 Rússia Sergey Kud-Sverchkov
Engenheiro de voo 3 Estados Unidos Michael Hopkins
Engenheiro de voo 4 Estados Unidos Victor J. Glover
Engenheiro de voo 5 Japão Soichi Noguchi
Engenheira de voo 6 Estados Unidos Shannon Walker
Engenheiro de voo 7 Rússia Oleg Novitskiy
Engenheiro de voo 8 Rússia Pyotr Dubrov
Engenheiro de voo 9 Estados Unidos Mark Vande Hei

[5][6][7]

Garatéa-ISS[editar | editar código-fonte]

O terceiro experimento Brasileiro estudantil como parte do projeto Garatéa-ISS, do Colégio Regina Coeli (MT), que investiga como a molécula de lactose se comporta no espaço, foi enviado na missão SpaceX CRS-21 para a Expedição 64, em 2020.[8]

Referências