Fang Lizhi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Fang Lizhi
方励之
2010
Nome completo Fang Lizhi
Nascimento 12 de fevereiro de 1936
Beijing, China
Morte 6 de abril de 2012 (76 anos)
Tucson, Estados Unidos
Nacionalidade chino
norte-americano
Ocupação Astrofísico e ativista pró-democracia

Fang Lizhi (Beijing, China, 12 de fevereiro de 1936 – Tucson, Estados Unidos, 6 de abril de 2012) foi um astrofísico chinês, vice-presidente da Universidade de Ciência e Tecnologia da China, e ativista, cujas ideias inspiraram o movimento estudantil pró-democracia de 1986-87, culminando no protesto na Praça da Paz Celestial em 1989.[1] Por causa de seu ativismo, ele foi expulso do Partido Comunista da China em janeiro de 1987[2]. Em 1989, ocasião da grande repressão aos movimentos estudantis por parte do governo Chinês, Fang se refugiou na embaixada dos Estados Unidos em Pequim durante um ano, até que conseguisse permissão das autoridades chinesas para deixar seu país[3].

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Yam, P. (1994) Profile: Fang Lizhi – Fundamental Rights, Fundamental Physics, Scientific American 270(5), 39-40.
  2. Letters from the Other China - The New York Review of Books
  3. «Dissidente chinês Fang Lizhi morre nos EUA». VEJA. Consultado em 11 de abril de 2022 
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.