Fabio Capello

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fabio Capello
Fabio Capello 2012.jpg
Informações pessoais
Nome completo Fabio Capello
Data de nasc. 18 de junho de 1946 (71 anos)
Local de nasc. San Canzian d'Isonzo, Itália
Destro
Apelido Don Fabio, El General
Informações profissionais
Equipa atual Jiangsu Suning
Posição Treinador (ex-volante)
Clubes de juventude
1963–1964 SPAL
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1964–1967
1967–1969
1969–1976
1976–1980
SPAL
Roma
Juventus
Milan
0049 0000(3)
0062 000(11)
0165 000(27)
0065 0000(4)
Seleção nacional
1972–1976 Itália 0032 0000(8)
Times/Equipas que treinou
1991–1996
1996–1997
1997–1998
1999–2004
2004–2006
2006–2007
2007–2012
2012–2015
2017–
Milan
Real Madrid
Milan
Roma
Juventus
Real Madrid
Inglaterra
Rússia
Jiangsu Suning
0170
0048
0034
0170
0076
0050
0042
0032
0019
Última atualização: 5 de novembro de 2017

Fabio Capello (San Canzian d'Isonzo, 18 de junho de 1946) é um treinador e ex-futebolista italiano que atuava como volante[1]. Atualmente comanda o Jiangsu Suning.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

Entre os anos de 1964 e 1980 atuou como futebolista pelas seguintes equipes: Roma, Juventus e Milan. Ele fez parte do elenco da Seleção Italiana de Futebol na Copa do Mundo de 1974.[2]

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Treinou apenas quatro clubes em sua carreira: Milan, Real Madrid, Roma e Juventus.

Foi treinador do Milan entre 1991 e 1996, conquistando quatro Campeonatos Italianos, três Copas Italianas e chegando a três finais consecutivas da Liga dos Campeões da Europa. Esteve na final do Mundial Interclubes de 1993, quando a equipe milanesa perdeu o título para o São Paulo de Telê Santana.

Em 1996 treinou a equipe do Real Madrid, conquistando o Campeonato Espanhol na temporada de 1996/97, após assumir o time em sexto lugar na tabela. Retornou a Milão para novamente treinar o Milan na temporada seguinte, terminando o Campeonato Italiano na modesta décima posição.

Entre 1999 e 2004 foi treinador da Roma, conquistando o Campeonato Italiano e a Copa da Itália na temporada de 2000/01. Após esse período na capital italiana assume a Juventus nas duas temporadas seguintes, onde conquistou os Campeonatos Italianos nas temporadas de 2004/05 e 2005/06, títulos que posteriormente foram anulados pela justiça italiana.

Na temporada 2006/07 voltou a treinar o Real Madrid. Após um incio conturbado, conquistou o Campeonato Espanhol. Em junho de 2007, após o fim do campeonato nacional, a diretoria do clube espanhol demitiu Fabio Capello do cargo.

Ainda em 2007, foi anunciado como o novo técnico da Seleção Inglesa. A 8 de Fevereiro de 2012, apresentou a sua demissão deste cargo.[3]

A 15 de Outubro de 2010 em Milão, Itália, durante a apresentação de um livro de memórias escrito por um amigo jornalista, Fábio Cappelo anuncia a sua reforma após o Euro 2012 a disputar na Polónia e Ucrânia.

No dia 08 de fevereiro de 2012, Capello pede demissão da Seleção Inglesa por não concordar na retirada da braçadeira de capitão do zagueiro John Terry, por acusações de racismo.

Em 2013, assina contrato com a Seleção Russa e já diz que vai ficar até 2018.

Na temporada 2016/2017, aproveitando a pausa no Campeonato Chinês, ganhou a Liga dos Campões pelo modesto "O Coruchense", tendo o Peyroteo marcado o golo da vitória após passe de Filipe Augusto.

Por solidariedade a troco de 50 mil euros mais contrato coma a Macron, equipa de Coruche atribuiu o titulo ao Sporting de Lisboa.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

Roma
Juventus
Milan

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Capello em 2009.
Milan
Real Madrid
Roma
Juventus

*Ambos retirados da Juventus por conta do Calciopoli, caso que prescreveu 9 (nove) anos depois por falta de provas.

Referências

  1. http://www.quattrotratti.com/2010/01/tecnicos-fabio-capello.html
  2. «Elenco Italiano na Copa de 74». Consultado em 13 de março de 2016 
  3. «Fabio Capello demite-se da seleção inglesa». Record. 8 de fevereiro de 2012. Consultado em 8 de fevereiro de 2012 
Precedido por
Nils Liedholm
Arrigo Sacchi
Arrigo Sacchi
Técnico do Milan
1987
19911996
19971998
Sucedido por
Arrigo Sacchi
Oscar Tabárez
Alberto Zaccheroni
Precedido por
Arsenio Iglesias
Juan Ramón López Caro
Técnico do Real Madrid
19961997
20062007
Sucedido por
Jupp Heynckes
Bernd Schuster
Precedido por
Marcello Lippi
Técnico da Juventus
20042006
Sucedido por
Didier Deschamps