Faber-Castell

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade. Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Faber-Castell
Razão social Faber-Castell AG
Empresa de capital fechado
Slogan Sua companhia para toda vida! (no Brasil)
Indústria Papelaria
Fundação 1761 (1761)
Fundador(es) Kaspar Faber
Sede Stein, Nuremberg (Média Francónia), Alemanha
Área(s) servida(s) Mundo
Pessoas-chave Anton Wolfgang Graf von Faber-Castell (diretor executivo),
Empregados
Produtos Materiais de arte, Instrumentos de escrita
Certificação
  • ISO 9001-2000
  • ISO 14001
Faturamento 887 milhões (2005)
Website oficial www.faber-castell.com
Borrachas da Faber-Castell

Faber-Castell é uma empresa produtora de material de escritório alemã. Sua sede mundial encontra-se em Stein no norte da Baviera.

Com uma produção de aproximadamente 2 bilhões de lápis ao ano, a empresa é considerada uma das maiores mundialmente neste ramo. Atualmente a fábrica brasileira localizada em São Carlos, no Estado de São Paulo, é a maior produtora mundial de lápis de cor (com aproximadamente 1,5 bilhão ao ano). Em setembro de 2013, a Faber Castell de São Carlos passou a contar com mais uma fábrica, a Faber Cosmetics. A Cosmetics fornece produtos para gigantes dos cosméticos no Brasil, tais como Natura, Avon e outras.[1]

História do lápis[editar | editar código-fonte]

Lápis Sextavado da Faber-Castell. O formato sextavado não deixa o lápis rolar na mesa

Faber-Castell é um dos grupos industriais mais antigos do mundo, surgido antes mesmo da Revolução Francesa e da formação dos Estados Unidos. A companhia foi fundada por Kaspar Faber em 1761, em Stein, próximo a Nuremberg, e no seu início apenas produzia lápis.[2] A ascensão da empresa a nível internacional deu-se com a entrada de Lothar von Faber, bisneto de Kaspar Faber, em 1839, o qual após um estágio de três anos em Paris, sucedeu seu pai Georg Leonhard Faber, assumindo a gerência da empresa. A companhia sempre foi comandada pela família. Foi em 1851, que Lothar von Faber introduziu a forma de lápis em madeira válida até hoje na indústria mundial de instrumentos de escrita. Porém, foi somente no ano de 1898 que surge o nome Faber-Castell, com o casamento de Ottilie von Faber com o Conde Alexander zu Castell-Rüdenhausen. Em 1905 o conde Alexander Faber-Castell lança o lápis Castell 9000, no mercado ainda hoje. Depois dos anos da depressão de 1929 a fábrica de lápis é assumida por Johann von Faber. A definitiva ascensão mundial começa em 1948, quando foram lançadas as primeiras lapiseiras para desenho, principalmente para desenho técnico, necessitando de grafite com um diâmetro de poucos milímetros.

Atualmente a empresa conta com grande reputação, principalmente por ter produtos de alta qualidade, e possuir grande responsabilidade ambiental. Por exemplo, toda a madeira utilizada na confecção de seus lápis vem de áreas de reflorestamento no Brasil, plantadas em áreas originalmente desmatadas e que foram recuperadas pela empresa. A unidade brasileira é a maior subsidiária do grupo e produz anualmente 1,5 bilhão de Ecolápis (a denominação que hoje a empresa dá aos seus lápis) certificados pelo FSC.

Novidades da categoria[editar | editar código-fonte]

Em 2005, a Faber-Castell traz uma inovação para o mercado, com os lápis grip, “lápis das bolinhas”. De formato triangular, que facilita a pegada, os lápis de cor e de grafite Grip possuem as exclusivas esferas antideslizantes que proporcionam maior firmeza, conforto e melhores resultados ao escrever, desenhar e pintar.

Em 2007, os lápis Faber-Castell passam a se chamar EcoLápis, uma tradução dos produtos que a Faber-Castell já fabricava, pois a companhia sempre utilizou para a produção dos seus lápis, madeira 100% reflorestada. Tanto a área de plantio de pinus caribea utilizados na fabricação dos lápis da empresa, como os próprios produtos são certificados com o selo FSC (Forest Stewardship Council). Hoje, ainda localizada em Stein, na Alemanha, é um grupo de empresas que oferece produtos de alta qualidade para escrita, desenho, pintura e desenvolvimento criativo para pessoas de todas as idades.

O lápis mais antigo do mundo[editar | editar código-fonte]

Este lápis antiguíssimo foi encontrado em meio às colunas do sótão de uma casa construída no século 17. O lápis foi provavelmente esquecido por um carpinteiro por acidente, onde ficou por 3 séculos.[3] Este lápis é feito de 2 pedaços de madeira de tília, colados com uma barra de grafite entre elas e apresenta sinais de uso que atestam sua idade. O mais antigo exemplo de lápis de madeira do mundo, hoje é cuidadosamente preservado pelo acervo Faber-Castell localizado na Alemanha.[4]

O menor lápis do mundo[editar | editar código-fonte]

O menor lápis do mundo tem 1,75mm de altura e cerca de 5mm de espessura, e é feito de madeira de abeto (gênero Picea, nativa das florestas temperadas da Europa e Ásia). Esta miniatura de lápis foi produzido especialmente para o conde de Faber-Castell. A pequenina peça foi tão admirada, que ele solicitou a produção de 50 peças para presentear alguns amigos no Natal. O menor lápis tem uma mina grafite de 0,3mm de diâmetro, mas para usá-lo para escrever, provavelmente será necessário uma pinça.

Castell 9000 - Com 10 graduações que vão do 6B ao 2H, o centenário Castell 9000 é ideal para desenhar e fazer esboços.
Jumbo - Com um diâmetro mais grosso e formato triangular, os lápis Jumbo são ideais para mãos pequenas.
Lapiseira Poly Super Grip - Mais grossa e fácil de escrever.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Faber-Castell
Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências

  1. http://jornalpp.com.br/economia/item/40979-faber-cosmetics-recebe-katharina-nee-von-sprecher-bernegg
  2. Wit, Bob de; Meyer, Ron. Strategy: Process, Content, Context : an International Perspective. Cengage Learning EMEA, 2010. pp. 259.
  3. Faber-castell. «O lápis mais antigo do mundo». Site de Curiosidades 
  4. Montone, Marcelo. «O lápis mais antigo do mundo.». www.fabercastell.com.br. Consultado em 10 de novembro de 2017.