Far Cry 6

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Far Cry 6
Antón Castillo (modelado e interpretado por Giancarlo Esposito) atrás de seu filho Diego (interpretado por Anthony Gonzalez)
Desenvolvedora(s) Ubisoft Toronto
Publicadora(s) Ubisoft[nota 1]
Produtor(es) Omar Bouali
Projetista(s) Ted Timmins
Escritor(es) Navid Khavari
Programador(es) Christian Carriere
Artista(s) Danny Borges
Marco Beauchemin
Compositor(es) Pedro Bromfman
Motor Dunia 2
Série Far Cry
Plataforma(s) Amazon Luna
Google Stadia
Microsoft Windows
PlayStation 4
PlayStation 5
Xbox One
Xbox Series X/S
Lançamento 7 de outubro de 2021
Gênero(s) Primeira pessoa
Terceira pessoa
Modos de jogo Um jogador
Far Cry: New Dawn
(2019)

Far Cry 6 é um jogo eletrônico de tiro em primeira pessoa desenvolvido pela Ubisoft Toronto e publicado pela Ubisoft. É o sexto título principal da série Far Cry e foi lançado em 7 de outubro de 2021 para Amazon Luna, Google Stadia, Microsoft Windows, PlayStation 4, PlayStation 5, Xbox One e Xbox Series X/S.[1]

O jogo se passa em uma ilha fictícia do Caribe chamada "Yara", inspirada em Cuba, governada por uma ditadura do "El Presidente" Anton Castillo (dublado e modelado por Giancarlo Esposito), que está criando seu filho Diego (dublado por Anthony Gonzalez), para seguir seu governo. O jogador assume o papel de um guerrilheiro tentando recuperar a ilha para seu povo.

Far Cry 6 foi bem recebido pela crítica, com muitos elogiando a jogabilidade, os visuais, o design do mundo e as performances, mas com algumas críticas em relação à falta de inovação, questões técnicas e a fórmula de jogo envelhecida.

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

A produção de Far Cry 6 esteve em andamento por quatro anos na época de seu anúncio em julho de 2020, com a Ubisoft Toronto sendo o estúdio líder do jogo.[2] O diretor narrativo Navid Khavari disse que começaram a pesquisar revoluções do passado e encontraram a ideia da revolução guerrilheira moderna como a Revolução Cubana, que lhes deu inúmeras ideias de como levar o personagem jogável a lutar contra um governo repressivo. Isso também trouxe de volta a necessidade de dar ao/à protagonista, Dani Rojas, uma voz, em comparação com os jogos recentes da série Far Cry em que o protagonista era silencioso. Khavari disse que "era essencial para nós garantir que o protagonista tivesse um investimento pessoal nessa revolução".[3] Usar Cuba como influência também estabeleceu o retorno ao cenário tropical, característica dos primeiros jogos Far Cry, além de dar ao cenário um aspecto "atemporal" devido aos bloqueios econômicos que haviam sido impostos à ilha, misturando carros antigos com armas modernas.[4] Khavari passou um mês em Cuba, falando aos residentes de lá para ajudar a desenvolver o ambiente.[5]

Em contraste com a controvérsia da mídia sobre a Ubisoft distanciar sua posição de que Far Cry 5 foi feito como uma declaração política,[6] Khavari disse que Far Cry 6 era "político", acrescentando: "Uma história sobre como uma revolução moderna deve ser".[7] Embora o elemento narrativo do jogo seja baseado em histórias de Cuba, Khavari afirmou que o jogo "não quer fazer uma declaração política sobre o que está acontecendo em Cuba especificamente" e não tenta fazer "uma declaração política simplificada e binária especificamente sobre o clima político atual em Cuba".[7] A família de Khavari vivenciou a Revolução Iraniana no final dos anos 1970, eventualmente fugindo para o Canadá e, usando essas experiências, aquelas de Cuba e de outras pesquisas que a Ubisoft havia feito, ele queria que Far Cry 6 tivesse uma história "sobre as condições que levar à ascensão do fascismo em uma nação, os custos do imperialismo, trabalho forçado, a necessidade de eleições livres e justas, direitos LGBTQ+ e muito mais."[7]

A notícia sobre um novo jogo da série Far Cry foi divulgada no início de julho de 2020, quando o ator Giancarlo Esposito mencionou que havia recentemente participado de um "jogo enorme", incluindo trabalho de voz e captura de movimento.[8] Pouco depois disso, rumores sobre a existência de Far Cry 6 surgiram, incluindo telas que mostravam um personagem parecido com Esposito.[9] A Ubisoft afirmou a existência do jogo alguns dias antes do anúncio completo através das redes sociais e revelou totalmente o jogo em 12 de julho de 2020, durante seu evento on-line Ubisoft Forward.[10]

Além disso, Anthony Gonzalez dá voz e fornece o modelo de personagem e captura de movimento para Diego.[11] Esposito e Gonzalez fizeram a captura de movimento e trabalho de voz para o trailer do jogo antes de gravaram qualquer parte da narrativa do título, pois isso deu aos desenvolvedores tempo para criar os modelos de personagem para o jogo em si.[11] Para Esposito, ele estava interessado nas facetas de captura de movimento do papel, já que havia feito algumas para o filme cancelado de Mouse Guard e estava interessado em fazer mais, assim como seu interesse no tipo de personagem que a Ubisoft havia criado para ele.[12] Khavari disse que havia fornecido material de apoio a Esposito para ajudá-lo a se preparar antes de gravar para o jogo e, nessas sessões, ele descobriu que Esposito já havia "feito muitas pesquisas com base no material que enviamos a ele. Ele traz uma empatia incrível para seus personagens, e ele trouxe para Antón aquela mesma empatia que eu não esperava."[3]

Pedro Bromfman compôs a música do jogo.[13]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Far Cry 6 foi originalmente planejado para ser lançado em 18 de fevereiro de 2021 para Microsoft Windows, PlayStation 4, PlayStation 5, Xbox One, Xbox Series X/S, Stadia e Amazon Luna.[14][15] Em 29 de outubro de 2020, a Ubisoft anunciou que o lançamento seria adiado devido aos impactos da pandemia de COVID-19.[16] Durante a atualização de lucros trimestrais da Ubisoft em fevereiro de 2021, a empresa anunciou que o jogo seria lançado antes de 30 de setembro de 2021.[17] Como parte de novas revelações de jogabilidade em 28 de maio de 2021, a Ubisoft anunciou a data de lançamento planejada do jogo para 7 de outubro de 2021.[18]

Como parte do passe de temporada do jogo, o conteúdo adicional inclui modos que permitem que o jogador assuma o papel dos antagonistas dos últimos três jogos da franquia: Vaas Montenegro de Far Cry 3, Pagan Min de Far Cry 4 e Joseph Seed de Far Cry 5. Além disso, o passe de temporada inclui uma versão atualizada de Far Cry 3: Blood Dragon.[19][20]

Recepção[editar | editar código-fonte]

 Recepção
Resenha crítica
Publicação Nota
Destructoid 7,5/10[21]
Electronic Gaming Monthly 2 de 5 estrelas.[22]
Game Revolution 6,5/10[23]
GameSpot 7/10[24]
GamesRadar+ 4 de 5 estrelas.[25]
Hardcore Gamer 4/5[26]
IGN 8/10[27]
PC Gamer (US) 74/100[28]
VG247 4 de 5 estrelas.[29]
VideoGamer.com 5/10[30]
Pontuação global
Agregador Nota média
Metacritic XBSX: 80/100[31]
PC: 75/100[32]
PS5: 75/100[33]

Far Cry 6 recebeu resenhas "geralmente favoráveis", de acordo com o Metacritic.[32][33][31]

Escrevendo para IGN, Jon Ryan deu ao jogo 8 estrelas (de 10), afirmando: "Far Cry 6 se sobressai de muitos dos solavancos que surgiram nos últimos jogos. Mesmo que falhe em algumas etapas, especialmente com seu novo sistema de inventário, é o melhor que a série tem sido em anos."[27]

Jordan Devore, da Destructoid, deu nota de 7,5 (de 10), dizendo que o jogo era "sólido e definitivamente tinha um público. Pode haver algumas falhas difíceis de ignorar, mas a experiência é divertida."[21]

Rachel Weber, escrevendo para a GamesRadar+, afirmou que "Far Cry 6 parece um ponto de viragem para a série, destacando que tudo o que experimentamos antes em Far Cry (sistema de armas, liberando postos avançados e pontos de controle, interagindo com a vida selvagem e seu ecossistema, escalando locais) que ainda está lá "[...], mas as pequenas mudanças feitas têm um grande impacto na experiência geral [...]", como nos personagens principais, como 'Dani', que é "agora mais do que apenas alguns olhos que você olha através", como ele/ela (dependendo do gênero que o jogador escolhe no início do jogo) reage ao mundo e também pode ser visto na visão de terceira pessoa durante as cenas do jogo interagindo com outros personagens.[25]

Matthew Gault, da revista Vice, criticou e descreveu o jogo como "falido criativamente e moralmente", acreditando que o Far Cry 6 "parecia uma lista de tarefas exaustivas". Gault afirmou que seu artigo "não é uma resenha" porque "honestamente, eu não posso mais jogar essa merda. Eu simplesmente não consigo fazer isso."[34]

Escrevendo para o site Polygon, Diego Arguello também foi crítico do jogo, afirmando que Far Cry 6 era "um desperdício de potencial", criticando seus estereótipos latino-americanos e sentindo que atrapalhou qualquer tentativa de dizer algo significativo, apesar do tema político aberto do jogo, citando um exemplo "em que você resgata refugiados usando uma arma que toca “Macarena” enquanto você está mirando [com sua arma]".[35]

Notas

  1. Trabalhos adicionais da Ubisoft Montreal, Ubisoft Kyiv, Ubisoft Shanghai, Ubisoft Berlin, Ubisoft Filipinas, Ubisoft Bucharest, Ubisoft Pune, Ubisoft Odesa, Ubisoft Winnipeg, Ubisoft Montpellier e Ubisoft Quebec.

Referências

  1. Romer, Rafael (12 de julho de 2020). «Far Cry 6 é anunciado oficialmente e chega em 18 de fevereiro». The Enemy. Consultado em 12 de julho de 2020 
  2. Phillips, Tom (12 de julho de 2020). «Far Cry 6 officially confirmed». Eurogamer. Consultado em 12 de julho de 2020 
  3. a b Fillari, Alessandro (12 de julho de 2020). «Far Cry 6 Dev Explains The New Setting Of Yara, And How Political Revolution Is Core To The Story». GameSpot. Consultado em 12 de julho de 2020 
  4. Skrebels, Joe (12 de julho de 2020). «Far Cry 6: Why We're Headed Back to a Tropical Island Setting». IGN. Consultado em 12 de julho de 2020 
  5. Zwiezen, Zack (12 de julho de 2020). «Far Cry 6 Is Set On An Island Nation Inspired By Cuba». Kotaku. Consultado em 12 de julho de 2020 
  6. «Far Cry 5 game causes online outcry». BBC Technology. BBC. 13 de julho de 2017. Consultado em 14 de agosto de 2017 
  7. a b c Good, Owen (1 de junho de 2021). «Far Cry 6 writer: Yeah, our game is political». Polygon. Consultado em 3 de junho de 2021 
  8. «Breaking Bad's Giancarlo Esposito Is Working On A Big Video Game That He Can't Tell You About». GameSpot. Consultado em 10 de julho de 2020 
  9. Watts, Steve (10 de julho de 2020). «Far Cry 6 Confirmed With Clip Featuring Breaking Bad's Giancarlo Esposito». GameSpot. Consultado em 10 de julho de 2020 
  10. July 2020, Alex Avard 10 (10 de julho de 2020). «Ubisoft acknowledges Far Cry 6 leak in cheeky teaser». GamesRadar+. Consultado em 10 de julho de 2020 
  11. a b Yap, Audrey Cloe (12 de julho de 2020). «Giancarlo Esposito on Playing a Gus Fring-esque Dictator in 'Far Cry 6'». Variety. Consultado em 12 de julho de 2020 
  12. Shanley, Patrick; Jarvey, Natalie (13 de julho de 2020). «'Far Cry 6': Giancarlo Esposito on How to Portray a Villain Audiences "Love and Hate"». The Hollywood Reporter. Consultado em 13 de julho de 2020 
  13. McKeand, Kirk (12 de julho de 2020). «Far Cry 6 lets you recruit a sausage dog called Chorizo – here's the trailer and some screens». VG247. Consultado em 12 de julho de 2020 
  14. Carter, Chris (12 de julho de 2020). «Here's another quick look at Giancarlo 'Gus' Esposito in Far Cry 6, out next February». Destructoid. Consultado em 12 de julho de 2020 
  15. Mike Hume (15 de setembro de 2020). «Amazon announces new video game streaming service, partnership with Ubisoft». The Washington Post. Consultado em 18 de maio de 2021 
  16. T.M. Kim, Matt (29 de outubro de 2020). «Far Cry 6 Delayed Until After March 2021». IGN. Consultado em 29 de outubro de 2020 
  17. Beckhelling, Imogen (10 de fevereiro de 2021). «Far Cry 6 and Rainbow Six Quarantine expected to arrive by September 30th». Rock Paper Shotgun. Consultado em 12 de fevereiro de 2021 
  18. Holt, K. (28 de maio de 2021). «'Far Cry 6' will be released on October 7th after an eight-month delay». Engadget. Consultado em 28 de maio de 2021 
  19. Skrebels, Joe (12 de junho de 2021). «Far Cry 6 DLC Lets You Play as Old Far Cry Villains». IGN. Consultado em 12 de junho de 2021 
  20. Blake, Vikki (13 de junho de 2021). «Far Cry 6's season pass will include a remastered copy of Far Cry 3: Blood Dragon». Eurogamer. Consultado em 13 de junho de 2021 
  21. a b Devore, Jordan. «Review: Far Cry 6». Destructoid. Consultado em 6 de outubro de 2021 
  22. Harmon, Josh (6 de outubro de 2021). «Far Cry 6 review». Electronic Gaming Monthly. Consultado em 6 de outubro de 2021 
  23. Ashworth, Mack (6 de outubro de 2021). «Far Cry 6 Review: 'Fails to evolve the series'». Game Revolution. Consultado em 6 de outubro de 2021 
  24. Hornshaw, Phil (8 de outubro de 2021). «Far Cry 6 Review - Less Than Revolutionary». GameSpot. Consultado em 8 de outubro de 2021 
  25. a b Weber, Rachel (6 de outubro de 2021). «Far Cry 6 review: "The series' delight in total chaos is still front and center"». GamesRadar+. Consultado em 11 de outubro de 2021 
  26. Dunsmore, Kevin (6 de outubro de 2021). «Review: Far Cry 6». Hardcore Gamer. Consultado em 6 de outubro de 2021 
  27. a b Ryan, Jon (6 de outubro de 2021). «Far Cry 6 Review». IGN. Consultado em 6 de outubro de 2021 
  28. Aitken, Lauren (6 de outubro de 2021). «Far Cry 6 review». PC Gamer. Consultado em 6 de outubro de 2021 
  29. Broadwell, Josh (6 de outubro de 2021). «Far Cry 6 review - Chaos in paradise». VG247. Consultado em 6 de outubro de 2021 
  30. Wise, Josh (11 de outubro de 2021). «Far Cry 6 review». VideoGamer.com. Consultado em 11 de outubro de 2021 
  31. a b «Far Cry 6 for Xbox Series X Reviews». Metacritic. Consultado em 6 de outubro de 2021 
  32. a b «Far Cry 6 for PC Reviews». Metacritic. Consultado em 6 de outubro de 2021 
  33. a b «Far Cry 6 for PlayStation 5 Reviews». Metacritic. Consultado em 6 de outubro de 2021 
  34. «'Far Cry 6' Is Creatively and Morally Bankrupt». www.vice.com. 11 de outubro de 2021 
  35. «Far Cry 6 is a waste of potential». 6 de outubro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]