Félicien Rops

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Félicien Rops
Nascimento 7 de julho de 1833
Namur
Morte 23 de agosto de 1898 (65 anos)
Essonnes
Cidadania Bélgica
Ocupação pintor, ilustrador, caricaturista, artista de história em quadrinhos
Obras destacadas Pornocrates
Movimento estético simbolismo, Decadentismo

Félicien Rops (Namur, 7 de julho de 1833 — Essonnes, 23 de agosto de 1898) foi um desenhista, litógrafo, gravurista e pintor belga.

Encontrava-se fortemente associado ao movimento literário simbolista e decadentista. Seu trabalho tendia a misturar imagens de sexo, morte e satanismo, consoantes às poesias que ele ilustrava. Dentre os escritores que admiravam a sua obra incluía-se Théophile Gautier, Alfred de Musset, Stéphane Mallarmé, Jules Barbey d’Aurevilly e Joséphin Péladan.

Seleção de obras[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Véronique Leblanc, Injures Bohèmes - Les plus belles lettres illustrées de Félicien Rops, Somogy, 2001
  • Benoît Noël, La Rebuveuse d'absinthe - autour de l'oeuvre de Félicien Rops, Éditions BVR, Ste Marguerite des Loges, 2005
  • Benoît Noël et Jean Hournon, Parisiana - La capitale des peintres au XIXe siècle, Les Presses Franciliennes, Paris 2006
  • Robert L. Delevoy, Gilbert Lascault, Jean-Pierre Verheggen, Guy Cuvelier, "Félicien Rops" - Editions Lebeer Hossmann, Bruxelles-Hambourg 1985

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Félicien Rops
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) pintor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.