Família Assad

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A família Assad antes de 1994. Primeira fila: Hafez al-Assad e sua esposa, Anisa Makhlouf. Atrás da esquerda para a direita: Maher, Bashar, Basil, Majid, e Bushra Assad
O Presidente Hafez al-Assad com sua família em princípios da década de 1970. Da esquerda a direita: Bashar, Maher, Anisa Makhlouf, Majd, Bushra, e Basil

A família al-Assad, que chegou ao poder na Síria através de Hafez al-Assad, presidente do país de 1971 a 2000, são membros da seita minoritária alauitas síria e pertencem à tribo Kalbiyya.[1] Os membros desse grupo têm-se destacado no governo da Síria e no Exército desde 1963, quando o Partido Baath chegou ao poder. A família é originária de Qardaha, a leste de Lataquia, no noroeste da Síria. "Al Assad (ou Asad)" significa "leão" em árabe. Atualmente, a família é liderada por Bashar al-Assad, atual líder da Síria. Contudo o domínio da família Assad está sendo contestado no país frente a um levante popular que evoluiu para um sangrento conflito armado que já matou mais de 100 mil pessoas.[2] [3] As conexões da família são atualmente uma parte importante da política síria. Vários membros da família próxima de Hafez al-Assad ocuparam cargos no governo desde sua ascensão ao poder.[4] [5] [6]

Em 2012, o jornal britânico The Guardian estipulou que a fortuna da família Assad seja de aproximadamente 122 bilhões de dólares. O dinheiro viria através de bens e outros capitais (energia, terras e imóveis). O atual presidente Bashar al-Assad, assim como seu predecessor (seu próprio pai), garante que o manejo do dinheiro seja feito dentro do seu círculo íntimo. Seus familiares e apoiadores mais leais tem proeminentes cargos no governo e controlam boa parte das instituições e negócios que o governo lida. Além disso, a Síria é dita como um dos países mais corruptos do mundo.[7]

Os membros mais importantes da família Assad são:

  • Hafez al-Assad (1930-2000). Presidente da Síria entre 1971 a 2000.
  • Anisa Makhlouf, a esposa de Hafez, antiga Primeira Dama.
  • Rifaat al-Assad (nascido em 1937), irmão de Hafez. Anteriormente, poderoso chefe de segurança, atualmente no exílio na França após a tentativa de golpe em 1984.
  • Jamil al-Assad (1933-2004), irmão de Hafez. Parlamentar, comandante da milícia.
  • Bushra al-Assad (nascida em 1960), filha de Hafez. Farmaceutica. Casada com Assef Shawqat.
  • General Assef Shawkat (nascido em 1950), marido de Bushra al-Assad. Diretor Adjunto do exército sírio.
  • Basil al-Assad (1962-1994), filho de Hafez. Candidato original à sucessão. Morreu em um acidente de carro. .[8]
  • Bashar al-Assad (nascido em 1965), filho de Hafez. Presidente da Síria desde 2000, oftalmologista e cirurgião.
  • Asma al-Assad (nascida em 1975), esposa de Bashar, a primeira-dama da Síria, e tem um papel de relevo público. Antes de se casar era uma executiva de banco de investimentos. Eles têm três filhos.[6]
  • Majid al-Assad (1966 - 2009), filho de Hafez; engenheiro elétrico. Morreu após uma longa doença.[9] [10] [11]
  • Tenente-coronel Maher al-Assad (nascido em 1968), filho de Hafez; comandante da Guarda Republicana, e do exército de elite a Quarta Divisão Blindada, que, juntamente com a polícia secreta da Síria formam o núcleo das forças de segurança do país.[12] Ele também é membro do comando central do Partido Baath e é dito ter uma personalidade agressiva e incontrolável.[13] [9]
  • General Adnan Makhlouf, primo de Anisah. Comandante da Guarda Republicana.
  • Adnan al-Assad, primo de Hafez. Chefe da milícia armada em Damasco.
  • Muhammad al-Assad, primo de Hafez. Outro líder da "milícia armada".
  • Rami Makhlouf (nascido em 1969), primo de Bashar. Empresário.

Referências

  1. Eyal Zisser (2004). «Bashar al-Asad and his Regime - Between Continuity and Change». Orient. Consultado em 2011-04-02. 
  2. "The country formerly known as Syria". Página acessada em 6 de abril de 2013.
  3. «Syria death toll tops 100,000, activist group says». CBS. Consultado em 26 de junho de 2013. 
  4. Robin Wright (February 22 2008). «Sanctions on Businessman Target Syria's Inner Sanctum». The Washington Post [S.l.: s.n.] Consultado em 31 de março de 2010. 
  5. Martin Stäheli: Die syrische Außenpolitik unter Hafiz Assad, Franz Steiner Verlag, Stuttgart 2001, ISBN 3-515-07867-3; P. 40
  6. a b Bar, Shmuel (2006). «Bashar's Syria: The Regime and its Strategic Worldview» (PDF). Comparative Strategy [S.l.: s.n.] 25: 380. Consultado em 15 de maio de 2011. 
  7. Assad and his family control $122 billion
  8. William E. Schmidt (1994-01-22). «ASSAD'S SON KILLED IN AN AUTO CRASH». Consultado em 2011-03-31. 
  9. a b Bar, Shmuel (2006). «Bashar's Syria: The Regime and its Strategic Worldview» (PDF). Comparative Strategy [S.l.: s.n.] 25: 379. Consultado em 15 May 2011. 
  10. «SANA: Bashar al-Assads Youngest Brother Dead». 2010-12-12. Consultado em 2011-04-03. 
  11. Martin Stäheli: Die syrische Außenpolitik unter Hafiz Assad, Franz Steiner Verlag, Stuttgart 2001, ISBN 3-515-07867-3; P. 42
  12. «Syria's military: what does Assad have?». Reuters [S.l.: s.n.] 6 April 2011. Consultado em 5 May 2011. 
  13. Erro em Lua em Módulo:Citação/CS1 na linha 2140: attempt to call upvalue 'year_date_check' (a nil value).
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Família Assad