Fábio Luciano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Fábio Luciano
Informações pessoais
Nome completo Fábio Luciano
Data de nasc. 29 de abril de 1975 (44 anos)
Local de nasc. Vinhedo (SP),  Brasil
Nacionalidade brasileira
Altura 1,90 m
Informações profissionais
Período em atividade 19962009 (13 anos)
Clube atual Aposentado
Número 3
Posição Zagueiro
Clubes de juventude
1995 Brasil Ponte Preta
Clubes profissionais1
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
19961999
20002007
2001
20032006
2007
20072009
Brasil Ponte Preta
Brasil Corinthians
Brasil Internacional (emp.)
Turquia Fenerbahçe (emp.)
Alemanha Colônia
Brasil Flamengo
0022 000(2)
0156 00(15)
0019 000(2)
0114 00(25)
0012 000(0)
0093 000(7)
Seleção nacional3
20032004 Brasil Brasil 0002 000(0)


1 Partidas e gols pelo clube profissional
contam apenas partidas das ligas nacionais,
atualizados até 9 de maio de 2009.


3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 2004.

Fábio Luciano (Vinhedo, 29 de abril de 1975) é um ex-futebolista brasileiro que atuava como zagueiro. Atuou na Ponte Preta, no Corinthians, no Internacional e no Flamengo.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Início - Ponte Preta e Corinthians[editar | editar código-fonte]

Fábio Luciano foi revelado na Ponte Preta, aonde começou a jogar profissionalmente em 1996. Zagueiro vigoroso, embora não fosse violento, logo demonstrou ser um grande desarmador de jogadas. Além disso, no Corinthians, clube que defendeu entre 2000-2001 e 2002-2003, também provou ter grande poder ofensivo, ao marcar vários gols com a camisa corintiana.

Empréstimo ao Internacional[editar | editar código-fonte]

Fábio Luciano teve uma rápida passagem pelo futebol gaúcho, em 2001, quando jogou pelo Internacional e foi treinado por Carlos Alberto Parreira. Posteriormente, Parreira e ele voltariam a trabalhar juntos no Corinthians.

Retorno ao Corinthians[editar | editar código-fonte]

Fábio Luciano ganhou seu primeiro título, como profissional, na conquista do Mundial de Clubes da FIFA de 2000, vencido pelo Corinthians. Em 2002, novamente na equipe paulista, o zagueiro fez dupla com Anderson, participando das conquistas do Torneio Rio-São Paulo e da Copa do Brasil. Um ano mais tarde, veio o título no Campeonato Paulista.

Em 2003, após a eliminação do time paulista na Libertadores da América, Fábio Luciano foi emprestado ao Fenerbahçe, da Turquia.

Empréstimo ao Fenerbahçe[editar | editar código-fonte]

Lá, ele continuou a marcar muitos gols de cabeça, tendo ajudado sua equipe na conquista de um bicampeonato turco. Terminado o empréstimo ao Fenerbahçe, Luciano retornou ao Corinthians em 2006. Machucado, com uma lesão no púbis, não voltou a atuar e ficou recuperando-se até o ano seguinte.

Colônia[editar | editar código-fonte]

Na temporada de 2007, Fábio Luciano estava na Alemanha, defendendo o modesto time do Colônia, quando recebeu uma proposta do Flamengo.

Flamengo[editar | editar código-fonte]

"Minha passagem pelo Flamengo foi muito intensa porque foram dois anos. Tem gente que fala: "Mas parece que você jogou 10 anos no Flamengo. A identificação que você tem, tem jogador que jogou aqui tanto tempo e não tem". O Flamengo vivia uma situação muito complicada. E o que me ajudou foi a campanha. Sair de um rebaixamento e colocar o Flamengo na Libertadores... E no ano da Libertadores, teve uma relação time e torcedor muito grande. Então, foi uma série de fatores. E eu, realmente, vesti a camisa do Flamengo. Fui capitão no primeiro dia que cheguei".
Fábio Luciano, sobre sua passagem pelo Flamengo.

Fábio Luciano juntou-se ao elenco rubro-negro na metade do Campeonato Brasileiro[1] e, rapidamente, assumiu um papel de liderança no grupo[2]. Foi um dos destaques da equipe carioca no campeonato nacional daquele ano, onde o time teve uma reação impressionante, saindo da zona de rebaixamento e terminando o campeonato na terceira colocação.

Após não ter certeza se iria continuar a jogar futebol em 2009, já que pensava em se aposentar, resolveu continuar a defender o Flamengo por mais um tempo e assim fez no início de 2009 mantendo sua qualidade e o posto de xerife do time. No dia 3 de abril de 2009, anunciou que se retiraria do esporte após o fim do Campeonato Carioca. Assim, em seu último jogo, levantou a sua última Taça e aposentou as chuteiras com a conquista do Campeonato Carioca de 2009 com o Flamengo, sendo considerado um dos melhores zagueiros da história do Flamengo.

"É uma decisão difícil de ser tomada. Não tive coragem de parar no fim do ano passado por causa dos apelos dos torcedores e também dos meus companheiros. Estou com a cabeça tranquila, conversei muito com a minha família e poderei estar mais perto deles daqui para frente."[3]
Fábio Luciano, confirmando sua aposentadoria.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Flamengo[editar | editar código-fonte]

Pelo Flamengo, onde jogou entre 2007 e 2009, Fábio Luciano realizou 93 partidas e marcou 7 gols, além de realizado 8 assistências. Levou 26 cartões amarelos (não podendo atuar em 8 partidas pela regra do terceiro cartão amarelo) e 5 vermelhos e ficou marcado como ídolo do clube por sua liderança e tornando-se um dos melhores zagueiros da década a vestir a camisa rubro-negra.[4].

Clube Ano Campeonato Carioca Brasileirão Copa do Brasil Copa Libertadores Copa Sul-americana Total
Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
Flamengo 2007 - - 22 2 - - - - - - 22 2
2008 13 2 32 2 - - 7 0 - - 52 4
2009 18 1 - - 1 0 - - - - 19 1
Total 31 3 54 4 1 0 7 0 - - 93 7

Títulos[editar | editar código-fonte]

Corinthians
Fenerbahçe
Flamengo

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. esporte.uol.com.br/ Flamengo contrata zagueiro Fábio Luciano, ex-Corinthians
  2. lance.com.br/ No Fla, Rodrigo Caio usará a 3 e pode ser o "herdeiro de Fabio Luciano"
  3. gazetadopovo.com.br/ Capitão do Flamengo, Fábio Luciano anuncia aposentadoria
  4. http://www.quetorcidaeessa.kit.net/especiais/fabioluciano.htm

Ligações externas[editar | editar código-fonte]