Família Ferreira Gomes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Os Ferreira Gomes é uma família cearense de origem portuguesas que tem grandes nomes na política. Nomes com relevância no estado, como Cid Gomes, Ciro Gomes (ambos ex-governadores do Ceará) e Ivo Gomes (atual prefeito de Sobral[1]). Por ser uma família formada de sua maioria política, recebe críticas, muitas delas apontando os Ferreira Gomes como "oligárquica" e "clã dos Gomes".[2]

A história política da família começa em Sobral(Bilheira), cidade do interior do Ceará. Onde os dois primeiros prefeitos eram da família. Depois de um tempo a família se distanciou da política, porém volta a ativa de novo, claro, em Sobral.

História[editar | editar código-fonte]

Inácio Gomes Parente (1742 -1838) era português e casou-se no Ceará, na Serra da Meruoca. Logo os "progenitore" da família no estado do português Capitão Domingos Ferreira Gomes (1763 - ????) e Bernardino Ferreira Gomes, ambos eram naturais de Leiria, Portugal. Domigos se casou com Ana Maria Gomes, filha do Capitão-mor do Ceará em 1776, em Sobral.[3][4]

A história dos “Ferreira Gomes” logo se mistura com a história sobralense. O primeiro prefeito de Sobral foi Vicente Cesar Ferreira Gomes, isso no ano 1890. Seu mandato não se estendeu mais do que isso, logo seu parente, José Ferreira Gomes governou a cidade até 1892. Logo depois daí, os próximos Ferreira Gomes ficaria longe da política local por um tempo.[5] O tempo passa, e Sobral se modifica conforme a história do Brasil. No primeiro governo de Getúlio Vargas, Sobral ganha um novo prefeito da família. Agora, Vicente Antenor Ferreira Gomes, era novo prefeito em 1935, e perdurou nove anos no poder.[5] Logo então o José Euclides Ferreira Gomes Júnior ocupa título de prefeito em 1977, no auge do Regime Militar. Nesse meio tempo, eles fazem aliança com a família Prado, outra família de grande influência política em Sobral.[5] Nesse tempo, a família era aliada política de dois ex-governadores do Ceará, César Cals e Tasso Jereissati. O apoio de César foi durante a ditadura militar, que apoio fortemente Euclides Gomes. [6] Juntamente com Euclides, César se transferiu para o PDS, novo partido na época. Logo então deixa César e a família se filia no grupo do PMDB, de Tasso Jereissati.

Então foi a vez de Ciro e de Cid entrarem na política. Ambos eram filhos de Euclídes. Cid ocupou o título de prefeito de Sobral e depois o título de Governador do Ceará, coisa que seu irmão alcançou na década de 90, além de ter sido prefeito de Fortaleza em 1989 até 1990. Ambos foram um salto alto para o controle da família.[7] Antes de iniciarem sua carreira política eles moravam em um pequeno interior de sobral (Bilheira).[carece de fontes?]

Árvore genealógica[editar | editar código-fonte]

Euclides Ferreira Gomes
Maria José Santos
Ciro Gomes
Lúcio Gomes
Cid Gomes
Lia Gomes
Ivo Gomes

Referências

  1. «Mais novo dos irmãos Gomes, do Ceará, se envolve em picante discussão na internet». O Globo. 22 de agosto de 2013 
  2. «piauí_6 [perfil] Oligarquia irritada». revista piauí 
  3. «Pesquisador lança livro sobre famílias de Sobral - Regional - Diário do Nordeste». Diário do Nordeste. Consultado em 23 de maio de 2017 
  4. «Genealogia Sobralense :: nomes e famílias de Sobral-Ceará». www.genealogiasobralense.com.br. Consultado em 23 de maio de 2017 
  5. a b c www.2i9.com.br, 2i9multiagência -. «Política Real». www.politicareal.com.br. Consultado em 19 de maio de 2017 
  6. «Família Gomes disputa poder desde 1890» - São Paulo, segunda-feira, 26 de agosto de 2002
  7. «Família Ferreira Gomes, um forte DNA chamado política» – O Estado
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.