Farid Abrão David

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Farid Abrão David
Neguinho da Beija-Flor (esquerda) e Farid Abrão (direita)
Prefeito de Nilópolis
Período 1* - 1 de janeiro de 2001
até 31 de dezembro de 2004
2* - 1 de janeiro de 2005
até 31 de dezembro de 2008
3* - 1 de janeiro de 2017
até 11 de dezembro de 2020
Antecessor José Carlos Soares Cunha (1*)

Alessandro Calazans (3*)

Sucessor Sérgio Sessim (2*)

Jane Louise David (3*)

Dados pessoais
Nascimento 3 de abril de 1944
Nilópolis, RJ
Morte 11 de dezembro de 2020 (76 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Partido PTB

Farid Abrão David (Nilópolis, 3 de abril de 1944Rio de Janeiro, 11 de dezembro de 2020) foi um político brasileiro de ascendência libanesa, atuante no município onde nasceu, e mais recentemente, na cidade vizinha, Mesquita. Também era conhecido por ser dirigente de Carnaval, na escola de samba Beija-Flor.

Era irmão do patrono da Beija-Flor de Nilópolis Aniz Abraão David, primo de Simão Sessim e tio de Abraãozinho David. Seu filho Ricardo Abrão foi deputado estadual.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Farid foi prefeito de Nilópolis, eleito em outubro de 2016 com 60,10% dos votos (60.595 votos),[1] foi deputado estadual por diversas vezes, pelo PDS, PFL e PP. Entre 2001 a 2008 foi Prefeito de Nilópolis.[1] Foi presidente da Beija-Flor de Nilópolis por 18 anos, obtendo diversos títulos para agremiação a tornando conhecida no mundo inteiro. Mudou seu domicílio eleitoral em 2012, e concorreu à prefeitura de Mesquita, ficando em segundo lugar com 24,98% dos votos (24.466 votos).

Em 2013, retornou à presidência da Beija-Flor, após renúncia do antecessor Nelsinho Abraão.

Em 2014, foi eleito Deputado Estadual pelo PTB com 38.342 votos, sendo o candidato mais votado em Nilópolis.

Nas Eleições Municipais de 2016 foi eleito novamente a prefeito de Nilópolis pelo PTB com 60,10% votos válidos, sendo seu terceiro mandato após 8 anos afastado da prefeitura, sendo que seu sobrinho Sérgio Sessim foi prefeito entre 2009 a 2013. Seu mandato começou oficialmente em 1 de janeiro de 2017.

Morte[editar | editar código-fonte]

Morreu no Rio de Janeiro, no dia 11 de dezembro de 2020, aos 76 anos. Farid estava internado no Hospital Copa D'Or com COVID-19. Com sua morte ainda em mandato como prefeito, foi sucedido por sua esposa, Jane Louise David, até a posse do prefeito eleito para o mandato seguinte, seu sobrinho, Abraãozinho David.[2][3]

Referências

  1. a b «Prefeito». Prefeitura de Nilópolis. Consultado em 4 de outubro de 2020 
  2. Freire, Quintino Gomes (12 de dezembro de 2020). «Falece Prefeito de Nilópolis, Farid Abrão, por Covid-19». Diário do Rio de Janeiro. Consultado em 12 de dezembro de 2020 
  3. «É confirmada morte cerebral de Farid Abrão, prefeito de Nilópolis, com Covid-19». Extra. Consultado em 14 de dezembro de 2020 

Precedido por
José Carlos Soares Cunha
Alessandro Calazans
Prefeito de Nilópolis
2001 — 2008
2017 — 2020
Sucedido por
Sérgio Sessim
Jane Louise David
Precedido por
Nelson Abrahão David
Luiz Carlos Duarte Baptista
Nelsinho David
Presidentes da Beija-Flor
1984 — 1992
1994 — 2011
2013 — 2016
Sucedido por
Anísio Abraão David
Nelsinho David
Ricardo Abrahão David
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço relacionado ao Projeto Biografias de Políticos. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.