Faculdade de Letras da Universidade do Porto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou se(c)ção:
Faculdade de Letras da Universidade do Porto
FLUP
Universidade Universidade do Porto
Fundação 1919 (99 anos)
Diretor Fernanda Ribeiro
Alunos 3000+
Localização Porto, – Portugal
Site sigarra.up.pt/flup

A Faculdade de Letras da Universidade do Porto é um estabelecimento da Universidade do Porto, "vocacionada para a investigação e para o ensino nas áreas de ciências humanas e sociais, para a criação cultural e para o desenvolvimento científico, social e económico do país".[1]

História[editar | editar código-fonte]

Faculdade de Letras (1919 - 1928, 1961)[editar | editar código-fonte]

O crescimento da universidade em termos orgânicos iniciou-se em 1919 com a instituição da Faculdade de Letras. A primeira proposta de estabelecimento desta escola datava já de 1915 e tinha sido elaborada pelo Ministro da Instrução Pública, Doutor João Lopes Martins, catedrático da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto. Contudo, houve que esperar ainda quatro anos para que a lei consignasse a criação desta faculdade, num contexto controverso que ficou conhecido por “questão académica”.

Com efeito, a Faculdade de Letras do Porto surgiu como consequência de um conflito entre o Ministro da Instrução, Leonardo Coimbra, e a Universidade de Coimbra, que, em termos legais, teve como desfecho a extinção da Faculdade de Letras nessa universidade e a sua instituição na Universidade do Porto. A Lei nº 861, de 27 de Agosto de 1919, no seu artigo 11.º, estabeleceu a nova faculdade no Porto, a qual começou a funcionar no ano lectivo de 1919-1920.

Ameaçada de extinção em 1923 por alegados motivos financeiros, a Faculdade de Letras do Porto viria a ter uma vida curta, acabando por ser suprimida pelo Decreto nº 15.365, de 12 de Abril de 1928, assinado pelo Ministro Alfredo Magalhães. No entanto, os alunos matriculados obtiveram autorização para terminar as suas licenciaturas e as aulas funcionaram até 31 de Julho de 1931, data da realização do último exame.

A extinção da Faculdade de Letras, em 1928, deixou um assinalável vazio. Este facto levou diversas personalidades a lutar pela sua restauração, fazendo-o quer através dos órgãos de poder da própria universidade, quer em outros foros, como o Parlamento, onde vários deputados se pronunciaram a favor da reabertura. Este esforço acabou por ser recompensado no 50º aniversário da Universidade do Porto, em 1961, ano em que, de novo, foi instituída a Faculdade de Letras. Esta faculdade haveria de ministrar duas licenciaturas — em História e em Filosofia — e as “ciências pedagógicas”, prevendo-se, contudo, na lei, a possibilidade de serem criados novos cursos.

A restaurada faculdade iniciou o seu funcionamento lectivo em 26 de Outubro de 1962, ministrando os cursos referidos, e assim permaneceu até 1968, data a partir da qual foram surgindo, aos poucos, novas licenciaturas e cursos de pós-graduação.

Em meados da década de 1970, a dispersão dos cursos da Faculdade de Letras por vários espaços da cidade e a necessidade de encontrar um espaço para o recém-criado Instituto de Ciências Biomédicas de Abel Salazar (ICBAS) (1975) motivou nova mudança das instalações da Faculdade de Letras. A solução passou, em 1977, pelo "Complexo Pedagógico", um imóvel localizado no Campo Alegre e inicialmente destinado ao Instituto de Botânica.

Em 1995, foi inaugurado o actual edifício da escola no Campo Alegre (Polo III), “casa” dos mais de 3 mil estudantes que frequentam os cursos de licenciatura, mestrado e doutoramento da faculdade, a que se junta uma variada gama de cursos de formação contínua e de cursos livres (de onde se salientam os cursos de línguas).

Referências

  1. Apresentação oficial no site da FLUP
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre a Faculdade de Letras da Universidade do Porto
Ícone de esboço Este artigo sobre Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.