Expedição do Norte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Expedição do Norte
Parte da Era dos Senhores da guerra da China
Northern Expedition collage.jpg
No sentido horário, do topo à esquerda: Chiang inspeciona soldados do Exército Revolucionário Nacional (ERN); Tropas da ERN marchando para o norte; uma unidade de artilharia em combate; civis mostrando apoio à ERN; camponeses que se voluntariam para participar da expedição; Soldados nacionalistas se preparando para lançar um ataque.
Data 9 de junho de 192629 de dezembro de 1928
Local China meridional e China Setentrional
Desfecho Vitória do Governo Nacionalista
Combatentes
Primeira Frente Unida

Taiwan Governo Nacionalista

Apoio:

Flag of China (1912–1928).svg Governo de Beiyang
  • Flag of Fengtian clique.svg Camarilha de Fengtian
  • Beiyang star.svg Camarilha de Zhili

Apoio:

Líderes e comandantes
Flag of the Republic of China Army.svg Chiang Kai-shek

Flag of the Republic of China Army.svg Feng Yuxiang
Flag of the Republic of China Army.svg Li Zongren
Flag of the Republic of China Army.svg Bai Chongxi
Flag of the Republic of China Army.svg He Yingqin
Flag of the Republic of China Army.svg Yan Xishan
Flag of the Republic of China Army.svg Zhang Fakui
Zhou Enlai
Ye Ting
União Soviética Mikhail Borodin
União Soviética Vasili Blyukher

Flag of Fengtian clique.svg Zhang Zuolin 

Flag of Fengtian clique.svg Zhang Xueliang
Flag of Fengtian clique.svg Zhang Zongchang
Flag of Fengtian clique.svg Yang Yuting
Beiyang star.svg Wu Peifu
Beiyang star.svg Sun Chuanfang

Forças
c. 100,000 (1926)

c. 1,000,000 (1928)

c. 700,000–1,000,000 (1926)

c. 190,000–250,000 (1928)

A Expedição do Norte (19261928) foi uma campanha militar do Exército Nacionalista Chinês, dirigida por Chiang Kai-shek, que avançou pelo norte desde Cantão até o Rio Azul, enfrentando o Governo de Beiyang e os poderosos senhores da guerra. O Partido Nacionalista (o Kuomitang) se aliou ao Partido Comunista, formando a Primeira Frente Unida.

A Expedição do Norte foi auxiliada por conselheiros e armamento soviéticos, além de certos organismos de propaganda que os precederam. Após ter derrotado aos senhores da guerra, o exército nacionalista protestou contra a Grã-Bretanha por ser um poder imperialista dominante e tornou-os o seu principal inimigo. Em resposta, os britânicos cederam as suas concessões em Hankou e Jiujiang mas prepararam-se para defender Xangai.

A aliança entre os comunistas e os nacionalistas desintegrou-se quando os sindicatos comunistas capturaram Xangai e Kai-Shek os atacou e começou um expurgo do Partido Comunista, resultando no Massacre de Xangai de 1927. Após instaurar o seu novo governo em Nanquim os expulsou e assim foi dissolvido a Frente Unida.

Ver também[editar | editar código-fonte]