Extinction Rebellion

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Extinction Rebellion
upright=!Artigos sem imagens
London November 23 2018 (23) Extinction Rebellion Protest Tower Hill.jpg
História
Fundação
Quadro profissional
Tipo
Domínios de atividade
Movimento
Ecologismo (en), não violênciaVisualizar e editar dados no Wikidata
Países
Organização
Fundadores
Gail Bradbrook (en), Roger Hallam (d)Visualizar e editar dados no Wikidata
Website

Extinction Rebellion (abreviada como XR; em português, "Rebelião da Extinção") é um movimento sociopolítico que pretende utilizar a resistência não-violenta para evitar o colapso do clima, deter a perda de biodiversidade e minimizar o risco de extinção humana e colapso ecológico.[1][2][3] é um movimento globalmente ativo que pede desobediência civil na crise climática para acabar com a extinção em massa. O objetivo da Extinction Rebellion é o exercício de pressão sobre os governantes e o público para aumentar a conscientização sobre a crise climática.[4]

Extinction Rebellion foi estabelecida no Reino Unido em maio de 2018, com cerca de cem acadêmicos assinando um apelo à ação em apoio em outubro de 2018[5] e lançado no final de outubro por Roger Hallam, Gail Bradbrook, Simon Bramwell e outros ativistas do grupo de campanha Rising Up !.[6] Em novembro de 2018, vários atos de desobediência civil ocorreram em Londres.[7] O movimento é incomum, um grande número de ativistas se comprometeu a ser preso e ir para a prisão.[8]

Citando inspiração de movimentos de base como Occupy, o movimento de independência de Gandhi, as Sufragistas, Martin Luther King e outros no movimento pelos direitos civis, a Extinction Rebellion pretende reunir apoio mundial em torno de um senso comum de urgência para combater o colapso climático.[9]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «300 pessoas são presas em protestos contra mudanças climáticas em Londres». EXAME. 17 de abril de 2019. Consultado em 27 de abril de 2019 
  2. «Protestos contra mudança climática ameaçam paralisar Londres». R7.com. 15 de abril de 2019. Consultado em 27 de abril de 2019 
  3. correspondent, Matthew Taylor Environment (26 de outubro de 2018). «'We have a duty to act': hundreds ready to go to jail over climate crisis». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077 
  4. Online, FOCUS. «Klimawandel: Jungen Aktivisten haben einen Plan, der uns alle retten soll». FOCUS Online (em alemão). Consultado em 24 de março de 2019 
  5. Letters (26 de outubro de 2018). «Facts about our ecological crisis are incontrovertible. We must take action | Letters». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077 
  6. «Extinction Rebellion campaigners arrested in London». Green World (em inglês). Consultado em 24 de março de 2019 
  7. Taylor, Matthew; Gayle, Damien (17 de novembro de 2018). «Dozens arrested after climate protest blocks five London bridges». The Observer (em inglês). ISSN 0029-7712 
  8. Rinvolucri, Bruno; Baqué, Irene; Cherry, Christopher; Sich, Adam; Lamborn, Katie; Guardian, Source: The (22 de novembro de 2018). «'We can't get arrested quick enough': life inside Extinction Rebellion - video». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077 
  9. «Extinction Rebellion eyes global campaign». The Ecologist (em inglês). Consultado em 24 de março de 2019