Extinção do Triássico-Jurássico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Extinção do Triássico-Jurássico foi uma extinção em massa ocorrida há 200 milhões de anos, tendo sido uma das mais severas do eon Fanerozóico, afetando profundamente a vida na Terra. Entretanto, a visão de que um único evento tenha provocado a extinção triássica vem sendo substituída pela ideia de que grupos como amonoides, biválvios, conodontes e alguns vertebrados experimentaram múltiplas ou prolongadas extinções através do Neotriássico, enquato outros grupos praticamente não foram afetados. Assim, ao invés de uma única extinção em massa no final do Triássico, o Neotriássico deveria ser caracterizado como um intervalo de elevadas taxas de extinção (uma prolongada crise biótica), evolvendo vários eventos distintos de extinção, durante os últimos 15 Ma do período.

  • Grupos diretamente afetados:

No mar , as faunas dos recifes foram dizimadas, os amonoides e equinodermos quase foram extintos, enquanto braquiópodes, gastrópodes e biválvios foram profundamente abalados.

Em terra, os últimos anfíbios labirintodontes também desapareceram assim como os diápsidos arcossauros que permitiu aos dinossauros desempenharem papel dominante no período Jurássico e posteriormente no período Cretáceo. [1]

Diversas teorias tentam explicar a extinção do Triássico-Jurássico, mas todas são refutáveis:

  • Muitos sugerem uma mudanças no clima e no nível dos oceanos, mas isto não explica as extinções massivas no reino marinho.
  • Sugere-se também o impacto de asteróide, mas nenhuma cratera proveniente daquela época foi encontrada até então.
  • A mais provável das teorias é que erupções vulcânicas maciças teriam sido responsáveis por tal extinção, elas teriam liberado quantidades imensas de dióxido de carbono e dióxido de enxofre que teriam causado um aquecimento global intenso e depois um resfriamento.
  • Extravasamento de lava conhecido como CAMP-Central Atlantic Magmatic Province, ocorrido no final do Triássico com a abertura do Atlântico, pode ter influenciado a extinção, apesar de não existir uma explicação para seu preciso mecanismo de ação [2][3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Biologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. (Paleontologia: Conceitos e métodos V.1 Ed.3)
  2. (Lucas, 2005)
  3. (Paleontologia: Conceitos e métodos V.1 Ed.3)