Fabiano Lima Rodrigues

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fabiano
Informações pessoais
Nome completo Fabiano Lima Rodrigues
Data de nasc. 26 de junho de 1979 (38 anos)
Local de nasc. Cajamar, SP,  Brasil
Altura 1,75 m
Apelido Fabiano
Informações profissionais
Clube atual Brasil Central
Número 6
Posição Lateral-esquerdo
Clubes de juventude
1997-1999 Brasil Nacional
Clubes profissionais1
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1999-2002
2003
2004
2004-2005
2005
2006
2006-
2008
2008
2009
2010
2011-
Brasil Atlético-PR
Brasil São Paulo
Itália Perugia ((E)
Turquia Fenerbahçe
Brasil Palmeiras
Itália Arezzo
Itália Genoa
Itália Reggina ((E)
Espanha Celta de Vigo ((E)
Itália Vicenza
Brasil Guarani
Brasil Criciuma E.C.
78 (6)
37 (1)
14 (0)
13 (0)
21 (0)
09 (1)
57 (0)
00 (0)
01 (0)


1 Partidas e gols pelo clube profissional
contam apenas partidas das ligas nacionais,
atualizados até 19 de Agosto de 2008.



Fabiano Lima Rodrigues, ou simplesmente Fabiano (Cajamar, 26 de junho de 1979), é um futebolista brasileiro. Atualmente joga no Central

Conquistou reconhecimento nacional na época do título brasileiro do Atlético Paranaense, no Brasileirão 2001.

Hoje está praticamente esquecido pelas torcidas, sendo lembrado principalmente pelos torcedores do Atlético Paranaense, que viram seu potencial no início de carreira.

Carreira[editar | editar código-fonte]

O título brasileiro e a queda no desempenho

É hoje jogador do Celta de Vigo e esquecido por muitos brasileiros. Ele foi um dos destaques da bela equipe do Atlético Paranaense montada por Geninho que foi campeã brasileira em 2001, jogando num 3-5-2. Com essa formação, a capacidade de ataque do então jovem lateral pôde ser utilizada, e tal temporada foi uma ótima vitrine para o jogador. Foi dele o chute de fora da área na final do Brasileiro, contra o São Caetano, no Anacleto Campanella, cujo rebote foi empurrado para o gol por Alex Mineiro e deu a vitória e o título ao clube paranaense.

Após a conquista do Brasileirão, ele continuou no Atlético para a temporada seguinte, antes de se transferir para o São Paulo em 2003, onde não teve um rendimento tão memorável. Participou de 37 jogos, marcando apenas um gol, contra o Corinthians, na final do Paulistão.

A chegada ao Futebol Europeu

Acabou emprestado para o Perugia, onde começaria sua história no futebol italiano: participou da temporada 2003-04 antes de se transferir definitivamente para o Fenerbahçe, da Turquia, onde fez apenas uma temporada lá.

Retornou ao Brasil em 2005, para jogar novamente no futebol paulista, dessa vez pelo rival de seu ex-clube São Paulo, o Palmeiras. Novamente, chegou para jogar num time que passava por momento delicado, e outra vez sob fortes críticas da torcida. Resultado: mais uma temporada mediana, sem muito sucesso e sem a mesma boa impressão causada no início de sua carreira.

Por estar numa equipe de maior visibilidade no futebol brasileiro, novamente despertou interesse de clubes europeus e foi contratado pelo Arezzo, time que então disputava a Serie B italiana. Tendo feito boas apresentações, foi procurado pelo Genoa, também da Serie B.

Pelo Genoa, participou ativamente da campanha de 2006-07, que promoveu o clube italiano de origens inglesas de volta à Serie A. Desde então, foi emprestado por duas vezes, primeiro ao Reggina, onde não chegou a atuar, e depois ao Celta de Vigo, onde joga atualmente.

Celta de Vigo

Apesar da falta de reconhecimento em solo brasileiro, Fabiano conseguiu se manter bem no futebol e foi um dos principais atletas do Celta de Vigo, voltando a atuar como um ala, onde teve mais liberdade para atacar, apesar de não ser como muitos laterais brasileiro, totalmente ofensivos e sem grandes preocupações na retaguarda.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Atlético Paranaense
Fenerbahçe
Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.