Falköping (comuna)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Suécia Falköping 
  Comuna  
Falköping Municipality in Västra Götaland County.png
Símbolos
Brasão de armas de Falköping
Brasão de armas
Localização
Falköping está localizado em: Suécia
Falköping
Localização de Falköping na Suécia
Coordenadas 58° 10' N 13° 33' E
Região Gotalândia
Província Västergötland
Condado Västra Götaland
Administração
Capital Falköping
Características geográficas
Área total 1 045 km²
População total (2021) 33 270 hab.
Sítio www.falköping.se

Falköping (em sueco: Falköpings kommun) é uma comuna da Suécia localizada no leste do condado da Västra Götaland. Sua capital é a cidade de Falköping. Possui 1 045 quilômetros quadrados e segundo censo de 2021, havia 33 270 habitantes.[1][2][3][4]

Etimologia e uso[editar | editar código-fonte]

O nome geográfico Falköping deriva das palavras nórdicas Falan (o nome da região) e køpunger (local de comércio), significando ”o local de comércio de Falan”. O termo está registado no século XIII como Falucopogs, e no século XIV como Falakopungh. [5][6][7]

Em textos em português costuma ser usada a forma original Falköping ou a forma transliterada Falkoping. [8][9][10]

Geografia[editar | editar código-fonte]

A comuna de Falköping está situada numa planície fértil e cultivada, interrompida por algumas montanhas velhas e erodidas com baixa altitude e topo plano (mesa). A parte sul da comuna tem grandes áreas florestais, a parte sudoeste tem áreas húmidas (våtmarker) parcialmente drenadas e a parte noroeste inclui a maior parte do lago Hornborgasjön. [11] [12]

Localidades principais[editar | editar código-fonte]

Localidades com mais população da comuna (2020):[13]

# Localidade População
1 Falköping 17 939
2 Stenstorp 1 794
3 Floby 1 593
4 Kinnarp 963
5 Åsarp 607
6 Vartofta 532
7 Torbjörntorp 457
8 Gudhem 434
9 Odensberg 291

Comunicações[editar | editar código-fonte]

A comuna de Falköping é atravessada pelas estradas nacionais 46 (UlricehamnBorgunda, perto de Skövde) e 47 (TrollhättanOskarshamn). A cidade de Falköping é um nó ferroviário, com ligações a Estocolmo, Gotemburgo e Nässjö. Dispõe do Aeroporto de Falköping (Falköpings flygplats) a poucas centenas de metros da cidade, destinado a voos comerciais e dos tempos livres.[1][14]

Património turístico[editar | editar código-fonte]

Alguns pontos turísticos mais procurados atualmente são: [15] [16]

  • Mösseberg (montanha com 327 m de altitude; pista de esquis; torre-miradouro)
  • Ålleberg (montanha com 335 m de altitude)
  • Hornborgasjön (lago famosos pelas suas aves migratórias)

Monumentos históricos e arqueológicos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Carl-Johan Nordblom. «Falköping» (em sueco). Nationalencyklopedin ( Enciclopédia Nacional Sueca). Consultado em 23 de dezembro de 2022 
  2. Lars Mæhlum. «Falköping» (em norueguês). Store norske leksikon (Grande Enciclopédia Norueguesa). Consultado em 23 de dezembro de 2022 
  3. Bent Valeur e Michael Linton. «Falköping» (em dinamarquês). Den Store Danske Encyklopædi (Grande Enciclopédia Dinamarquesa). Consultado em 23 de dezembro de 2022 
  4. «Befolkningsstatistik» (em sueco). Instituto Nacional de Estatística da Suécia. Folkmängden i Sveriges kommuner 1950–2021 enligt indelning 1 januari 2022. Consultado em 24 de dezembro de 2022 
  5. Wahlberg, Mats (2003). «Falköping». Svenskt ortnamnslexikon (Dicionário dos nomes das localidades suecas) (em sueco). Uppsala: Språk- och folkminnesinstitutet e Institutionen för nordiska språk vid Uppsala universitet. p. 71. 422 páginas. ISBN 91-7229-020-X 
  6. Carl-Johan Nordblom. «Falköping» (em sueco). Nationalencyklopedin – Enciclopédia Nacional Sueca. Consultado em 12 de julho de 2018 
  7. Nordblom 2019.
  8. Carlos Henrique Nowatzk. «Primórdios do cristianismo na América do Sul austral». Consultado em 24 de dezembro de 2022. À esquerda: Brasão da Ordem dos Irmãos da Espada gravado na parede de igreja em Falköping, Suécia. 
  9. Umberto Eco. «Idade Média - Castelos, Mercadores e Poetas». Consultado em 24 de dezembro de 2022. Alberto é derrotado em Falköping (1389) e tem de se submeter para salvar a vida. 
  10. Jonas Jonasson. «O ancião que saiu pela janela e desapareceu». Consultado em 24 de dezembro de 2022. ... recebeu a permissão do grupo para acompanhar Bosse até Falköping para fazer compras… 
  11. Lars Mæhlum. «Falköping» (em norueguês). Store norske leksikon (Grande Enciclopédia Norueguesa). Consultado em 24 de dezembro de 2022 
  12. Bent Valeur e Michael Linton. «Falköping» (em dinamarquês). Den Store Danske Encyklopædi (Grande Enciclopédia Dinamarquesa). Consultado em 24 de dezembro de 2022 
  13. «Tätorter; arealer, befolkning - Tätorter 2018 – befolkning, landareal, andel som överlappas av fritidshusområden» (em sueco). Instituto Nacional de Estatística da Suécia (Área e população das localidades principais). Statistiska tätorter 2020, befolkning och landareal per tätort och kommun. Consultado em 23 de dezembro de 2022 
  14. «Flyg» (em sueco). Comuna de Falköping. Consultado em 23 de dezembro de 2022 
  15. Ottosson, Mats; Åsa Ottosson (2008). «Falköping». Upplev Sverige (Conheça a Suécia). En guide till upplevelser i hela landet (em sueco). Estocolmo: Wahlström Widstrand. p. 420. 527 páginas. ISBN 9789146215998 
  16. Thaning, Olof (1983). «Falköping». Sverigeboken (Livro da Suécia) (em sueco). Estocolmo: Det Bästa. p. 152. 408 páginas. ISBN 91-7030-101-8 
  17. Harrison 2015, p. 118-119.
  18. Thaning, Olof (1983). «Ekornavallen». Sverigeboken (Livro da Suécia) (em sueco). Estocolmo: Det Bästa. p. 152. 408 páginas. ISBN 91-7030-101-8 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Harrison, Dick; Gustafsson, Mikael (2015). «Götaland». Upplev Sveriges historia. En guide till historiska upplevelser i hela landet (em sueco). Estocolmo: Bonnier fakta. 318 páginas. ISBN 9789174244915 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Falköping (comuna)