Fala que Eu Te Escuto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Fala que Eu te Escuto)
Ir para: navegação, pesquisa
Fala que Eu Te Escuto
Informação geral
Formato Religioso
Duração Cerca de 60 minutos
País de origem  Brasil
Idioma original (português brasileiro)
Produção
Apresentador(es) Márcio Carotti
Laurindo Pinheiro
Guilherme Grando
Clodomir Santos (SP)
Empresa(s) de produção Arca Universal
Localização São Paulo, SP
Exibição
Emissora de televisão original Brasil RecordTV
Formato de exibição 480i (SDTV)
1080i (HDTV)
Transmissão original 6 de fevereiro de 1998 – presente

Fala que Eu Te Escuto é um programa de televisão brasileiro produzido pela Igreja Universal do Reino de Deus e apresentado ao vivo na RecordTV, no início da madrugada. Diariamente, temas da atualidade são debatidos por bispos e pastores da IURD. Ocorrem também a participação de telespectadores por telefone e a inserção de imagens gravadas por atores ou exibidas na programação da Record. A produção é da Arca Universal, empresa ligada à IURD.[1]

O programa venceu uma vez a disputa pela audiência com o Programa do Jô, exibido na mesma faixa de horário. O fato ocorreu em maio de 2009 e conforme dados do IBOPE, o Fala que Eu Te Escuto registrou uma média de 5 pontos contra 4 da Globo.[2]

O programa é o principal da IURD no que se refere às estratégias de comunicação utilizadas pela Universal. Nele também usam um copo com água sacralizado que os pastores utilizam para abençoar os fiéis via televisão.[3]

História[editar | editar código-fonte]

O pastor Guilherme Grando na apresentação do programa

O Fala que Eu Te Escuto está no ar desde fevereiro de 1998. Anteriormente, desde o começo da década de 1990, era exibido um programa chamado 25a Hora, no mesmo estilo do atual programa das madrugadas da Rede Record. Inicialmente, seus temas eram estritamente religiosos. Com o passar dos anos, adquiriu características de noticiário com temas polêmicos como violência, prostituição, drogas e celebridades. É exibido na primeira hora da manhã e recebe ao vivo essas sugestões dos telespectadores.[4]

Em meados de 2011, o programa começou a atender seus telespectadores pelo Skype, interagindo com o bispo/apresentador com a webcam apresentando sua opinião sobre o assunto em pauta.

O programa vai ao ar de segunda a sábado, tendo atualmente como apresentadores os bispos Márcio Carotti, Edgard Brum e Clodomir Santos (para São Paulo), transmitido para o Brasil pela Rede Record e para o mundo pela Record Internacional.

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Em 31 de julho de 2013, a telespectadora Graziele Consentini entrou no programa através do Skype para comentar sobre a obesidade infantil, enquanto dava seu depoimento seu primo apareceu no vídeo mostrando as nádegas. Em resposta, um dos pastores que estavam presente disse: "Temos que selecionar melhor as pessoas que entram no ar, pois algumas não tem vergonha na cara e nem na poupança". Após o vídeo ter sido repercutido na internet, Graziele comentou que foi tudo planejado.[5] No dia 2 de agosto, Clodomir Santos bispo da igreja, disse que a Igreja Universal do Reino de Deus estará movendo um processo contra a mulher, e acrescentou: "Exposição ao ridículo de uma emissora de grande abrangência, além de dano moral e material, que pode acarretar em três meses a um ano de prisão". Eles ainda, disseram que os principalmente os jovens que passaram este trote são influenciados pelo Pânico na Band, "essa nova geração são os filhos do ‘Pânico’, fazem tudo para denegrir a imagem dos outros", disse.[6]

No programa da madrugada de quarta-feira, dia 29 de julho de 2015, a produção do programa foi mais rápida que um telespectador de nome Iago e conseguiu barrar sua participação. O bispo Clodomir, que comanda a atração, disse: "A nossa produção está informando que o Iago que está assistindo. Ele está tentando entrar pelo Skype e colocou em seu Twitter que estava tentando entrar e iria causar no programa". E completou: "A escola que você estudou a gente foi expulso. E quando você vinha com a farinha, a gente já voltava com a farofa". Na sequência, o bispo, que já passou situações constrangedoras por causa dos trotes, mandou o telespectador dormir: "vai dormir que é a melhor coisa que você faz".[7]

Na madrugada do dia 24 de março de 2016, o programa foi vitima de mais um incidente. Enquanto um internauta brasileiro, morando na Bélgica, falava sobre os atentados ocorridos na capital daquele país, uma cena de um filme pornográfico gay foi exibida por alguns segundos, antes de ser cortada pela produção do programa.[8]

Referências

  1. «Fala que eu te escuto». temporal de Ideias [S.l.: s.n.] Consultado em 12/09/2010 
  2. «"Fala que Eu Te Escuto" vence Globo e fica em 1º no ibope». Portal da Televisão [S.l.: s.n.] Consultado em 17/10/2016 
  3. Gonçalves Brandão Rodrigues, Emanuelle; José Guibson Dantas (junho de 2012). «Horas de consolo: o lugar da IURD na madruga da televisiva brasileira». Intercom. Universidade Federal de Alagoas. Cópia arquivada desde o original (PDF) em 2015. Consultado em 15/01/2015 
  4. RIPARDO, SÉRGIO. «Crítica: "Fala Que Eu Te Escuto" anima "corujão" da TV». Folha Online [S.l.: s.n.] Consultado em 12/09/2010 
  5. Vaquer, Gabriel (31 de julho de 2013). «Homem aparece pelado no "Fala que eu te escuto"; trote foi planejado». NaTelinha. Universo Online, NE10. Consultado em 3 de agosto de 2013 
  6. Vaquer, Gabriel (3 de agosto de 2013). «IURD irá processar menina que passou trote no "Fala que eu te Escuto"». NaTelinha. Universo Online, NE10. Consultado em 3 de agosto de 2013 
  7. Falcão, Diego (29 de julho de 2015). «Bispo barra tentativa de trote no "Fala Que Eu Te Escuto": "vai dormir"». NaTelinha. Universo Online, NE10. Consultado em 14 de novembro de 2015 
  8. «"Fala Que Eu Te Escuto" exibe pornô gay por acidente». RD1 [S.l.: s.n.] Consultado em 17/10/2016 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]