Falso Brilhante

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Falso Brilhante
Álbum de estúdio de Elis Regina
Lançamento 1976
Gravação 1976
Gênero(s) MPB, Rock
Duração 34:50
Idioma(s) português e espanhol (faixas 3 e 8)
Formato(s) LP e CD (relançamento)
Gravadora(s) Phonogram[1]
Produção Mazzola
Arranjos César Camargo Mariano
Opiniões da crítica

O parâmetro das opiniões da crítica não é mais utilizado. Por favor, mova todas as avaliações para uma secção própria no artigo. Veja como corrigir opiniões da crítica na caixa de informação.

Cronologia de Cronologia de estúdio por Elis Regina
Elis
(1974)
Elis
(1977)

Falso Brilhante é um álbum da cantora brasileira Elis Regina, lançado em 1976 pela Phonogram.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1975, Elis Regina estreou uma temporada solo intitulada Falso Brilhante, com o objetivo de contar sua história, vida e carreira, sem deixar de lado as críticas à ditadura militar brasileira; tudo isso num ambiente um tanto circense. O show teve mais de 1200 apresentações e ficou em cartaz entre o final de 1975 e o início de 1977, tornando-se assim um sucesso absoluto e lendário na história da MPB.[carece de fontes?] Nesse espetáculo, Elis interpretou duas canções (Como Nossos Pais e Velha Roupa Colorida) escritas por Belchior, tornando mais conhecido o jovem compositor. Devido à popularidade de Falso Brilhante, foi solicitado que Elis e seus músicos gravassem parte do repertório em estúdio para que fosse lançado um LP.

Desde aquela época, Falso Brilhante é o maior sucesso da carreira de Elis Regina, além de ser um dos discos mais representativos da MPB.

Faixas[editar | editar código-fonte]

Lado 1
N.º TítuloCompositor(es) Duração
1. "Como Nossos Pais"  Belchior 4:21
2. "Velha Roupa Colorida"  Belchior 4:11
3. "Los Hermanos"  Atahualpa Yupanqui 3:33
4. "Um por Todos"  João Bosco, Aldir Blanc 2:24
5. "Fascinação" (Fascination)Fermo Dante Marchetti, Maurice de Féraudy. Versão: Armando Louzada 3:01
Lado 2
N.º TítuloCompositor(es) Duração
6. "Jardins de Infância"  Bosco, Blanc 2:49
7. "Quero"  Thomas Roth 3:43
8. "Gracias a la Vida"  Violeta Parra 4:23
9. "O Cavaleiro e os Moinhos"  Bosco, Blanc 2:04
10. "Tatuagem"  Chico Buarque, Ruy Guerra 4:21
Duração total:
34:50

Ficha Técnica[editar | editar código-fonte]

  • Direção de produção: Mazzola
  • Direção musical e arranjos: César Camargo Mariano
  • Estúdio: Phonogram
  • Técnico de gravação: Ary Carvalhaes
  • Técnico de mixagem: Mazzola
  • Auxiliares de estúdio: Paulo Sérgio, Jairo e Jorge
  • Copy Room: Jairo Gualberto
  • Corte: Joaquim Figueira
  • Agradecimentos a Ary e Luigi
  • Layout-capa: Naum Alves de Souza
  • Capa Interna: Aldo Luiz
  • Arte final: Nilo de Paula
  • Fotos: Cristiano Mascaro

Músicos[editar | editar código-fonte]

  • Bateria, violão, piano elétrico em Tatuagem: Realcino Lima Filho (Nenê)
  • Guitarra, violão, viola e percussão: Natan Marques
  • Contrabaixo, baixo elétrico e percussão: Wilson Gomes
  • Guitarra, teclado, violão, percussão: Crispim Del Cistia
  • Teclado e violão: César Camargo Mariano

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Elis Regina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.