Fala Comigo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Fala Comigo
Pôster oficial do filme.
 Brasil
2016 •  cor •  92 min 
Direção Felipe Sholl
Produção Carlos Eduardo Valinoti
Daniel van Hoogstraten
Marcelo Guerra
Roteiro Felipe Sholl
Elenco Karine Teles
Tom Karabachian
Denise Fraga
Gênero drama
Cinematografia Leo Bittencourt
Edição Luisa Marques
Companhia(s) produtora(s) Syndrome Films
Distribuição Vitrine Filmes
Lançamento Brasil 9 de outubro de 2016 (Festival do Rio)
Argentina 28 de abril de 2017
Idioma português

Fala Comigo é um filme brasileiro do gênero drama, lançado em 2016, escrito e dirigido por Felipe Sholl. É estrelado por Tom Karabachian, Karine Teles e Denise Fraga. A história gira em torno do romance entre um adolescente e uma mulher acima dos 40.[1][2] A produção foi a grande vencedora do Festival do Rio de 2016.[3]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Diogo (Tom Karabachian) é um adolescente que possui um estranho fetiche: ligar para pacientes de sua mãe, a terapeuta Clarice (Denise Fraga), pois sente prazer. Em um certo dia, Diogo liga para Ângela (Karine Teles), uma mulher de 43 anos recém divorciada. A partir de conversas, eles desenvolvem uma complicada relação por telefone, repleta de curiosidade e de silêncio.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Crítica especializada[editar | editar código-fonte]

O filme recebeu críticas mistas dos especialistas. No IMDb, possui uma média de 6.4 de 10 com base em 418 avaliações.

André Miranda, em sua crítica para o O Globo, disse: "O elenco talentoso e bastante entrosado permite que Sholl aborde a dificuldade cotidiana de diálogos por que passam pessoas de várias idades e perfis. A melhor cena é o tenso embate entre as personagens de Denise Fraga e Karine Teles..." Dando ao filme 4 estrelas de 5.[4]

Já Miguel Barbieri Jr., crítico da revista Veja avaliou o filme com 3 estrelas de 5, ponderando: "Fala Comigo [...] traz um argumento polêmico e, sem julgamentos morais, enfoca o drama de personagens à deriva na vida. Todos podem estar certos e errados e cabe ao espectador entender os dois lados da razão e da emoção."[4]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Nomeações Resultado Ref.
2016 Festival do Rio Melhor Filme Felipe Sholl Venceu
Melhor Atriz Karine Teles Venceu
2017 Los Angeles Brazilian Film Festival Melhor Atriz Karine Teles Venceu
2018 Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro Melhor Atriz Karine Teles Indicado

Referências

  1. Arantes, Silvana (13 de julho de 2017). «Fala comigo mostra o romance entre um adolescente e uma mulher acima dos 40». Uai. Consultado em 19 de julho de 2017 
  2. Haddad, Naief (13 de julho de 2017). «'Fala Comigo' traz visão complexa sobre afetos e fantasias sexuais». Folha de S.Paulo. Consultado em 19 de julho de 2017 
  3. Ristow, Fabiano (16 de outubro de 2016). «'Fala comigo', de Felipe Sholl, é o grande vencedor do Festival do Rio». O Globo. Consultado em 19 de julho de 2017 
  4. a b 'Fala Comigo' :: crítica da imprensa Adoro Cinema

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre um filme do Brasil é um esboço relacionado ao Projeto Entretenimento. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.