Fábio Zanon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Fabio Zanon
Fabio Zanon em 2015
Informação geral
Nome completo Fábio Pedroso Zanon
Nascimento 6 de março de 1966 (55 anos)
Origem Jundiaí, SP
País  Brasil
Gênero(s) Música clássica
Instrumento(s) Violão

Fabio Zanon (Jundiaí, 6 de março de 1966) é um violonista, regente, escritor, comunicador e professor brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Fabio Zanon começou a estudar violão na sua cidade natal de Jundiaí sob orientação de seu pai e do professor Antonio Guedes. Graduou-se em música na Universidade de São Paulo (USP) em 1987, estudando com Edelton Gloeden e Henrique Pinto.[1] Em 1990, continuou seus estudos sob a orientação de Michel Lewin na Royal Academy of Music em Londres, onde obteve seu mestrado em música pela Universidade de Londres e participou da série de master-classes de Julian Bream.[2]

Fabio foi vencedor do 30º concurso “Francisco Tárrega” e do 14º Concurso da Fundação Americana de Violão (GFA).[2] Recebeu o Prêmio Moinho Santista em 1997, o Prêmio Carlos Gomes em 2005, o Prêmio Bravo! em 2010 e foi também indicado ao Grammy Latino em 2011 pela gravação do Concerto para Violão e Orquestra de Francis Hime junto à OSESP.[3]

Em 2008 recebeu o título de Associate da Royal Academy of Music em Londres, onde também atua como professor visitante.[4]

Desde 2013 atua também como coordenador artístico-pedagógico do Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão, onde leciona desde 1999.[5]

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • Latin American Sonatas: Guastavino, Miranda, Ardévol, Ginastera, Fernandez, Fariñas EGTA, 1997
  • Heitor Villa-Lobos: The Complete Solo Guitar Works. Music Masters, 1997
  • Guitar Recital: Tarrega, Bach, Faria, Mertz, Ponce. Naxos, 1998 (reeditado na Itália: Seicorde, 2004)
  • Les Enfants du Siècle. Trilha sonora de Luís Bacalov. Decca, 2000
  • Tangos and Choros (com Marcelo Barboza, flauta): Piazzolla, Gnattali, Villa-Lobos, Pujol, Côrtes Meridian, 2002
  • Jan van der Roost: Trumpet and Guitar Concertos, Phaedra Records 2004
  • Domenico Scarlatti: Sonatas. Musical Heritage, 2006
  • Francis Hime e Nelson Ayres - OSESP: Nelson Ayres, Francis Hime, Fábio Zanon, John Neschling. Biscoito Fino, 2010 (indicado ao Latin Grammy 2011)
  • The Romantic Guitar: Schumann, Mendelssohn, Regondi, Bobrowicz, Coste, Liszt. Guitar Coop, 2015
  • Spanish Music: Albeniz, Granados, Malats. Guitar Coop, 2016
  • Americas. Guitar Coop, 2018

Referências

  1. «Fábio Zanon: VILLA-LOBOS – OBRAS COMPLETAS PARA VIOLÃO SOLO». Consultado em 6 de janeiro de 2011. Arquivado do original em 4 de julho de 2011 
  2. a b «Artists Profiles: Fábio Zanon(em inglês)». Consultado em 4 de maio de 2010 
  3. «12a Entrega Anual del Latin GRAMMY». Latin GRAMMYs (em inglês). Consultado em 28 de janeiro de 2021 
  4. «Royal Academy of Music: Guitar Staff(em inglês)». Consultado em 4 de maio de 2010 
  5. «Festival de Inverno Campos do Jordão». Consultado em 28 de janeiro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um músico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.