Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde agosto de 2013). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde abril de 2017).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Fachada da Fabico, após a reforma de 2006

A Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação (Fabico) é o instituto da UFRGS que abriga os cursos de Biblioteconomia, Arquivologia, Museologia e Comunicação Social: Jornalismo, Relações Públicas e Publicidade & Propaganda. Também oferece cursos de mestrado e doutorado dentro da linha de pesquisa em Comunicação e Informação. As instalações da Fabico localizam-se no prédio de mesmo nome, no Campus Saúde da Universidade, no bairro Santana, em Porto Alegre. A FABICO abriga atualmente 1.152 alunos, 67 professores e 28 funcionários, que, além das atividades de ensino, desenvolvem projetos de pesquisa e extensão.

Índice

História[editar | editar código-fonte]

Cronologia[editar | editar código-fonte]

  • 1947 - Implantação do curso de Biblioteconomia.
  • 1952 - Implantação do curso de Comunicação Social.
  • 1970 - Inauguração do prédio da Fabico.
  • 1984 - Mudança do currículo do curso de Comunicação Social.
  • 1995 - Implantação do Programa de Pós Graduação em Comunicação e Informação - PPGCOM
  • 1999 - Criação do curso de Arquivologia.
  • 2000 - Mudança do currículo do curso de Biblioteconomia.
  • 2001 - Introdução de Doutorado no PPGCOM
  • 2006/2007 - Reformas na estrutura do prédio.
  • 2008 - Implantação do curso de Museologia.
  • 2009 - Reestruturação do currículo do curso de Comunicação Social.
  • 2013 - Ministério da Educação homologa novas diretrizes para os cursos de Jornalismo[1] e Relações Públicas[2].
  • 2017 - Implementação dos novos currículos de Jornalismo e de Relações Públicas

Mudança de campus[editar | editar código-fonte]

A habilitação em Jornalismo é a mais antiga do curso de Comunicação Social da UFRGS. Antes da existência do prédio da FABICO, a mesma estava atrelada ao curso de Filosofia, no Campus Centro. Na época em que foram criadas as demais habilitações, e aproveitando o prédio recém-construído, a sede da faculdade de Comunicação foi transferida para Rua Ramiro Barcelos. 2705 - Santana, Porto Alegre - RS. Muitas pessoas encaram o fato como uma manobra do regime militar da época para fragmentar a militância estudantil de oposição, já que o curso de Jornalismo era tido como um "foco de subversão".

Estrutura[editar | editar código-fonte]

Sala de aula do térreo. Não foi projetada para sediar aulas, sendo adaptada para esse fim.

O prédio da Fabico constitui-se de cinco pavimentos, contendo diversas salas de aula, laboratórios, centros de convivência para os alunos, uma biblioteca e dois auditórios.

O terceiro andar e a fachada foram reformados em 2006. A gráfica da Ufrgs (que funcionava no segundo andar), mudou-se para o prédio do RU no outro lado da rua também em 2006. O segundo andar do prédio foi reformado em 2007. Atualmente, além de salas de aula e os laboratórios de Informática dos cursos, o segundo andar também abriga os programas de pós-graduação da Faculdade. Os demais pavimentos do edifício continuam com a mesma estrutura básica dos anos setenta, quando o prédio estava estruturado para receber a gráfica, que ocupava a maior parte do espaço.

Administração[3][editar | editar código-fonte]

Direção[editar | editar código-fonte]

Karla Maria Müller

Vice-Direção[editar | editar código-fonte]

Ilza Maria Tourinho Girardi

Gerência Administrativa[editar | editar código-fonte]

Maria Berenice Lopes

Chefia do Departamento de Ciências da Informação[editar | editar código-fonte]

Jeniffer Alves Cuty

Chefia do Departamento de Comunicação[editar | editar código-fonte]

Virginia Pradelina da Silveira Fonseca

Coordenação da Comissão de Extensão[editar | editar código-fonte]

Ana Maria Dalla Zen

Coordenação da Comissão de Pesquisa[editar | editar código-fonte]

Luciana Pelin Mielniczuk

Coordenação da Comissão de Graduação em Arquivologia[editar | editar código-fonte]

Valéria Raquel Bertotti

Coordenação da Comissão de Graduação em Biblioteconomia[editar | editar código-fonte]

Rita do Carmo Ferreira Laipelt

Coordenação da Comissão de Graduação em Comunicação[editar | editar código-fonte]

Maria Berenice da Costa Machado

Coordenação da Comissão de Graduação em Jornalismo[editar | editar código-fonte]

Sean Aquere Hagen

Coordenação da Comissão de Graduação em Museologia[editar | editar código-fonte]

Zita Rosane Possamai

Coordenação da Comissão de Graduação em Publicidade e Propaganda[editar | editar código-fonte]

Mariângela Machado Toaldo

Coordenação da Comissão de Graduação em Relações Públicas[editar | editar código-fonte]

Mônica Pieniz

Coordenação do Programa de Pós-Graduação em  Comunicação e Informação[editar | editar código-fonte]

Rudimar Baldissera

Bibliotecária Chefe[editar | editar código-fonte]

Miriam Moema Loss

Biblioteca[editar | editar código-fonte]

A biblioteca iniciou seu funcionamento em 29 de setembro de 1959. Naquela época, a faculdade era denominada Escola de Biblioteconomia e Documentação e o acervo da biblioteca era parte da Biblioteca da Faculdade de Ciências Econômicas. 

Apenas em 1970 a biblioteca passa a abrigar os cursos de de Biblioteconomia e Comunicação. Seu acervo recebe então obras da Biblioteconomia, vindas da Faculdade de Ciências Econômicas, e obras de Comunicação, vindas da Biblioteca da então Faculdade de Filosofia.

Instalada no 4º andar do prédio da Fabico desde 1972, a Biblioteca da Fabico tem um acervo composto por 29.136 exemplares de livros (16.400 títulos), 760 teses e dissertações impressas, 5.206 documentos eletrônicos e 4.146 CD-ROMs, DVDs e folhetos. Além das pesquisas em livros, a biblioteca também disponibiliza computadores para consulta à internet e espaços de estudos. Em 2016 foi criada uma nova sala de estudos através da ligação da área da biblioteca com a sala 408.

Desde 2006, a biblioteca adota uma linha de trabalho voltada para a Conservação Preventiva, ou seja, todos os materiais impressos que são incorporados ao acervo passam pelo Setor de Conservação e Restauração. Lá, são preparados para resistir ao uso contínuo e permanecer mais tempo sem sofrer intervenções em sua estrutura física. O acervo danificado pelo uso é continuamente avaliado e recolhido ao setor para ser recondicionado.

Acervo:

  • Tipos de material: livros, periódicos, folhetos, teses, dissertações, trabalhos de conclusões de curso, fitas de vídeo, CD-ROMs e DVDs.
  • Assuntos predominantes: Arquivologia, Biblioteconomia, Ciência da Informação, Comunicação, Publicidade, Relações Públicas, Jornalismo, Fotografia, Cinema, TV, Rádio, Metodologia da Pesquisa.

Publicações:

  • Sumários Correntes em Ciências da Informação e Sumários Correntes em Comunicação

Serviços:

  • Consulta local
  • Empréstimo
  • Referência
  • Treinamento de usuário
  • Pesquisa
  • Orientação na elaboração de trabalhos acadêmicos

Núcleos, estúdios e laboratórios[editar | editar código-fonte]

Centro Integrado de Comunicação - CICOM[editar | editar código-fonte]

O CICOM é um projeto que visa a interação de diversas áreas para um melhor desempenho da Comunicação Integrada da Universidade, promovendo o desenvolvimento da produção acadêmica e estimulando o ensino, a pesquisa e a extensão. O Centro Integrado de Comunicação é formado por grupos de trabalho da Gráfica da UFRGS e da Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação que atuam de forma integrada na Sala 108 do prédio da FABICO.

Gráfica da UFRGS - Setor de Atendimento[editar | editar código-fonte]

Responsável: Joseane Ranzolin

Caixola[editar | editar código-fonte]

Caixola é o Clube de Criação da Fabico, um projeto de extensão criado em 2007 por iniciativa de alunos e professores do curso de Publicidade e Propaganda. O projeto tem por objetivo oferecer espaço e oportunidade para os estudantes integrarem teoria e prática, solucionando problemas de comunicação mercadológica de maneira estratégica e criativa. Seguindo o fluxo e as rotinas de uma agência experimental, os bolsistas do Caixola vivenciam a profissão, treinam e aperfeiçoam as técnicas de pesquisa, planejamento, criação e produção em diversas plataformas e mídias, através de briefings e clientes reais, e se preparam para enfrentar o mercado de trabalho - com seus portfólios em mãos.

Coordenação: Adriana Coelho Borges Kowarick

Coordenação Adjunta: Flávia Pithan

Núcleo de Criação e Editoração[editar | editar código-fonte]

O Núcleo tem por objetivo atender demandas da comunidade universitária. São criados materiais gráficos diversos como: Folderes, Cartazes, Capas de Livros e Revistas, Panfletos, Cartões, entre outros. Oferecemos, de forma personalizada, a criação de identidades visuais, para todas as áreas da Universidade. O setor de editoração dá um importante apoio à diagramação de trabalhos acadêmicos, livros, apostilas, revistas, manuais, entre outros. A equipe é formada por servidores técnico-administrativos e alunos (bolsistas) das áreas de Publicidade e Propaganda, Relações Públicas, Jornalismo, Design, entre outras.

Agerp[editar | editar código-fonte]

A AGERP – Agência Experimental de Relações Públicas tem como objetivo possibilitar o desenvolvimento de atividades práticas em um ambiente próximo ao que o estudante encontrará no mercado. Os alunos planejam, executam, acompanham e avaliam planos, programas, projetos e atividades diversas relacionadas à Comunicação Organizacional, em apoio a iniciativas da FABICO, da UFRGS e de outras instituições. Criada em 1986 a AGERP abriga Projetos de Extensão e monitorias tendo suas atividades operacionalizadas por servidores e alunos bolsistas.

Coordenação: Enoí Dagô Liedke

Coordenação adjunta: Helenice Carvalho

Núcleo de Comunicação na Web[editar | editar código-fonte]

Administração do site e do Facebook da Fabico e apoio para sites em Plone demandados aos núcleos do Cicom.

Núcleo de Revisão[editar | editar código-fonte]

Revisão de livros e periódicos da UFRGS, bem como de materiais institucionais em geral (cartazes, fôlderes etc.). Formado por profissionais capacitados, o Núcleo conta ainda com bolsistas do curso de Letras, constituindo um raro espaço para a prática da revisão de textos na Universidade.

Revisor de Texto: Felipe Raskin Cardon

Revisora de Texto: Ana Santos

  • Comunicação e Cinema
  • Comunicação e Práticas Culturais
  • Centro Referencial de Lit. Infanto Juvenil - CERLIJ
  • Informação, Tecnologias e Práticas Sociais - INFOTEC
  • Estúdio de Áudio
  • Laboratório de Conservação e Restauro

Laboratório de Edição, Cultura e Design - LEAD[editar | editar código-fonte]

O LEAD foi criado em 1991 com o objetivo de desenvolver atividades de pesquisa, ensino e extensão. Até 2012 era denominado Laboratório Eletrônico de Arte & Design, e desde então denomina-se Laboratório de Edição, Cultura e Design. O núcleo é um espaço onde os alunos dos cursos de Publicidade e Propaganda, Jornalismo e Relações Públicas da FABICO podem ampliar sua formação profissional dentro dos eixos formativos fundamentais da UFRGS. Em março de 2017 localiza-se no segundo andar do prédio da FABICO, no Campus Saúde da UFRGS.[4][5]

Laboratórios de Informática[editar | editar código-fonte]

A Fabico disponibiliza o Laboratório de Informática da Comunicação - LICO (sala 209) e o Laboratório de Informática da Biblioteconomia e Arquivologia - LIBIA (sala 211), com 20 e 21 computadores, respectivamente, para uso individual dos alunos, e um computador para uso do professor, sendo este com conexão simultânea com o projetor multimídia e um monitor de acompanhamento. Também, no LIBIA há 3 computadores com acessibilidade. Os laboratórios funcionam de segunda a sexta-feira, das 7h30min às 21h. Os usuários dos Laboratórios de Informática contam com o serviço de reprografia na Sala 216 (Sala de Impressão), a qual está equipada com uma impressora colorida A4, uma impressora colorida A3 e uma impressora multifuncional (impressora, copiadora e digitalizadora) A4.

  • Laboratório de Interação Mediada por Computador
  • Núcleo de Educação a Distância - ECHOS

Núcleo de Ensino e Produção de Vídeo - NEPTV[editar | editar código-fonte]

Assessora professores e alunos da FABICO nas atividades de captação e edição de imagens. O núcleo possui coordenador, técnicos especializados e bolsistas que oferecem a todo momento suporte de gravação, edição e pós-produção, permitindo o desenvolvimento de trabalhos audiovisuais, jornalísticos, publicitários e ficcionais em diversos formatos. O núcleo também é responsável pelo programa Caderno 2, veiculado na UNITV - canal 15 da NET.

Núcleo Experimental de Relações Públicas[editar | editar código-fonte]

Busca oferecer aos alunos do curso de Relações Públicas experiências práticas na área através de projetos e atividades acadêmicas.

Coordenadora: Karla Maria Müller

Local: Sala 512 da Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação

Núcleo de Fotografia[editar | editar código-fonte]

O Núcleo de Fotografia da FABICO/UFRGS é um projeto de pesquisa e extensão criado, desenvolvido e coordenado desde fevereiro de 1992 pelo fotógrafo e consultor em fotografia Mario Bitt-Monteiro que, além de possuir seus próprios projetos de pesquisa e extensão em fotografia, também oportuniza, coordena e orienta, projetos individuais (autorais) em fotografia. O projeto trabalha tanto nas linhas analógicas, quanto digitais, dentro do cronograma das atividades referentes ao GEF (Grupo Experimental de Fotografia). O Projeto Núcleo de Fotografia exercita, experimenta, produz e aplica o conhecimento proveniente das atividades e pesquisas em fotografia, realizadas nos níveis teóricos para o desenvolvimento e oferecimento de cursos, oficinas e seminários de extensão universitária, que promovem a iniciação, o aprimoramento e a qualificação em fotografia, tanto para públicos acadêmicos da UFRGS, quanto para diversos públicos da comunidade brasileira em geral.

Grupo Experimental de Fotografia[editar | editar código-fonte]

O Grupo Experimental de Fotografia (GEF) é um laboratório experimental, extracurricular com abrangência multidisciplinar no qual o aluno ou o professor da UFRGS, de qualquer setor, inicia-se para desenvolver a área da fotografia no seu estágio pleno, ou seja, ela sendo o objeto principal de estudo, e não somente em suas formas de aplicação e desenvolvimento para as outras áreas do conhecimento. Por ser uma atividade de extensão gratuita, o GEF realiza seleções de alunos que se interessam e que já tenham minimamente conhecimentos em fotografia para fazer ingresso. O Grupo oferece os materiais utilizados nas aulas, como filmes, papéis fotográficos, entre outros, fazendo com que os alunos invistam apenas nos gastos de viagens e saídas de campo.

Nesse laboratório visa-se desenvolver e aprimorar o sentido da autoria e crítica através de trabalhos com imagens graficamente expostas, por meio de estudos, exercícios e incursões em fotografia pura/teórica e experimental aplicada. Além disso, o GEF realiza também atividades práticas, tanto em campo quanto em laboratório, com a utilização das linguagens preto e branco e cor em fotografia analógica, como também nos universos da imagem digital.

Cada GEF tem uma duração média em torno de dois semestres, sendo que no fim deste período o aluno terá um projeto de sua autoria em fotografia, sendo publicado no website do Núcleo e participa de uma exposição fotográfica coletiva.

Programa de Pós Graduação em Comunicação e Informação[editar | editar código-fonte]

O PPGCOM/UFRGS iniciou como Mestrado em 1995 e em 2001 foi consolidado com a implantação do Doutorado, sendo estes níveis independentes e conclusivos para obtenção dos títulos de Mestre e Doutor em Comunicação e Informação. 

Programa de Pós Graduação em Museologia e Patrimônio[editar | editar código-fonte]

Em 2015, um grupo de professores do Curso de Museologia iniciou a discussão e os estudos necessários para elaborar o projeto de criação do Programa de Pós Graduação em Museologia e Patrimônio, e após tramitar na UFRGS e junto à CAPES, é aprovado em janeiro de 2017. O PPGMusPa surgiu com a missão de produzir conhecimento no âmbito da Museologia e do Patrimônio, e por meio das linhas de pesquisa de Cultura e Patrimônio; e Museus, Museologia e Coleções; tem por objetivo formar profissionais em nível avançado para atuar nas universidades, institutos,órgãos estatais, museus, entre outros com papel de liderança e pró atividade na preservação, investigação e gestão do patrimônio integral nas suas dimensões culturais e ambientais, capazes de promover ações de salvaguarda, pesquisa, comunicação e apropriação dos bens culturais (referências materiais e imateriais) com vistas à transformação social e à construção da cidadania.

Núcleo de Comunicação Comunitária - NUCC[6][editar | editar código-fonte]

O Núcleo de Comunicação Comunitária surgiu em 2010 através de uma oficina da Semana Acadêmica da Comunicação da UFRGS sobre comunicação alternativa, popular e comunitária. Foi montada uma rádio comunitária que funcionou durante aquela semana na FABICO. O projeto foi mantido pelos próprios estudantes que a alimentaram com conteúdos, músicas e informações sobre as palestras e eventos que estavam ocorrendo durante a Semana Acadêmica. No ano seguinte, foi proposto à gestão do Diretório Acadêmico da Comunicação (DACOM) a criação de um núcleo que debatesse a comunicação a partir de uma nova visão. A proposta foi aceita pela professora Dra. Ilza Girardi, atual coordenadora do núcleo. O projeto agrega voluntários, colaboradores e parceiros, buscando discutir a democratização da comunicação, a educomunicação, e a comunicação comunitária. O objetivo do núcleo é fazer a troca de experiências e saberes populares com os da comunidade acadêmica.

Centros de Convivência e Associações[editar | editar código-fonte]

A Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação possui dois centros acadêmicos. Antigamente havia apenas um, o Dabico.

Cabam[editar | editar código-fonte]

O Centro Acadêmico da Biblioteconomia, Arquivologia e Museologia, denominado CABAM, é uma ssociação estudantil, constituído para fins de representação dos acadêmicos dos cursos de graduação de Arquivologia, Biblioteconomia e Museologia da UFRGS. O CABAM trabalha pela melhoria das condições de ensino e de convivência entre seus representados, destinando os recursos arrecadados pela entidade para estes fins; promove a integração dos estudantes entre si e com a sociedade em geral na busca do convívio social e da realização profissional; estimula a organização dos estudantes para que ajam perante a Universidade, visando a sua formação acadêmica; fomenta meios de contribuir com a formação do acadêmico enquanto cidadão e futuro profissional, promovendo atividades para os estudantes em conjunto com outras entidades; colabora com órgãos públicos e com a Universidade, quando estes exercem atribuições de interesse dos estudantes, como atividades culturais e de cunho social, bem como as organizações não-governamentais que busquem a melhoria das condições de vida da sociedade; defende a independência e autonomia da representação estudantil; dirige o trabalho coletivo na busca das reivindicações junto a Universidade, assim como aos órgãos públicos quando for o caso; promove assistência nos mais diversos serviços de forma direta e labora com convênios conforme o interesse dos associados e a disponibilidade financeira do Centro Acadêmico; desencoraja quaisquer discriminações entre estudantes por questões ideológicas, político-partidárias, religiosas, raciais, de gênero, de orientação sexual, ou acadêmicas.

O CABAM presta serviços de atendimento aos alunos em todos os turnos, confecciona para todos os alunos da UFRGS a Passagem Livre Estudantil, confecciona para os seus associados o Passaporte TRI Estudantil. Para melhor comunicação com seu público alvo, o centro acadêmico mantém um site com informações pertinentes ao curso e à Fabico, grupo e página no facebook e o twitter. Promove o CABAMANGUAÇA, que são festas para promover a integração entre os alunos.

Atlética da Fabico[editar | editar código-fonte]

A Associação Atlética Acadêmica da Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação, fundada em 6 de fevereiro de 2015, é o órgão de promoção desportiva da FABICO - UFRGS, de caráter apartidário, e é constituída sob a forma de associação civil sem fins lucrativos. Sigla: AAAF.

A AAAF promove e difunde a prática desportiva entre os alunos da comunicação e informação, proporcionando os meios necessários, representa a FABICO no desporto universitário e comunitário, promove competições e intercâmbio com entidades congêneres em âmbito regional, nacional e internacional, e colabora com o desenvolvimento do esporte universitário.

Dacom[editar | editar código-fonte]

O Diretório Acadêmico da Comunicação reúne os cursos de Jornalismo, Publicidade e Propaganda e Relações Públicas.

O DACOM um diretório acadêmico historicamente ligado às militâncias dos grupos que representa - os estudantes de comunicação da UFRGS -, fazendo esse papel através de debates e posterior posicionamento sobre essas pautas. Algumas dessas pautas são: a luta pela diversidade contra a intolerância racial, de classes, e a LGBTfobia, as políticas de cotas, o aumento da passagem do transporte urbano, o funcionamento dos restaurantes universitários, o sucateamento do sistema educacional, entre outras.

O DACOM promove anualmente a Semana da Diversidade Sexual e de Gênero, uma iniciativa proposta inteiramente por estudantes da Faculdade de Comunicação e Biblioteconomia da UFRGS, com o apoio do diretório. A Semana da Diversidade irá para sua quinta edição em 2017.

O diretório passou por várias gestões, compostas por diferentes grupos organizados de estudantes. Atualmente, a gestão é apartidária.

A comunicação acontece através de sua fanpage, onde constam os horários de funcionamento, telefone, informações relevantes, além de ser um canal dinâmico para a comunicação remota entre estudantes e diretório.

Produções dos alunos[editar | editar código-fonte]

O corpo discente produz abundante material audiovisual, tendo um extenso arquivo de vídeo iniciado em 1985, além de publicações periódicas em disciplinas - Laboratório de Jornalismo, como as revistas Sextante e Três Por Quatro.

Além disso, os alunos produzem o programa cultural Caderno 2 veiculado na UNITV (Canal 15 da NET Porto Alegre)

A extinta revista Cappuccino produzida pelos alunos da disciplinas de Redação em Relações Públicas. Surgiu no segundo semestre de 2006 com a edição nº0 e teve a sua quarta e última edição publicada no segundo semestre de 2008. Prevendo a crise da revista e com o objetivo de continuar com o projeto, alunos do curso de Relações Públicas, incentivados por professores da faculdade (Pablo Alejandro Fabián e Michael Menta), criam o blog Ocappuccino.com.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]