Félix Paiva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Félix Paiva
Nascimento 21 de fevereiro de 1877
Caazapá
Morte 2 de novembro de 1965
Assunção
Cidadania Paraguai
Alma mater
Ocupação jurista, jornalista, político, advogado

Félix Paiva (Caazapá, 21 de fevereiro de 1877Assunção, 2 de novembro de 1965) foi um jurista, jornalista e político paraguaio. Ministro em diversas ocasiões e vice-presidente (1920-1921), período em que assumiu a presidência por três dias.[1] Presidente provisório do Paraguai de 15 de agosto de 1937 a 15 de agosto de 1939.[1] Chegou à presidência depois da derrocada de Rafael Franco por um movimento liberal (1937). Sob sua interinidade, foi restabelecida a constituição política de 1870. Em 10 de outubro de 1938, o congresso o confirmou como presidente provisório. Firmou um tratado de paz com a Bolívia (1938), que pôs fim à guerra do Chaco.

Referências

  1. a b Nohlen, Dieter; Nohlen, Professor of Political Science Dieter (2005). Elections in the Americas: A Data Handbook (em inglês). 2. Oxford: OUP Oxford. pp. 439–440. ISBN 9780199283583 


Precedido por
Rafael Franco
Presidente do Paraguai
1937 - 1939
Sucedido por
José Félix Estigarribia
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) político(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.