Família Brasil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde setembro de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Família Brasil
Informação geral
Formato Série
Duração 30 minutos
Criador(es) Regina Braga
Márcio Tavolari
Carlos Eduardo Novaes
País de origem  Brasil
Idioma original (português brasileiro)
Produção
Elenco Carlos Gregório
Silvia Massari
Nívea Stelmann
Daniel Ávila
Hemílcio Fróes
Danton Mello
Betty Erthal
Luiz Carlos Bahia
Transmissão original 9 de agosto de 199318 de fevereiro de 1994

Família Brasil foi um seriado brasileiro diário produzido pela extinta Rede Manchete de agosto de 1993 a fevereiro de 1994. Criado por Márcio Tavolari e Regina Braga, era escrito pelo autores com a colaboração de Carlos Eduardo Novaes. Embora com o mesmo título, o seriado não era inspirado nas tirinhas de Luis Fernando Veríssimo. A direção era de Henrique Martins, com Supervisão de Marcos Schetchmann e Fernando Barbosa Lima.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O programa mostrava o dia-a-dia de uma família de classe média, como tantas no Brasil. Antonio Carlos, o pai, é um engenheiro de minas que não se conforma com a seca do Nordeste brasileiro. Inicialmente adotava um postura de esquerda, que foi abolida após algumas alterações. A mãe, Elisabeth, abandonou a Faculdade de Economia para cuidar dos filhos Tati (uma cara-pintada que sonha em ser atriz) e Léo (maníaco por computação). A família conta ainda com o Vovô Vicente (pai de Elisabeth), Grilo (o namorado de Tati), a empregada Berê que vive implicando com o porteiro Belmiro.

Produção[editar | editar código-fonte]

No início os episódios eram escritos diariamente, produzidos e finalizados minutos antes de irem ao ar e se baseavam no noticiário dos principais jornais do país. Com o tempo ocorreram várias alterações no formato para dar mais veracidade às situações vividas pelas personagens. O seriado assim foi definido por um de seus autores: "Era um seriado diário, que misturava as notícias do dia com dramaturgia. Eu e a Regina (Braga) escrevíamos os episódios durante a madrugada com base nas notícias que colhíamos junto ao jornais e departamento de jornalismo da Manchete. Era uma loucura pois ainda não existia a facilidade da Internet. Os roteiros seguiam para a emissora às 6 da manhã, entrava em produção, o elenco recebia às 11h, a gravação começava às 13h e às 18h o programa estava finalizado e sonorizado. Às 19h30 entrava no ar, fazendo link no último bloco com o Jornal da Manchete".

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]