Fábio Ribeiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Fábio Ribeiro
Nascimento 26 de novembro de 1965 (52 anos)
Cidadania Brasil
Ocupação futebolista

Fábio Ribeiro (Santo André, SP, 26 de novembro de 1965) é um ex-futebolista brasileiro, que atuava como ponta-direita, e atuou por equipes como Santos, Grêmio, Internacional, Santo André e, principalmente, Corinthians[1].

Carreira[editar | editar código-fonte]

Fabinho começou sua carreira atuando pelo Santos, mas não se firmou no Alvinegro Praiano e acabou indo jogar no VOCEM e, mais tarde, no Novorizontino, em 1989. "Não fiquei no Santos porque o Osmarzinho era o ponta-direita titular em quem eles apostavam", lembra Fabinho. Do Novorizontino, Fabinho foi para o Corinthians. Estreou em uma partida contra o Sampaio Corrêa, onde já marcou seu primeiro gol com o manto alvinegro. O Corinthians venceu o time do Maranhão por 1 a 0, graças a esse gol.

Atuando pelo Corinthians, Fabinho foi um dos heróis da conquista do Campeonato Brasileiro de 1990, ao lado de Wilson Mano, Ronaldo, Giba, Marcelo Djian, Tupãzinho, Márcio e Neto, o único craque de toda a equipe. Peça importante na equipe corintiana organizada pelo técnico Nelsinho Baptista, Fabinho ficou muito conhecido pela grande jogada feita contra o São Paulo, em um dos jogos da final do Campeonato Brasileiro de 1990, que acabou resultando no gol de Tupãzinho. "Eu tive a chance de marcar o gol do título, mas fico feliz pelo Tupãzinho. Ele é um cara que merece".O Corinthians venceu o jogo por 1 a 0, e faturou o primeiro Campeonato Brasileiro de sua história.

Entre 1993 e 1994, esteve emprestado pelo Corinthians ao Grêmio, onde manteve seu futebol raçudo e faturou dois títulos pelo time de Porto Alegre: o Campeonato Gaúcho de 1993 e a Copa do Brasil de 1994. Em 1996, foi negociado com o Internacional, mas não conseguiu se consagrar no Beira-Rio como fez no Parque São Jorge e no Olímpico. Acabou passando por clubes pequenos, como o Caldense, de Minas Gerais e, em 2002, encerrou a carreira no Santo André, time de sua cidade natal.

Atualmente, Fabinho vive em Santo André, cidade onde nasceu, e permanece atuando pela equipe dos masters do Corinthians, cuida dos interesses de alguns jogadores e ainda trabalha como uma espécie de olheiro pelo time do Noroeste, de Bauru.

Segundo os dados obtidos pelo historiador corintiano Celso Dario Unzelte, Fabinho atuou em 263 jogos com a camisa do Timão, e marcou 25 gols pelo time alvinegro.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Corinthians[editar | editar código-fonte]

Grêmio[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Que Fim Levou? - Fabinho». Consultado em 10 de setembro de 2011.