Faculdade de Engenharia Aerospacial

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A Faculdade de Engenharia Aerospacial da Universidade Técnica de Delft vista do céu.

A Faculdade de Engenharia Aerospacial na Universidade Técnica de Delft (TU Delft) na Holanda funde duas disciplinas inter-relacionadas, engenharia aeronáutica e engenharia astronáutica. A engenharia aeronáutica especifica-se em aeronaves e a aeronáutica. A engenharia astronautica especifica-se em veículos espaciais e a astronáutica. Na Faculdade de Engenharia Aerospacial, ambos campos de estudo são directamente abordados juntamente com uma expansão para outras áreas como a energia eólica.

Descrição[editar | editar código-fonte]

A faculdade é das oito maiores na Universidade Técnica de Delft e uma das maiores faculdades devotadas inteiramente á engenharia aerospacial no norte da Europa. É a única instituição a realizar pesquisas e educação directamente relacionado á engenharia aerospacial na Holanda. Ao longo do anos, a faculdade tem respondido ao crescer da industria aerospacial expandindo as suas instalações e laboratórios. Hoje a faculdade tem um corpo de estudantes que se aproxima aos 2300 licenciados e graduados, 273 membros funcionários académicos e 181 pós-graduados. .[1] Aproximadamente 34% dos estudantes são estrangeiros.
A Universidade Técninca de Delft, TU Delft sagrou-se 15º no mundo no "Engineering and Technology" QS World University Rankings em 2013. Em 2012 TU Delft chegou ao 33º lugar na categoria de "Mechanical and Manufacturing Engineering" do QS World University Rankings. Em 2013 esta categoria estendeu-se para " Mechanical, Aeronautical & Manufacturing Engineering" e TU Delft saltou para a 18ª posição no mundo (6ª na Europa). ).[2]

Pesquisa[editar | editar código-fonte]

Áreas atuais de pesquisa incluem novos materiais aeroespaciais, Particle Image Velocimetry, incluem CubeSat e vários outros. Atualmente dez cadeiras de pesquisa estão agrupadas em quatro grandes departamentos:[3]

  • Aerodinâmica, Energia Eólica, Desempenho de vôo e Propulsão (PEMA)
  • Controle e Operações (C & O)
  • Estruturas Aeroespaciais e Materiais (ASM)
  • Engenharia Espacial (SPE)

Instalações[editar | editar código-fonte]

Extensas instalações para testes e laboratórios são usados para a pesquisa e o ensino. As instalações incluem túneis de vento supersónicos, hipersónicos e subsónicos, um simulador de navegação de alta sensibilidade , e um laboratório de testes de materiais. Estas instalações permitem realizar experimentos em factores homem-máquina, controle de voo, estruturas e materiais, aerodinâmica , simulação, movimento e navegação. A faculdade possui e faz uso de um Cessna Citation avião jacto, que é um laboratório voador único. O Citation é usado em investigações, bem como na educação. É modular no interior, o que permite a possibilidade de mudar rapidamente entre missões de pesquisa e voos educacionais com os alunos. A Simona um simulador de voo, é uma das mais fantásticas instalações da Faculdade. Pode ser programado para simular qualquer aeronave, mas também para imitar as características de um novo design. O leve design do simulador permite-o movimentar-se muito realisticamente. O simulador é utilizado para pesquisa, mas é também o tema para a tese de alguns projectos .[4]

Cooperação nacional e internacional[editar | editar código-fonte]

A Faculdade desempenha um papel importante nas organizações nacionais, como o National Aerospace Laboratory, a Netherlands Agency for Aerospace Programmes e a Netherlands Organisation for Applied Scientific Research. Colaborações com inúmeras indústrias internacionais e multinacionais por meio de grupos de pesquisa no exterior bem como na Holanda, garantem que a Faculdade se manténha na vanguarda dos mais recentes desenvolvimentos na indústria aeroespacial. A Faculdade é membro do PEGASUS, a rede europeia de universidades prestigiadas aeroespaciais . Também participa no intercâmbio de estudantes e professores através dos programas SOCRATES/ERASMUS e através de acordos entre várias outras universidades parceiras . A faculdade também desempenha um papel importante na Liga IDEA (Delft, ETH, Aachen, Chalmers institutes and universities).[5]

References[editar | editar código-fonte]

  1. Feiten en Cijfers Delft University of Technology. Visitado em 15 Jan 2014.
  2. QS World University Rankings QS Rankings. Visitado em 15 Jan 2014.
  3. Departments and Chairs Delft University of Technology. Visitado em 15 Jan 2014.
  4. Facilities Delft University of Technology. Visitado em 15 Jan 2014.
  5. Feiten en Cijfers Delft University of Technology. Visitado em 15 Jan 2014.