Fábio Ribeiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Fábio Ribeiro (São Paulo, 18 de setembro de 1969) é um tecladista brasileiro.[1]

Estudou piano erudito desde 1975. Seu ingresso no meio artístico foi no início dos anos 80, tocando guitarra na banda Annubis, assumindo os teclados somente em 1985.

Em 1986, deixou seu primeiro grupo e formou com outros músicos a banda Desequilíbrios, com a qual permaneceu até o início dos anos 90. Participou de vários trabalhos em bandas como Clavion, III Milênio, Antítese, Revenge, A Chave do Sol, Overdose e Anjos da Noite.

Lançou seu primeiro projeto solo em 1991, com o álbum Blezqi Zatsaz - Rise and Fall of Passional Sanity. Em 1993, participou da primeira formação da banda Angra, realizando o primeiro concerto da história do grupo.

Foi consultor de grandes fabricantes de instrumentos como Korg, Kawai, Gulbransen, Music Systems Research e PianoDisc. Escreveu durante anos na mídia especializada artigos sobre música e tecnologia musical.

Em 1995, ingressou no projeto tributo Pink Floyd Cover, ficando por quase uma década. Através deste projeto, o tecladista teve contato com a banda Violeta de Outono. Fábio Ribeiro voltou a trabalhar com a banda Angra em 1999, realizando toda a turnê do álbum Fireworks. A banda percorreu grande parte do território brasileiro, e também países como México e várias localidades da Europa.

De 2001 até 2007, Fábio foi tecladista da banda Shaman e já tocou na banda de apoio de Andre Matos. Periodicamente, dirige cursos de programação de sintetizadores e tecnologia musical.

Referências

  1. «Músico Fábio Ribeiro analisa novo ES6». fritzdobbert.com.br. Consultado em 28 de julho de 2010