Fan Bingbing

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Fan Bingbing
Nascimento 16 de setembro de 1981
Qingdao (China)
Residência Yantai
Cidadania China
Etnia Han
Alma mater
Ocupação atriz, cantora, ator/atriz de cinema, roteirista, modelo, produtor de televisãovoz
Obras destacadas Mai Wei

Fan Bingbing (chinês simplificado: 范冰冰, hanyu inyin: Fàn Bīngbīng [fân píŋ.píŋ], nascida em 16 de setembro de 1981) é uma atriz, modelo, produtora televisiva e cantora. De 2013 a 2017, ela foi incluída como a celebridade mais bem paga na lista Forbes China Celebrity 100 depois de ficar no top 10 todos os anos desde 2006.[1][2][3] Bingbing ficou mundialmente conhecida após interpretar a heroína Blink no filme X-Men: Dias de um Futuro Esquecido.[4] Ela apareceu na lista das 100 pessoas mais influentes da revista Time em 2017.[5]

Bingbing também é produtora, tendo iniciado seu Fan Bingbing Studio em 2007 para criar uma produções nas quais ela também estrela, em especial a aclamada minissérie A Imperatriz da China (Wu Mei Niang chuan qi, literalmente "A Lenda de Wu Mei-niang", 2014–2015); uma das produções mais caras de todos os tempos, e a mais cara da China.[4]

Os primeiros trabalhos de Bingbing foram no cinema e na televisão do Leste Asiático, aparecendo notavelmente na série dramática My Fair Princess (Huan zhu ge ge, 1998–1999). Seu avanço ao estrelato veio com o filme Celular (Shou ji, 2003), que foi o filme de maior bilheteria da China naquele ano. Ela passou a estrelar em vários filmes chineses, que incluem Perdido em Pequim (Ping guo, 2007), Montanha do Buda (Guan yin shan, 2011) e Double Xposure (Er ci pu guang, 2012). Por ser a atração principal do filme I Am Not Madame Bovary (Wo bu shi Pan Jin Lian, 2016), Bingbing ganhou os prêmios do Festival de Prêmios Cavalo de Ouro de Taipei, do Festival Internacional de Cinema de Tóquio, do Festival Internacional de Cinema de San Sebastián e o Prêmio Galo de Ouro. Seus papéis no cinema estrangeiro incluem o filme francês Stretch (2011), o filme coreano My Way (Mai Wei, 2011), o filme de super-herói americano X-Men: Dias de um Futuro Esquecido (2014) e o filme Skiptrace (2015); de produção conjunta de Hong Kong, China e Estados Unidos.

Em 2018, Bingbing desapareceu por três meses, supostamente durante uma investigação sobre a sua situação fiscal pelas autoridades chinesas. Ela teria sido multada em uma quantia maior do que seu patrimônio líquido.[6] Posteriormente, ela apareceu nas mídias sociais, oferecendo um pedido público de desculpas pela evasão fiscal, pela qual foi multada em mais de ¥ 883 milhões de RMB (US$ 127 milhões).[7][8][9]

Vida pregressa[editar | editar código-fonte]

Bingbing nasceu em Tsingtao em 16 de setembro de 1981,[10][11] mas se mudou para Yantai onde reside até hoje; ambas cidades na província de Shandong. Em um programa de TV, Bingbing demonstrou seu domínio o dialeto de Shandong. Seu pai era cantor da trupe da marinha de guerra chinesa, e ela é irmã de Fan Chengcheng, cantor da boy band chinesa Nine Percent. Bingbing licenciou-se na Academia de Teatro de Xangai depois de estudar na Academia Xie Jin de Artes Visuais, anexada à Universidade Normal de Xangai.

Em 2010, ela foi incluída em primeiro lugar no ranking das "50 pessoas mais bonitas da China", pela revista Beijing News,[12] enquanto em 2012 a Forbes a colocou em terceiro lugar na lista de celebridades da Forbes China,[13] lista na qual alcançou a primeira posição em 2013.[14]

Carreira[editar | editar código-fonte]

1996-2006: primeiros papéis e Celular[editar | editar código-fonte]

Fan Bingbing no Festival de Cannes 2017.

Fan Estreou na série de televisão Powerful Woman, atuando em pequenos papéis durante 2 anos, até atingir o estrelato em 1999 através do papel coadjuvante como Jin Suo nas primeiras duas temporadas da série televisiva chinesa My Fair Princess (Huan zhu ge ge, 1998–1999) adaptada da história da escritora taiwanesa Chiung Yao.[15] O seu nome fora recomendado pela atriz Leanne Liu, de Hong Kong.[16] Este drama teve um grande sucesso pela Ásia, tornando Bingbing um nome familiar na região.

Em 2003, ela estrelou no filme Celular (Shou ji), que se tornou o filme de maior bilheteria do ano na China e recebeu elogios da crítica no Prêmio Cem Flores. Bingbing assinou um contrato de oito anos com a empresa de Chiung Yao, a qual produzira My Fair Princess. No entanto, como a empresa ainda não havia estabelecido nenhuma filial na China continental, muitas empresas de publicidade televisiva chinesas do continente tiveram que ligar para Taiwan para negociações, resultando em perda de tempo e esforço. Quando Bingbing e sua mãe tentaram contratar a empresa de Chiung Yao, ela pediu ¥ 1 milhão de RMB em compensação; eventualmente, o tribunal ordenou que Bingbing pagasse apenas ¥200.000 RMB porque o contrato era ilegal devido à sua idade. Fan ganhou um prêmio de Melhor Atriz no 27º Prêmio Cem Flores, e uma indicação de Melhor Atriz Iniciante no 10º Prêmio Huabiao.[17]

Binging atuou na comédia de época The Lion Roars (Ngo ga yau yat chek hiu dung see, 2002), A Dinastia da Espada (Chin gei bin II: Faa dou dai zin, 2004), A Chinese Tall Story (Qing dian da sheng, 2005) e como uma comandante de cavalaria na cidade-estado de Liang em Confronto de Guerreiros (Mo gong, 2006);[18] um o filme épico chinês-sul-coreano-japonês, pelo qual foi indicada ao Prêmio Bauhinia Dourada. Em 2006, a Forbes China deu a ela seu prêmio mais cobiçado, a Estrela do Ano, por sua popularidade, alta cobertura da imprensa e website ao longo daquele ano.[19]

2007–2012: Ascensão à proeminência[editar | editar código-fonte]

Bingbing no Festival de Cannes em 2010.

Fan Binging estrelou oito filmes em 2007, ganhando o prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante no 44º Festival de Prêmios Cavalo de Ouro de Cinema de Taipei por seu papel em O Matrimônio (chinês: 心中有鬼; literalmente "Há um fantasma no coração").[20] Ela deixou a Huayi Brothers em fevereiro de 2007 e começou seu próprio estúdio, Fan Bingbing Studio. Seu filme mais notável de 2007 foi Perdido em Pequim (Ping guo), dirigido por Li Yu. Seu estúdio fez sua primeira produção televisiva com Rouge Snow (Yan Zhi Xue, 2008), adaptação do romance de mesmo nome; com 30 episódios.[21] Bingbing desempenhou o papel principal na produção, retratando uma menina pobre que luta pela liberdade contra o destino depois de ser vendida para um clã rico e influente.[21] Em 2009, Fan estrelou no filme de drama policial Shinjuku Incident (Xin Su shi jian) ao lado de Jackie Chan e Daniel Wu, onde foi elogiada pela crítica por sua atuação.[22] Bingbing apareceu no filme de ação histórico Guarda-Costas e Assassinos (Shi yue wei cheng, 2009), que lhe rendeu uma indicação de Melhor Atriz Coadjuvante no Prêmio Cinematográfico de Hong Kong.[23]

Em 2010, Fan Bingbing estrelou no épico histórico de Chen Kaige, O Sacrifício (Zhao shi gu er). Bingbing disse que escolheu o papel porque foi movida pela grande coragem da princesa Zhuang Ji e um amor maternal muito feroz. Em 24 de outubro, Montanha do Buda (Guan yin shan), estrelado por Fan, estreou no 23º Festival Internacional de Cinema de Tóquio e lhe rendeu o prêmio de Melhor Atriz.[24] Em abril de 2010, Bingbing ficou em primeiro lugar na lista das "50 pessoas mais bonitas da China" pelo jornal Beijing News. Em 2011, ela estrelou no filme de artes marciais Shaolin (Xin shao lin si) ao lado de Andy Lau e Wu Jing, com uma aparição especial de Jackie Chan.[25] Dirigdo por Benny Chan, Shaolin estreou como número um nas bilheterias de Hong Kong, arrecadando US$ 592.046 durante sua primeira semana,[26] assim como primeiro lugar nas bilheterias tailandesas e cingapureanas durante a semana de abertura.[27][28] O filme também foi bem recebido na Malásia, ficando em segundo lugar na primeira semana.[29]

Em maio, Bingbing apareceu no 64º Festival de Cinema de Cannes para promover o filme sul-coreano My Way (Mai Wei, 2011) junto com o diretor Kang Je-gyu e os atores Jang Dong-gun e Joe Odagiri.[30] Este filme é baseado na história do soldado coreano Yang Kyoungjong que supostamente foi capturado pelos americanos na Normandia, no Dia D. Segundo a história, Yang Kyoungjong foi recrutado pelo Exército Imperial Japonês, pois a Coréia era uma colônia do Japão.[31] Sendo mobilizado para a guerra de fronteira com os soviéticos, foi capturado nas Batalhas de Khalkin Gol (1939) quando servia no Exército de Guangdong.[31] Enviado a um Gulag, foi alistado no Exército Vermelho e capturado novamente na Terceira batalha de Carcóvia (1943).[31] Alistado nos Ost-Bataillone ("batalhões orientais") na Wehrmacht, compostos por prisioneiros soviéticos, teria sido capturado próximo à praia de Utah no dia 6 de junho de 1944.[31] Na época, My Way foi anunciado como o "filme coreano mais caro de todos os tempos", com um orçamento de cerca de US$ 23 milhões;[32] e incluindo a música tema To Find My Way ("Encontrar meu caminho") interpretada por Andrea Bocelli.[33] Apesar disso, o filme fracassou nas bilheterias.[34] Ele encontrou uma concorrência mais forte do que o esperado de Missão: Impossível – Protocolo Fantasma, lançado em 15 de dezembro, e também recebeu uma resposta morna dos espectadores. Desde seu lançamento em 21 de dezembro até o final do ano, My Way vendeu 1,58 milhão de ingressos – apenas uma pequena fração do que seria necessário para se equilibrar os gastos de produção.[35]

Bingbing interpretou a Imperatriz VIúva Longyu no épico histórico A Fundação de um Partido (Jian dang wei ye, 2011), que foi lançado para marcar o 90º aniversário do Partido Comunista Chinês.[36] O filme foi criado pela estatal China Film Group e retrata a formação do Partido Comunista Chinês, começando com a queda da dinastia Qing em 1911 e terminando com o congresso de fundação do Partido em 1921. O épico é o filme irmão de A Fundação de uma República (Jian guo da ye, 2009), o ode da China Film ao 60º aniversário do estabelecimento da República Popular da China em 1949.[36]

Em outubro, Bingbing se tornou membro do Júri da Competição Internacional do 24º Festival Internacional de Cinema de Tóquio.[37] No primeiro semestre de 2012, ela participou de muitos desfiles de moda em Paris.[38][39][40] Em 16 de maio, ela participou da cerimônia de abertura do 65º Festival de Cinema de Cannes como a única porta-voz global do Leste Asiático em nome da L'Oréal Paris.[41] A Forbes classificou Fan Bingbing em terceiro lugar na lista de 100 celebridades da Forbes China de 2012 com base em seu sucesso naquele ano.[42] No thriller psicológico Double Xposure (Er ci pu guang, 2012), que foi lançado na China em 29 de setembro,[43] ela retrata uma menina que, após sofrer um trauma durante a infância, experimenta alucinações visuais depois de testemunhar seu pai matar sua mãe. A maioria dos críticos de cinema elogiou o desempenho de Bingbing,[44] e ela ganhou o Prêmio Huading de Melhor Atriz.[45][46] O filme foi um sucesso financeiro, com um faturamento doméstico de mais de ¥ 100 milhões de RMB, que quebrou o recorde de bilheteria para um filme de arte doméstico na China. Em 12 de dezembro, Fan apareceu em Lost in Thailand (Ren zai jiong tu: Tai jiong, 2012), no qual ela fez uma participação não-remunerada para "ajudar" seu amigo cineasta de primeira viagem, Xu Zheng. O filme quebrou o recorde de bilheteria de filmes chineses na China para se tornar um dos filmes chineses de maior bilheteria de todos os tempos.[47]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel Notas/Ref.
2001 Reunion Zhang Yanqing [48]
2002 Fall in Love at First Sight Jiu Jiu [49]
The Lion Roars Princess Ping'an [50]
2003 Dragon Laws I: The Undercover Yu Feng [51]
Cell Phone Wu Yue
2004 The Twins Effect II Red Vulture [52]
2005 A Chinese Tall Story Princess Xiaoshan [53]
2006 A Battle of Wits Yiyue [54]
2007 The Matrimony Xu Manli [55]
Call for Love Chen Xiaoyu [56]
Sweet Revenge Cheung Yung [57]
Lost in Beijing Liu Pingguo [58]
Flash Point Julie [59]
Contract Lover Liu Zao [60]
Crossed Lines Ning Can/Xin Ran [61]
2008 Kung Fu Hip-Hop Tina [62]
Home Run Tian Cong [63]
Desires of the Heart Zhang Ying [64]
2009 Shinjuku Incident Lily
Sophie's Revenge Joanna Wang Jingjing
Wheat Li [65]
Bodyguards and Assassins Yueru
2010 Future X-Cops Meili / Milie [66]
East Wind Rain Huanyan [67]
Chongqing Blues Zhu Qing [68]
Sacrifice Princess Zhuang
2011 Stretch Pamsy
Shaolin Yan Xi Co-produtora
Buddha Mountain Nan Feng
The Founding of a Party Imperatriz Dowager Longyu
Mai Wei Shi-rai
2012 Double Xposure Song Qi
Lost in Thailand Ela mesma
2013 Iron Man 3 Wu Jiaqi Participação na versão chinesa
One Night Surprise Michelle
2014 X-Men: Days of Future Past Clarice Fong / Blink
The White Haired Witch of Lunar Kingdom Lian Nishang
2015 Ever Since We Love Liu Qing
Lady of the Dynasty Yang Guifei
2016 Skiptrace Bai
League of Gods Daji
I Am Not Madame Bovary Li Xuelian
L.O.R.D: Legend of Ravaging Dynasties Guishan Lianquan
2017 Sky Hunter Zhao Yali
The Lady in the Portrait Empress Ula Nara
2018 The Faces of My Gene [69]
Air Strike Ye Peixuan


Referências

  1. Flannery, Russell (6 de maio de 2014). «Actress Fan Bingbing Repeats At No. 1 On New Forbes China Celebrity List». Forbes (em inglês). Consultado em 24 de setembro de 2022 
  2. Flannery, Russell (13 de maio de 2015). «Actress Fan Bingbing Repeats For A Third Year Atop New Forbes China Celebrity List». Forbes (em inglês). Consultado em 24 de setembro de 2022 
  3. Flannery, Russell (22 de setembro de 2017). «Actress Fan Bingbing Tops New Forbes China Celebrity List». Forbes (em inglês). Consultado em 24 de setembro de 2022 
  4. a b Busch, Anita; Busch, Anita (7 de novembro de 2016). «Fan Bingbing Signs With CAA». Deadline (em inglês). Consultado em 24 de setembro de 2022 
  5. «The 100 Most Influential People in the World». Time (em inglês). 20 de abril de 2017. Consultado em 24 de setembro de 2022 
  6. Nast, Condé (26 de março de 2019). «"The Big Error Was That She Was Caught": The Untold Story Behind the Mysterious Disappearance of Fan Bingbing, the World's Biggest Movie Star». Vanity Fair (em inglês). Consultado em 24 de setembro de 2022 
  7. «Fan Bingbing: Missing Chinese actress fined for tax fraud». BBC News (em inglês). 3 de outubro de 2018. Consultado em 24 de setembro de 2022 
  8. «Fan Bingbing: Missing Chinese actress fined for tax fraud». BBC News (em inglês). 3 de outubro de 2018. Consultado em 24 de setembro de 2022 
  9. Yu, Nectar Gan, Xie (3 de outubro de 2018). «Chinese actress Fan Bingbing released from secret detention, told to pay US$130 million for tax offences». The Star (em inglês). Consultado em 24 de setembro de 2022 
  10. «Fan Bingbing». Le Figaro: Evene (em francês). Consultado em 25 de setembro de 2022 
  11. «Bingbing Fan». AlloCiné (em francês). Consultado em 25 de setembro de 2022 
  12. «China and Hong Kong's Most Beautiful People List». Diva: Asia One (em inglês). 11 de março de 2012. Consultado em 25 de setembro de 2022. Arquivado do original em 11 de março de 2012 
  13. Flannery, Russell (21 de maio de 2012). «Taiwan Singer Jay Chou Tops The 2012 Forbes China Celebrity List». Forbes (em inglês). Consultado em 25 de setembro de 2022. Cópia arquivada em 26 de setembro de 2018 
  14. Equipe Forbes (23 de abril de 2013). «Top Ten Chinese Celebs». Forbes Asia (em inglês). Consultado em 25 de setembro de 2022. Cópia arquivada em 5 de novembro de 2013 
  15. «范冰冰报恩邀刘雪华演创业作 曝当年本该演紫薇-搜狐娱乐» [Fan Bingbing retribui o favor convidando Liu Xuehua para interpretar o trabalho empreendedor, revelando que ela deveria ter interpretado Ziwei no passado]. Sohu. Consultado em 28 de setembro de 2022 
  16. Yu, Duo (22 de abril de 2003). «范冰冰:刘雪华把我推荐给琼瑶» [Fan Bingbing: Liu Xuehua me recomendou para Qiong Yao]. East Day (em chinês). Consultado em 28 de setembro de 2022. Arquivado do original em 24 de dezembro de 2004 
  17. «范冰冰获第十届华表奖最佳电影新人奖» [Fan Bingbing ganhou o prêmio de Melhor Atriz Iniciante no 10º Prêmio Huabiao]. Consultado em 28 de setembro de 2022. Arquivado do original em 13 de dezembro de 2004 
  18. Soh, Joanne (16 de junho de 2012). «Fan Bingbing is new darling of Chinese cinema». Asia One (em inglês). Consultado em 28 de setembro de 2022 
  19. «Fan Bingbing Nabs Forbes Star of the Year». China.org.cn (em inglês). 10 de março de 2006. Consultado em 28 de setembro de 2022 
  20. «The 44th Golden Horse Awards nominations and winners - Taipei Times». Taipei Times (em inglês). 9 de dezembro de 2007. Consultado em 29 de setembro de 2022 
  21. a b «Rouge Snow (2008)». My Drama List (em inglês). Consultado em 29 de setembro de 2022 
  22. «"Shinjuku Incident" Fan Bingbing covers HK magazine». China Daily (em inglês). 10 de abril de 2009. Consultado em 29 de setembro de 2022 
  23. «List of Nominees and Awardees of The 29th Hong Kong Film Awards». Hong Kong Film Awards (em inglês e chinês). Consultado em 29 de setembro de 2022. Cópia arquivada em 15 de maio de 2014 
  24. «23rd Tokyo International Film Festival - List of Winners». Tokyo International Film Festival (em inglês). Consultado em 29 de setembro de 2022 
  25. «Shaolin (2011) HD Movie Trailer». Youtube (em inglês). Rotten Tomatoes. 28 de julho de 2011. Consultado em 29 de setembro de 2022 
  26. «Shaolin - Hong Kong». Box Office Mojo (em inglês). Consultado em 29 de setembro de 2022 
  27. «Shaolin - Thailand». Box Office Mojo (em inglês). Consultado em 29 de setembro de 2022 
  28. «Shaolin - Singapore». Box Office Mojo (em inglês). Consultado em 29 de setembro de 2022 
  29. «Shaolin - Malaysia». Box Office Mojo (em inglês). Consultado em 29 de setembro de 2022 
  30. «Fan Bingbing and Jang Dong-gun promote 'My Way'». China.org.cn (em inglês). 16 de maio de 2011. Consultado em 29 de setembro de 2022 
  31. a b c d Zaloga, Steve J. (2013). The Devil's Garden: Rommel's Desperate Defense of Omaha Beach on D-Day (em inglês). Mechanicsburg, PA: Stackpole Books. p. 60. ISBN 9780811712286. OCLC 828488810 
  32. Rapold, Nicolas (20 de abril de 2012). «Battlefield Friendship Through Violence of World War II». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 29 de setembro de 2022 
  33. «Andrea Bocelli - To Find My Way (Main OST of My Way)». Youtube (em inglês). 25 de março de 2012. Consultado em 29 de setembro de 2022 
  34. Sunwoo, Carla (9 de outubro de 2012). «Director owns up to box office flop». Korea Joong Ang Daily (em inglês). Consultado em 29 de setembro de 2022 
  35. Paquet, Darcy (1º de agosto de 2011). «South Korean box office in 2011». Korean Cinema Today (em inglês). Consultado em 29 de setembro de 2022 
  36. a b Landreth, Jonathan (20 de maio de 2011). «China Lion to Release Chinese Communist Party Epic in North America, Australia, New Zealand». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 29 de setembro de 2022 
  37. «24th Tokyo International Film Festival | 24rd Juries». TIFF Tokyo 2011 (em inglês). Consultado em 29 de setembro de 2022 
  38. «Fan Bing Bing attends the Louis Vuitton Ready-To-Wear Fall/Winter 2012 show as part of Paris Fashion Week». Top News Stars (em inglês). 11 de abril de 2012. Consultado em 29 de setembro de 2022. Arquivado do original em 3 de outubro de 2018 
  39. «WERQ: Fan Bingbing in Salvatore Ferragamo». Tom + Lorenzo: Fabulous and Opinionated (em inglês). 13 de junho de 2012. Consultado em 29 de setembro de 2022. Arquivado do original em 15 de junho de 2012 
  40. Callahan, Maureen (22 de junho de 2012). «Fan Bingbing on Fashion and Red Lipstick: "It Makes Me Look Alive"». Vanity Fair (em inglês). Consultado em 30 de setembro de 2022 
  41. «L'Oreal Paris Ambassadors at Cannes 2012 Red Carpet: Fan Bingbing». Corallista Makeup Blog (em inglês). 20 de maio de 2012. Consultado em 29 de setembro de 2022. Arquivado do original em 23 de maio de 2012 
  42. Flannery, Russell (21 de maio de 2012). «Taiwan Singer Jay Chou Tops The 2012 Forbes China Celebrity List». Forbes (em inglês). Consultado em 30 de setembro de 2022 
  43. Nan, Chen (18 de julho de 2012). «Fan Bingbing Promotes "Double Xposure" in Beijing». Chinese Films (em inglês). Consultado em 29 de setembro de 2022. Arquivado do original em 17 de janeiro de 2019 
  44. Junqiao, You (9 de outubro de 2012). «《二次曝光》影评:范冰冰爆发力的完全释放-搜狐娱乐» [Crítica do filme "Double Xposure": o poder explosivo de Fan Bingbing é totalmente liberado jqknews]. Sohu (em chinês). Consultado em 30 de setembro de 2022 
  45. «The 9th Hua Ding Awards opens in HK». China Daily (em inglês). 12 de abril de 2013. Consultado em 30 de setembro de 2022 
  46. «Stars attend Huading Awards in Hong Kong». China Daily (em inglês). 12 de abril de 2013. Consultado em 30 de setembro de 2022 
  47. Tsui, Clarence (26 de dezembro de 2012). «China's Record-Breaking 'Lost in Thailand' Prepares to Sink 'Titanic'». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 30 de setembro de 2022 
  48. «张智霖苏有朋范冰冰《手足情》». Sina (em chinês). 20 de julho de 2016 
  49. «《一见钟情》杀青 范冰冰笑谈雪村当年被"拐"事». Sina (em chinês). 14 de dezembro de 2001 
  50. «陆毅黄奕张柏芝范冰冰斗酷暑各有绝招(多图)». Sina (em chinês). 24 de julho de 2002 
  51. «卧底威龙 (2003)» 
  52. «范冰冰《千机变2》大打出手饰演反角(附图)». Sina (em chinês). 6 de agosto de 2004 
  53. «《情癫大圣》再造经典 外星人范冰冰恋上唐僧». Sina (em chinês). 18 de novembro de 2005 
  54. «Battle of Wits Premieres in Beijing». China.org.cn. 17 de novembro de 2006 
  55. «黎明刘若英牵手《心中有鬼》 范冰冰首次演女鬼». Sina (em chinês). 11 de abril de 2006 
  56. «范冰冰拍《爱情呼叫转移》 上演女警制服诱惑». Sina (em chinês). 15 de julho de 2007 
  57. «Fan-tastic». China Daily. 13 de abril de 2007 
  58. «Film Lost in Beijing premieres». China Radio International. 30 de novembro de 2007 
  59. «范冰冰暑期档发力 激情戏"惹火"《导火线》». CCTV News (em chinês). 8 de agosto de 2007 
  60. «Contract Lover" Meets the Media in Shanghai». China Radio International. 16 de agosto de 2007 
  61. «葛优范冰冰加盟《命运呼叫转移》 共分四个环节». Sohu (em chinês). 12 de dezembro de 2007 
  62. «The Bingbing dynasty». China Daily. 28 de junho de 2008 
  63. «范冰冰实验电影《回家的路》演绎残酷职场». Mtime (em chinês). 4 de outubro de 2008 
  64. «《桃花运》范冰冰变身丑八怪 造型酷似林无敌». Mtime (em chinês). 6 de novembro de 2008 
  65. «Chinese wrapping 'Wheat' feature». Variety. 7 de novembro de 2008 
  66. «'Future X-Cops' Come Live». People's Daily. 5 de março de 2010 
  67. «East Wind, Rain tells World War II espionage story». China Radio International. 22 de março de 2010 
  68. «Chinese director Wang Xiaoshuai's movie "Rizhao Chongqing" ready for Palme d'Or». China Daily. 14 de maio de 2010 
  69. «Guo Degang debuts as director in tough box-office season». China Daily. 12 de fevereiro de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]