Falácia dos quatro termos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde novembro de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A falácia dos quatro termos, do latim Quaternio terminorum, é um tipo de erro de raciocínio ou falácia lógica, expresso em forma de silogismo, onde este tem quatro ou mais termos em vez dos três requeridos.

Exemplos[editar | editar código-fonte]

Um exemplo típico de silogismo é:

Um exemplo de quaternio terminorum é:

  • Todas as cabeças têm um cérebro.
  • Os alfinetes têm uma cabeça.
  • Logo, os alfinetes têm cérebro.

Já que a palavra cabeça assume dois sentidos diferentes nas frases (estamos perante duas palavras homónimas), assumimo-la como dois termos diferentes, pelo que dizemos que estão presentes 4 termos neste silogismo: Alfinetes -> Sujeito. Cérebro -> Predicado. Cabeça (sentido de parte do corpo) -> Termo médio. Cabeça (sentido de parte esférica de um alfinete) -> 2º Termo médio, que invalida o silogismo.

Ver também[editar | editar código-fonte]