Fabián Alarcón

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Fabián Alarcón
Fabián Alarcón
Presidente do Equador
Período 11 de fevereiro de 1997
a 10 de agosto de 1998
Antecessor(a) Rosalía Arteaga
Sucessor(a) Jamil Mahuad
Presidente da Assembleia Nacional do Equador
Período 10 de agosto de 1995
a 11 de fevereiro de 1997
Período 10 de agosto de 1991
a 9 de agosto de 1992
Governador de Pichincha
Período 1984
a 1987
Dados pessoais
Nascimento 14 de abril de 1947 (75 anos)
Quito, Equador
Alma mater Pontifícia Universidade Católica do Equador
Partido Frente Radical Alfarista
Profissão advogado

político

Fabián Ernesto Alarcón Rivera (Quito, 14 de abril de 1947) é um advogado e político equatoriano. Ocupou o cargo de presidente interino de seu país em duas ocasiões: entre 6 de fevereiro de 1997 e 9 de fevereiro de 1997 e de 11 de fevereiro de 1997 a 10 de agosto de 1998.[1][2] Também foi vereador de Quito, prefeito de Pichincha[3], deputado e presidente da Assembleia Nacional do Equador.[4]

Ele continua a receber uma pensão vitalícia do governo equatoriano de US $ 28.000 anualmente.

Referências

  1. Nohlen, Dieter; Nohlen, Professor of Political Science Dieter (2005). Elections in the Americas: A Data Handbook: South America (em inglês). 2. Oxford: OUP Oxford. p. 408. ISBN 9780199283583 
  2. Komandoko, Gamal (2010). Ensiklopedia Pelajar dan Umum (em indonésio). [S.l.]: Pustaka Widyatama. p. 313. ISBN 9789796103713 
  3. Equivalente a função de governador.
  4. «CIDOB - CIDOB (Fabiano Alarcon Rivera)». CIDOB (em espanhol). Consultado em 26 de maio de 2022 

Precedido por
Rosalía Arteaga
Presidente do Equador
19971998
Sucedido por
Jamil Mahuad
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.